22ª edição do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema ::  | Curta o Curta

22ª edição do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema

Por Guilherme Whitaker em 01/11/2012 12:36


Maior evento competitivo de curtas do país e primeiro a ser qualificado pela Academia de Ciências Cinematográficas de Hollywood a indicar filmes ao Oscar, o Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro chega à 22ª edição com exibição de cerca de 300 filmes e uma programação recheada de debates, workshops e encontros com profissionais do audiovisual. O evento será realizado entre 1 e 8 de novembro. Todas as atividades serão abertas ao público e terão entrada franca. A edição deste ano conta com patrocínio da Petrobras, da Oi, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e co-patrocínio da RioFilmes.

“Fomos o primeiro festival brasileiro a qualificar filmes para pleitearem uma indicação ao OSCAR, além do Brafta, prémio do Reino Unido. Este ano, recebemos mais de 3.500 inscrições internacionais e 500 nacionais, o que corrobora a importância do evento e do Rio de Janeiro como capital cultural”, Ailton Franco, idealizador e diretor do Festival.

A primeira edição do Curta Cinema exibiu apenas 12 curtas, de diretores convidados. O evento passou a abrir inscrições em âmbito nacional e mais tarde também para produções de outros países e em 2012 recebeu 4 mil inscrições. “Os mais de 20 anos de evento permitem que o público acompanhe a carreira de seus realizadores preferidos. Vamos exibir os novos filmes de Dellani Lima, Guto Parente e Iris Junges”, diz Paulo Roberto Jr., Coordenador de Programação.

Destaques da programação = 20 programas, para todos os gostos!

Workshop de Direção – o português Rui Poças, um dos mais ativos e importantes diretores de fotografia, vai ministrar este workshop que tratará de método de trabalho, mercado cinematográfico, técnicas de direção etc. Local: Oi Futuro Flamengo. Dias: 03 e 04 de novembro, das 14 às 18h.

Laboratório de Projetos de Curtas Metragens – será ministrado pelos cineastas Helvécio Marins Jr., Eduardo Nunes e Beth Formaggini. O projeto que for premiado entre os selecionados, ganhará prêmios de parceiros do evento, tais como: empréstimos de equipamentos cinematográficos e serviços de pós-produção, no valor total de R$ 40 mil. Local: Instituto Moreira Salles. Dias: 2, 3, 4 e 6 de novembro, das 14 às 18h.

Sessões Escolas no Curta Cinema (27 filmes) – incentivo à participação de escolas e projetos sociais em sessões especiais para o público infanto-juvenil. Serão disponibilizados ônibus para o transporte dos alunos e professores ao Cinema Odeon.

Competição Nacional (30 filmes) – a seleção traz Amores Passageiros, de Augusto Canini, estrelado por Osmar Prado, é Inédito no Rio, premiado como melhor filme estrangeiro no Festival de Los Angeles/2012, o que o qualifica para se candidatar ao prêmio de Curta Metragem do Oscar 2013. O Duplo, de Juliana Rojas, exibido na Semana da Crítica em Cannes. O Afinador, de Fernando Camargo e Matheus Parizi Carvalho, inédito no Brasil e único curta brasileiro no Festival de Veneza 2012.

Competição Internacional (30 filmes) – a seleção traz a estreia mundial de Shkurta, de Arzana Kraja, que retrata a guerra de Kosovo, L’Inconsolable, de Jean-Marie Straub. Inédito no Brasil. It’s Such a Beautiful Day, novo filme do celebrado cineasta norte-americano, Don Hertzfeldt.

Panorama Carioca (17 filmes) – destaques: A Dama do Estácio, de Eduardo Ades, protagonizado por Fernanda Montenegro, conta a história de uma prostituta. Feijoada Completa, de Angelo Defanti, que traz Sônia Braga no papel principal. Não dê Ouvidos a eles, de Leonardo Esteves, protagonizado pelo performático Rogério Skylab. La Rueda, de Eryk Rocha, cineasta premiado, inclusive como melhor direção na Première Brasil do Festival do Rio 2012. Eryk é filho de Glauber Rocha, e este é seu último trabalho no formato curta – Lançamento Mundial.

