11a. CURTA no ALMOÇO invade a CAIXA Cultural Rio ::  | Curta o Curta

11a. CURTA no ALMOÇO invade a CAIXA Cultural Rio

Por Guilherme Whitaker em 05/09/2012 12:53


A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 11 a 28 de setembro, a 11ª edição do Curta no Almoço. Nesta edição serão exibidos 21 curtas nacionais, em sessões de até 25 minutos, apresentados de terça a sexta-feira, sempre no horário do almoço. Estão programados 10 documentários, 8 ficções e 3 animações.

A mostra acontece desde 2007 e já se consolidou como ponto de exibição de filmes de curta-metragem nos cinemas da CAIXA Cultural, no centro do Rio. Desde fevereiro de 2007, foram realizadas 10 edições do projeto, com a exibição de 210 filmes para mais de 10.200 pessoas.

***

Programação

Sempre às 12h30, 13h e 13h30:

11 de setembro

“O Brasil de Pero Vaz de Caminha”, de Bruno Laet (Documentário – Rio de Janeiro, 2011, 18 minutos)

Desencontro de 500 anos entre imagem e som. Uma voz estrangeira retrata um Brasil indígena. A imagem, uma colagem contemporânea. Um olhar atual revive o documento histórico? Ou seria um olhar antigo que desembarca no Brasil de hoje? Significados que se alteram para redescobrir o Brasil do século XXI.

“Fotobiotridimensionalidade”, de Henrique Monteiro Ele (Experimental, Rio de Janeiro, 2011, 3 minutos)

Invadindo o que seria o ambiente estático e bidimensional das memórias em um conjunto de fotografias, somos levados a uma viagem, observando ações do cotidiano solitário de um personagem, permeado de repetição e tédio, onde tempo e espaço parecem não pertencer um ao outro.

12 de setembro

“Era uma vez na Cidade Atômica”, de Ricardo Migliore (Documentário, Paraíba 2011, 13 minutos)

Em Pocinhos, tem urânio. Em Pocinhos, tem câncer. Em Pocinhos, tem a maior pedra do mundo. Na pedra, tem casas. Por baixo da pedra, uma noite teve uma explosão.

“Satélite Bolinha”, de Bruno Vianna (Documentário – Rio de Janeiro 2010, 9 minutos)

O satélite da marinha americana Satcom é chamado por brasileiros de Satélite Bolinha. Eles o utilizam, entre outras funções, para bater papo, coisa que não é muito bem vista pelos americanos.

13 de setembro

“Quem Matou Jorge?”, de Fernando Fraiha (Ficção, São Paulo 2009, 17 minutos)

Thiago, um menino que aprende a realidade de maneira muito particular, criando sentidos e relações inusitadas para o cotidiano, depara-se com a morte de Jorge, o cachorro da Sra. 41. Resolve então fazer um filme investigativo para solucionar o assassinato e termina por descobrir fatos importantes sobre sua família.

“O Sequestro do Bebê”, de Fernando Watanabe (Ficção, São Paulo, 2011, 3 minutos)

"É nosso!"

14 de setembro

“Cinco Minutos”, de Quico Meirelles (Ficção, São Paulo, 2011, 5 minutos)

Um casal brasileiro mora em Londres. Quando Laura e Rui vão a um pub e encontram o lugar fechado, começam a discutir sobre quanto tempo 5 minutos na verdade são.

"Café Turco” de Thiago Luciano (Ficção, São Paulo, 2011, 18 minutos)

Em uma cidade dominada pela guerra, o terror e o medo reinam. A vida e a morte se espreitam a cada esquina. Ian, um soldado entediado em seu posto de controle, vê Aliá, uma jovem mulher andando com um pacote apressada. Decide segui-la e descobre o lugar onde mora. Invade a casa enquanto ela estava preparando café turco e a interroga com o intuito de descobrir se ela tem ligações com os atos terroristas.

18 de setembro

“Eva na Primavera”, de Dodô Azevedo (Ficção, Rio de Janeiro, 2011, 15 minutos)

Eva tem 18 anos e mora no Brasil desde os dois anos de idade. Seu pai acabou de cometer suicídio. Como último desejo pediu para sua filha partir em uma viagem para conhecer Nova Iorque, cidade onde ela nasceu. Lá, Eva vai buscar sua identidade.

“Cinco Minutos”, de Quico Meirelles (Ficção, São Paulo, 2011, 5 minutos)

Um casal brasileiro mora em Londres. Quando Laura e Rui vão a um pub e encontram o lugar fechado, começam a discutir sobre quanto tempo 5 minutos na verdade são.