Panorama Latino Americano (10 filmes) – a mostra tem por objetivo dar visibilidade à produção dos países vizinhos, pouco exibida no Brasil. Silvia, de Ana Micenmacher e Javier Estrada (Uruguai), Nostalgia, de Gustavo Rondón Córdova. Filme venezuelano que foi pro Festival de Berlim. La Nube, de Paulo Pécora (Argentina), que estreia no Rio de Janeiro. E na Abertura do Festival será exibido o curta Del Otro Lado, realizado por Yanillys Perez, diretora e atriz da República Dominicana, e que atuou no consagrado longa metragem “Carlos”, de Olivier Assayas. A diretora estará presente no Festival.

Foco EUA (37 filmes) – destaque para A Field of Honor, de Robert Zemeckis, um dos primeiros da carreira do diretor de De Volta Para o Futuro e Forrest Gump. A programação, uma verdadeira vitrine da produção universitária americana, traz filmes de três academias: USC, com forte apelo popular, thrillers, animações e comédias. Columbia, com dramas intensos, conflitos psicológicos e sociais. Por ter muitos alunos estrangeiros – como o brasileiro Felipe Barbosa, diretor do premiado Beijo de Sal – os filmes de não-americanos dialogam com as realizações nativas. Instituto CALARTS apresenta filmes ousados, com estética extravagante e inusitada. A mostra também traz um programa coletivo de realizadores da periferia: Brooklyn Filmmakers Collective, além de filmes selecionados a partir das 200 inscrições.

Especial Alain Resnais (5 filmes) – a mostra reunirá documentários produzidos na década de 1950, que retratam um dos mais ricos períodos de produção do cineasta francês. Na seleção está Noite e Neblina (1955), considerado pela crítica mundial um dos mais importantes documentários da história do cinema. Foi realizado a partir de um convite feito pelo Comitê da História da Segunda Guerra Mundial, em comemoração ao segundo aniversário da libertação dos campos de concentração, e é baseado no texto do escritor Jean Cayrol, ex-prisioneiro de Orianemburgo.

Centro de Artes da Maré – umas das ações sociais do Festival do Curta Cinema, traz uma programação especialmente montada para ser exibida no complexo de favelas da Maré. Serão dois programas com filmes voltados para toda a família. Local: Maré. Data: 05 e 07 de novembro, às 19:30.

Retrospectiva Cavídeo 15 anos (11 filmes) – mostra em comemoração aos 15 anos da produtora, com direito à programação especial e festa. A produtora tem à frente o cineasta e agitador cultural Cavi Borges, uma das personalidades mais agregadoras do novo cinema carioca. Entre os filmes selecionados: Histórias de Borboleta, de Marcelo Brandão, Mascarados, de Andrea Prado, Duas, Uma, de Luciana Ponso e Cavi Borges, Infinito, Vinicius Brum, e Eu sou um samba, de Raoni Seixas. Dias: 03/11, às 21:30, no Odeon, e 08/11, às 19h, Centro Cultural da Justiça Federal.

Cineclube LGBT (6 filmes) – a parceria Curta Cinema/Cineclube LGBT foi um dos maiores sucessos da edição de 2011, esgotando a lotação do Cine Odeon. Este ano, a seleção traz filmes como: Homem Completo, de Rui Calvo (Brasil), Indícios 2 – Dois, de Dannon Lacerda (Brasil), Die Katze tanzt, de Esther Bialas (Alemanha), Sepultus, de Jonathan Pope Evans (EUA). Dias: 02/11, 21:30, no Odeon, seguida de festa, e 08/11, às 18h, Instituto Moreira Sales.

Underground Brasil (10 filmes) – Filmes com poucos recursos e rica diversidade estética, que costumam explorar temas do imaginário popular brasileiro, satiriza o cinema de gênero (dramalhão, terror, comédia) e são considerados filmes trash. Esta mostra nasceu para revelar a farta produção feita com pouco recurso. Dias 03 e 04, às 15h. Centro Cultural da Justiça Federal.

Curta Galeria – Exposição Internacional Videoarde. Montada pela primeira vez no Brasil, a exposição internacional Videoarde é composta por 32 vídeos de artistas do México, Nicarágua, Honduras, El Salvador, Panamá, Costa Rica, Guatemala, Porto Rico, República Dominicana, Cuba, Equador, Bolívia, Venezuela, Colômbia, Peru, Brasil, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai, EUA e Espanha. A seleção apresenta obras inseridas no campo da transformação do espaço social, mostrando maneiras peculiares de lidar com a vida cotidiana e com outras questões cruciais: política, história, violência, machismo, sexo, religião, imigração, espaço urbano e da arte. http://www.videoarde.org/

Curta Galeria – Caleidoscópias. Videoinstalação inédita montada na Cela do Centro Cultural Justiça Federal. O visitante pode desvendar uma sala de projeção onde camadas sucessivas de imagens se sobrepõem, criando uma arquitetura particular. Entre a porta de entrada e o fundo da Cela, a experiência com o vídeo a um só tempo capturado, projetado, refletido e fragmentado amplia a percepção sensorial do espaço, estilhaçando a centralidade do ponto de vista.

SERVIÇO

Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema

Data: de 2 a 8 de novembro de 2012

Salas de Exibição:

Cinema Odeon Petrobras (Praça Floriano 07 – Cinelândia)

Cinemaison (Av. Pres. Antonio Carlos, 58 – Centro)

Centro Cultural Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241 – Centro)

Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476 – Gávea)

Instituto Cervantes (Rua do Rua Visconde de Ouro Preto,62)

Oi Futuro Ipanema (Rua Visconde de Pirajá, 54)

Oi Futuro Flamengo (Rua Dois de Dezembro, 63)

Ponto Cine (Guadalupe Shopping, Estrada do Cambotá, 2300)

Centro de Artes da Maré (Rua Bittencourt Sampaio, 181)

Programação completa no site: www.curtacinema.com.br

FESTIVAL CURTA CINEMA 2012 – PROGRAMAÇÃO COMPLETA

A 22ª edição do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema apresenta mais de 300 filmes, que serão exibidos em nove cinemas da cidade, entre os dias 2 e 8 de novembro. As sessões dos filmes e as atividades como palestras, debates e laboratórios são gratuitas e abertas ao público.

Dia 02/11 (sexta-feira)

Sex: às 15h30m, Panorama Latino Americano 1: “Resistente”, de Salla Sorri e Renate Costa Perdomo (Paraguai, 2012). “Do outro lado”, de Hervé Pennequin (República Dominicana, 2011). “Kendo monogatari”, de Fabián Suarez (Cuba, 2012). “Noelia”, de María Aché (Argentina, 2012). “Estônia”, de Lucas Bonolo (Cuba, 2012). Classificação 14 anos. Às 17h30m, Competição internacional 1: “Matando as galinhas para assustar os macacos, de Jens Assur (Suécia, 2011). “Bagong silang”, de Zena Merton (Inglaterra, 2011). “Falta de provas”, de Hayoun Kwon (França, 2011). “De A a A”, de Johann Lurf (Áustria, 2011). “Mediterrâneos”, de Olivier Py (França, 2011). Classificação 16 anos. Às 19h30m, Competição nacional 1: “Porcos raivosos”, de Isabel Penoni e Leonardo Sette (2012). “Serra do mar”, de Iris Junges (2012). “Canção para minha irmã”, de Pedro Severin (2012). “A última fronteira”, de Diogo Faggiano (2012). “Quem tem medo de Cris Negão?”, de Rene Guerra (2012). Classificação 16 anos. Às 21h30m, Cineclube LGBT: “Sepultus”, de Jonathas Pope Evans (EUA, 2012). “Homem completo”, de Rui Calvo (Brasil, 2012). “Os gatos dançam”, de Esther Bialas (Alemanha, 2011). “Fala comigo agora!”, de Joaquim Lino e Karina Ades (Brasil, 2012). “Indícios 2 – dois”, de Dannon Lacerda (Brasil, 2012). “Se você deixar o coração bater sem medo”, de Tamíris Spinelli (Brasil, 2012). Classificação 18 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Sex: às 15h, Riofilme 2: “Rosa”, de Bruno Vianna (1997). “Bala perdida”, de Victor Costa Lopes (2003). “Anjos urbanos”, de Rosane Svartman (1996). ”Tudo cheira a gasolina”, de Vicente Amorim (1995). “Mina de fé”, de Luciana Bezerra (2004). Classificação 14 anos. Às 17h, Foco Paraná 1: “Visionários”, de Fernando Severo (2002). “Vó Maria”, de Tomás Mancino von der Osten (2011). “Caminhão de cavalo”, de Adriano Justino (2009). “Pastoreio”, de Alexandre Rafael Garcia (2009), “Silêncio e sombras”, de Murilo Houser (2009). “Eternamente”, de Beto Carminatti (2003). “Ovos de dinossauro na sala de estar”, de Rafael Urban (2011). Classificação 16 anos. Às 19h, Experimenta 1: “Dique”, de Adalberto Oliveira (Brasil, 2012). “Monumento”, de Gregorio Graziosi (Brasil, 2012). “Corpo cidade”, de Gabriela Greeb (Brasil 2012). “Brasa”, de Sebastian Mez (Brasil. 2011). Classificação 16 anos.