19 de setembro

“Ovos de Dinossauro na Sala de estar”, de Rafael Urban (Documentário, Paraná, 2011, 12 minutos)

A alemã Ragnhild Borgomanero, de 77 anos, estudou fotografia digital e fez cursos de Photoshop e Premiere para manter viva a memória de seu falecido esposo, Guido, com quem reuniu a maior coleção particular de fósseis da América Latina.

“Julie, Agosto e Setembro”, de Jarleo Barbosa (Ficção, Goiás, 2011, 8 minutos)

Julie é uma suíça que acaba de chegar a Goiânia. Através de seus relacionamentos ela tenta entender a cidade, até por fim se transformar num pedaço de Goiânia.

20 de setembro

“Licuri Surf”, de Guile Martins (Documentário, São Paulo 2011, 15 minutos)

Uma aventura pelo litoral brasileiro em companhia de um índio pataxó surfista, que vive numa praia sem Ondas.

“Sinfonia”, de Aline Portugal, Julia De Simone, Julia Mariano e João Costa (Documentário – 2010, Rio de Janeiro, 8 minutos)

O nascimento da música a partir dos ruídos gravados na sua memória.

21 de setembro

“Catadores”, de Renata Than (Documentário – Rio de Janeiro, 2011, 17 segundo)

Uma noite na vida dos catadores de papéis da Rua da Quitanda, no centro do Rio de Janeiro.

“FotobioTridimensionalidade”, de Henrique Monteiro Ele (Experimenta, Rio de Janeiro, 2011, 3 minutos)

Invadindo o que seria o ambiente estático e bidimensional das memórias em um conjunto de fotografias, somos levados a uma viagem, observando ações do cotidiano solitário de um personagem, permeado de repetição e tédio, onde tempo e espaço parecem não pertencer um ao outro.

25 de setembro

“O Cubo Mágico”, de Vanderson Feitosa (Ficção – São Paulo, 2012, 15 minutos)

Davi vem da escola e encontra com Labão, o garoto mais encrenqueiro do bairro. Os dois entram em conflito. Davi foge e fica dias sem sair de casa. Agora precisa encontrar uma solução para resolver o problema.

“O Sequestro do Bebê” de Fernando Watanabe (Ficção, São Paulo, 2011, 3 minutos)

"É nosso!"

26 de setembro

“Vidas Deslocadas”, de João Marcelo Gomes (Documentário – Paraná, 2010, 13 minutos)

Os palestinos Faez Abbas e sua esposa Salha Nasser vivem forçadamente deslocados de sua cultura e família.

“Unique”, de Ricardo Daroz (Animação – São Paulo, 2010, 8 minutos)

Reflexões de um velho sábio.

27 de setembro

“Pregadores”, de Cavi Borges e Leonardo Kopke (Documentário – Rio de Janeiro, 2011, l7 minutos)

E disse Jesus a seus discípulos: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura.

“Cidadão S/A” de Adriano Lirio (Documentário – Rio de Janeiro, 2011, 11 minutos)

Um jovem sem nome, sem identidade, sem rumo, dotado de um costume que foge ao padrão de onde se encontra, inicia assim um processo de auto-afirmação questionando seu papel e o papel de todos a sua volta a partir de sua rústica aparência.

28 de setembro

“O Céu no Andar de Baixo”, de Leonardo Preta (Animação – Minas Gerais 2010, 15 minutos)

Desde os 12 anos de idade, Francisco faz fotografias de céu. Um dia, algo diferente aparece em uma de suas fotografias mudando a sua rotina.

“Hi-Fi”, de Ivan Cardoso (Experimental - Rio de Janeiro, 1999, 8 minutos)

Uma audaciosa colagem de contratipos riscados, um mergulho profundo, através de fragmentos magistrais da obra do mega poeta Augusto de Campos, na literatura de vanguarda contemporânea. Um "Cinepoemabombapopcreto" que leva o espectador a um surpreendente, filosófico e revolucionário redemoinho poético/visual/sonoro.

APOIO CULTURAL

                                  

Serviço:

“11ª Mostra Curta no Almoço”

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro, Rio de Janeiro (Metrô: estação Carioca)

Informações: (21) 3980-3815

Horários: sessões às 12h30, 13h e 13h30

Ingressos: R$ 2,00 (inteira) e R$ 1,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia. Promoção: clientes com cartão do Metrô/Rio também pagam meia.

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Lotação: 80 lugares (mais 3 para cadeirantes)

Classificação: 14 anos

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

Programação da CAIXA Cultural: www.caixa.gov.br/caixacultural

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Rio de Janeiro (RJ)

(21) 3980-3096/ 4097

www.caixa.gov.br/imprensa | @imprensaCAIXA

www.caixa.gov.br/caixacultural


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta

[confira outras notícias]