Centro: Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241, Centro – 3261-2550). Grátis.

Sex: às 14h, Competição nacional 3: “Dizem que os cães vêem coisas”, de Guto Parente (2012). “Nem a mim, nem a ti”, de Tomás Mancino (2012).” “Animador”, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet (2012). “Os barcos”, de Caetano Gotardo e Thaís de Almeida Prado (2012). “Vestido de Laerte” de Claudia Priscilla e Pedro Marques (2012). Classificação 16 anos. Às 16h, Competição internacional 3: “Os animais”, de Paola Buontempo (Argentina, 2012). “Apanhador de almas”, de PV Lehtinen (Finlândia, 2011). “Amanhã viveremos de novo”, de Corinna Giesen (Alemanha, 2012). “Toyokoro”, de Maki Satake (Japão, 2012). “Alvorada vermelha”, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra (Portugal, 2011). Classificação 14 anos. Às 18h, Foco EUA 1: “Rolando no chão e gargalhando”, de Russell Harbaugh (2011). “Um aperto”, de Sudhanshu Saria (2012). “Sou John Wayne”, de Christina Choe (2012). “A cadeira”, de Grainger David (2012). “Jenny meu amor”, de Abigail Severance (2011). “Miguel Alvarez usa peruca”, de Araceli Lemos (2012). “Rapaz dos folhetos”, de Simon Liu (2012). Classificação 16 anos. Às 20h, Especial Alain Resnais: a mostra reunirá 5 documentários da década de 1950, que retratam um dos mais ricos períodos de produção do cineasta francês. “Noite e Neblina”, considerado pela crítica mundial um dos mais importantes documentários de guerra da história do cinema. “Guernica”, o bombardeamento da cidade pela aviação nazista é evocado através do afresco de Picasso. “As estátuas também morrem”, “Toda a memória do mundo”, “O canto do estireno”. Classificação 18 anos.

Gávea: Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476, Gávea – 3284-7400). Grátis.

Sex: às 14h Panorama Docs Brasil 1: “Entre lá e cá”, de Heloisa Passos (SP, 2012). “Capela” de Gustavo Rosa de Moura (SP, 2011). “Borboletas delicadas”, de Wladymir Lima (AL, 2012). “Metrópoles”, de Bellini Andrade (MG, 2012). “Estação Bahia”, de André Michiles e Fábio Bardella (2012). “Tom Zé e a lavagem das calcinhas voadoras”, de André Hine e Huila Gomes (2011). Classificação 16 anos. Às 16h, Riofilme1: “A infância da mulher barbada”, de Eduardo Nunes (1996). “Castanho”, de Eduardo Valente (2002). “Retrato do artista com um 38 na mão”, de Paulo Halm (1999). “Truques, xaropes e outros artigos de confiança”, de Eduardo Goldenstein (2003). “Dedicatórias”, de Eduardo Vaisman (1997). Classificação 14 anos.

Guadalupe: Ponto Cine Guadalupe (Estrada Camboatá, 2300, Guadalupe – 3106-9995). Grátis.

Dia 03/11 (sábado)

Sáb: às 15h30m, Panorama latino americano 2: “Debut e despedida”, de Julian Reboratti (Argentina, 2011). “Silvia”, de Ana Micenmacher e Javier Estrada. (Uruguai, 2011). “Reality 2.0”, de Orozco Victor (México, 2012). “A nuvem”, de Paulo Pécora (Argentina, 2011). “Nostalgia”, de Gustavo Rondón Córdova (Venezuela, 2012). Censura 14 anos. Às 17h30m, Competição Internacional 2: “Como é bonita a manhã japonesa”, de Yuichi Suita (Japão, 2011). “Aqui, lá e Lisboa”, de João Torres (França, 2012). “A redoma e o cone do silêncio”, de Eliane Bots (Holanda, 2012). “Nós morremos”, de Josephine Links (Alemanha, 2011). “O inconsolável”, de Jean-Marie Straub (França, 2012. Classificação 14 anos. Às 19h30m, Competição Nacional 2: “Câmera escura”, de Marcelo Pedroso (2012). “Mauro em Caiena”, de Leonardo Mouramateus (2012). “Adorável criatura”, de Dellani Lima (2012). “Piove, il film di pio”, de Thiago Mendonça (2012). “A mão que afaga”, de Gabriela Amaral Almeida (2011). Classificação 16 anos. Às 21h30m, Especial 15 anos Cavídeo: “História de borboleta”, de Marcelo Brandão (2012). “Mascarados”, de Andrea Prado (2012). “Jaula”, de André Sampaio (2012). “Duas, uma”, de Cavi Borges (2012). “Infinito”, de Izabel Abreu (2012). “Silêncio”, de Alberto Bellezia e Cid César Augusto Carriço Brandão (2012). “Eu, Sidartha”, de Walter Daguerre (2012). “Labirinto”, de Cavi Borges (2012). “Eu sou um samba”, de Raoni Seixas (2012). “Trailer o filme”, de Botika (2012). “Tornado”, de Luciano Vidigal (2012). Classificação 18 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Sab: às 15h Underground Brasil 1: “Tocaia para Tuco Valente”, de Evandro Goy (2012). “Chapô”, de Eduardo Mattos (2012). “Confinópolis – a terra dos sem-chave”, de Raphael Araújo (2012). “CRI4: o contrato alienígena”, de Clarissa Appelt e Luiza Galvão (2012). “O membro decaído”, de Lucas Sá (2012). Classificação 16 anos. Às 17h, Foco Paraná 2: “Terra incógnita“, de Beto Carminatti e Gil Baroni (2006). “Mandarim“, de Tulio Viaro (2007). “Infinitamente maio“, de Cacau Rhoden e Marcos Jorge (2003). “A fábrica”, de Aly Muritiba (2011). “Colorado Esporte Clube“, de Fábion Allon (2007). “Haruo Ohara“, de Rodrigo Grota (2010). Classificação 14 anos. Às 19h, Experimenta 2: “Canção“, de Eponine Momenceau (França, 2011). “Este deve ser o lugar“, de Luis Arnias (EUA, 2011). “Cuauhtémoc“, de Leo Pyrata (Brasil, 2012). “Nuvem“, de Avrore (Brasil, 2012). “Zenaide“, de Mariana Porto (Brasil, 2011). “Cinzas“, de. Apichatpong Weerasethakul (Tailândia, 2012). Classificação 14 anos.

Centro: Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241, Centro – 3261-2550). Grátis.

Sab: às 14h, Competição Nacional 1: “Porcos raivosos”, de Isabel Penoni e Leonardo Sette (2012). “Serra do mar”, de Iris Junges (2012). “Canção para minha irmã”, de Pedro Severin (2012). “A última fronteira”, de Diogo Faggiano (2012). “Quem tem medo de Cris Negão?”, de Rene Guerra (2012). Classificação 16 anos. Às 16h, Competição Internacional 1: “Matando as galinhas para assustar os macacos”, de Jens Assur (Suécia, 2011). “Bagong silang”, de Zena Merton (Inglaterra, 2011). “Falta de provas”, de Hayoun Kwon (França, 2011). “Círculo Wr. Neustadt”, de Johann Lurf (Áustria, 2011). “Mediterrâneos”, de Olivier Py (França, 2011). Censura 16 anos. Às 18h, Foco EUA 2: “Mudança de tempo”, de Adam Welz (2011). “Cachorro”, de Jonathan Johnson (2012). “A morte e jantares”, de Lily Frances Henderson (2012). “À toa”, de Veena Rao e Ben Campbell (2011). “A última nota colorida”, de Alex Mallis (2012). “Rinoplastia”, de Desiree Akhavan (2010). “Oda”, de Beoña Colomar (2010). “Moments de Teebs”, de Paul Trillo (2011). “Fio”, de Iva Radivojevich (2011). “Você é apenas o que vejo de vez em quando”, de Donal Foreman (2008). “A vida de trabalho: Sammy Glinn no post office”, de Jen Goma e Luisa Conlon (2012). Classificação 16 anos. Às 20h, Cine Foundation: ”Derrière moi les oliviers”, de Pascalle Abou Jamra (Líbano, 2012). ”Resen – dog leash”, de Eti Tsicko (Israel, 2012). ”Los anfitriones”, de Miguel Angel Moulet (Cuba/Peru, 2011). ”Doroga na”, de Taisia Igumentseva (Rússia, 2011). Classificação 16 anos.

Gávea: Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476, Gávea – 3284-7400). Grátis.

Sáb: 14h, Panorama Doc Brasil 2: “Da Silva”, de Patricia Travassos (2012). “A galinha que burlou o sistema”, de Quico Meirelles (2012). “A última transmissão”, de Marcelo Emmanuel dos Santos (2011). “T.A.I – trabalho autoral”, de Juliana Gregoratto (2012). “Mamulengos”, de Isabel Veiga (2012). Classificação 16 anos. Às 16h, Riofilme 2: “Rosa”, de Bruno Vianna (1997). “Bala perdida”, de Victor Costa Lopes (2003). “Anjos urbanos”, de Rosane Svartman (1996). ”Tudo cheira a gasolina”, de Vicente Amorim (1995). “Mina de fé”, de Luciana Bezerra (2004). Classificação 14 anos.

Guadalupe: Ponto Cine Guadalupe (Estrada Camboatá, 2300, Guadalupe – 3106-9995). Grátis.

Sab: às 13h30m, Panorama animação 1: “Linear”, de Amir Admoni (Brasil, 2012). “Eólico”, de Cameron Lowe e Tom Shrapnel (Inglaterra, 2012). “O Gigante”, de Igor Pitta Simões (Portugal, 2012). “Segunda mão”, de Isaac King (Canadá, 2011). “Azia”, de Laila Sonsino (Itália, 2011). “No limite”, de Dustin Rees (Suíça, 2011). “Kali o pequeno vampiro”, de Regina Pessoa (Portugal, 2012). “Ursus”, de Reinis Petersons (Letônia, 2011). “Dia estrelado”, de Nara Normande (Brasil, 2011). Classificação livre.

Ipanema: Oi Futuro (Rua Visconde de Pirajá, 54/3º andar, Ipanema – 3201-3000). Grátis.

Sab: às 11h30m, Infantil 1: “Pety pode tudo“, de Anahi Borges (Brasil 2012). “Lesma e caracóis“, de Gwendoline Gamboa e Sylwia Szkiladz (Bélgica, 2011). “O mundo de Ulim e Oilut“, de Caru Alvez de Souza (Brasil, 2011). “As tardes de Tintico“, de Alejandro Garcia Caballero (México, 2012). “O reino do chocolate“, de Rafael Jardim (Brasil, 2011). “Luz câmera animação“, de Giovanna Belico Cária Guimarães (Brasil, 2012). “Paper“, de Juliana Rodrigues (Brasil, 2011). “Segunda mão“, de Isaac King (Canadá, 2011). “Antes que o verão acabe“, de Marília Nogueira (Brasil, 2012). Classificação livre.

Flamengo: Oi Futuro (Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo – 3131-3060). Grátis.

Dia 04/11 (domingo)

Dom: às 15h30m, Foco EUA 1: “Rolando no chão e gargalhando”, de Russell Harbaugh (2011). “Um aperto”, de Sudhanshu Saria (2012). “Sou John Wayne”, de Christina Choe (2012). “A cadeira”, de Grainger David (2012). “Jenny meu amor”, de Abigail Severance (2011). “Miguel Alvarez usa peruca”, de Araceli Lemos (2012). “Rapaz dos folhetos”, de Simon Liu (2012). Classificação 16 anos. Às 17h30, Competição Internacional 3: “Os animais”, de Paola Buontempo (Argentina, 2012). “Apanhador de almas”, de PV Lehtinen (Finlândia, 2011). “Amanhã viveremos de novo”, de Corinna Giesen (Alemanha, 2012). “Toyokoro”, de Maki Satake (Japão, 2012). “Alvorada vermelha”, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra (Portugal, 2011). Classificação 14 anos. Às 19h30m, Competição Nacional 3: “Dizem que os cães vêem coisas”, de Guto Parente (2012). “Nem a mim, nem a ti”, de Tomás Mancino (2012).” “Animador”, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet (2012). “Os barcos”, de Caetano Gotardo e Thaís de Almeida Prado (2012). “Vestido de Laerte” de Claudia Priscilla e Pedro Marques (2012). Classificação 16 anos. Às 21h30m, Panorama Carioca 1: “A dama do Estácio”, de Eduardo Ades (2012). “Feijoada completa”, de Angelo Defanti (2012). “Seria um romance se não fosse o triste cenário urbano do Rio de Janeiro”, de Erik Gustavo e João Pedro Santos Gilas (2011). “O velho e o novo”, de Daniel Caetano (2012). “O terno do Zé”, de Fabiano Pereira Lourenço Soares (2012). Classificação 18 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Dom: às 15h, Underground Brasil 2: “Desalmados”, de Raphael Borghi (2012). “Horário nobre ou banquete para urubus – sexo e violência na TV”, de Dimitri Kozma (2012). “DR”, de Felipe M. Guerra e Joel Caetano (2012). “O florista”, de Filipi Diniz Silveira (2012). “Você já cortou seu cabelo com maquininha?”, de Gabriel Buéssio e Marilia Hanashiro (2012). Classificação 18 anos. Às 17h, Riofilme 1: “A infância da mulher barbada”, de Eduardo Nunes (1996). “Castanho”, de Eduardo Valente (2002). “Retrato do artista com um 38 na mão”, de Paulo Halm (1999). “Truques, xaropes e outros artigos de confiança”, de Eduardo Goldenstein (2003). “Dedicatórias”, de Eduardo Vaisman (1997). Classificação 14 anos. Às 19h, Panorama Docs Brasil 1: Entre lá e cá”, de Heloisa Passos (SP, 2012). “Capela” de Gustavo Rosa de Moura (SP, 2011). “Borboletas delicadas”, de Wladymir Lima (AL, 2012). “Metrópoles”, de Bellini Andrade (MG, 2012). “Estação Bahia”, de André Michiles e Fábio Bardella (2012). “Tom Zé e a lavagem das calcinhas voadoras”, de André Hine e Huila Gomes (2011). Classificação 16 anos.

Centro: Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241, Centro – 3261-2550). Grátis.

Dom: às 14h, Competição Nacional 2: “Câmera escura”, de Marcelo Pedroso (2012). “Mauro em Caiena”, de Leonardo Mouramateus (2012). “Adorável criatura”, de Dellani Lima (2012). “Piove, il film di pio”, de Thiago Mendonça (2012). “A mão que afaga”, dir. Gabriela Amaral Almeida (2011). Classificação 16 anos. Às 16h, Competição Internacional 2: “Como é bonita a manhã japonesa”, de Yuichi Suita (Japão, 2011). “Aqui, lá e Lisboa”, de João Torres (França, 2012). “A redoma e o cone do silêncio”, de Eliane Bots (Holanda, 2012). “Nós morremos”, de Josephine Links (Alemanha, 2011). “O inconsolável”, de Jean-Marie Straub (França, 2012. Classificação 14 anos. Às 18h, Foco EUA 3: “Quarto dos milagres”, de Andrea Pallaoro (2008). “Os órfãos”, de Cy Kuckenbaker (2006). “Dol – primeiro aniversário”, de Andrew Ahn (2011). “Montanha tempestade tigre”, de Scott Cummings (2008). “Circa 1995”, de Nick Flessa (2012). “Gemido”, de Ian Samuels (2012). “Homebody”, de Kate Marks (2012). Classificação 18 anos. Às 20h, 5X5X5: “O jardim do meu avô”, de Ognjen Isailovic (Suíça, 2012). “Tentando”, de Aidos Toktobayev (Suíça, 2012). “Dar, receber, voltar”, de Gabriela Yepes (Suíça, 2012). “Para que lado ir?”, de Dirbdil Assefa Akriso (Suíça, 2012). “A floresta das coisas não ditas”, de Adrian Francis (Suíça, 2012). Classificação 18 anos.

Gávea: Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476, Gávea – 3284-7400). Grátis.

Dom: às 14h, Panorama animação 1: ““Linear”, de Amir Admoni (Brasil, 2012). “Eólico”, de Cameron Lowe e Tom Shrapnel (Inglaterra, 2012). “O Gigante”, de Igor Pitta Simões (Portugal, 2012). “Segunda mão”, de Isaac King (Canadá, 2011). “Azia”, de Laila Sonsino (Itália, 2011). “No limite”, de Dustin Rees (Suíça, 2011). “Kali o pequeno vampiro”, de Regina Pessoa (Portugal, 2012). “Ursus”, de Reinis Petersons (Letônia, 2011). “Dia estrelado”, de Nara Normande (Brasil, 2011). Classificação livre. Às 16h, Foco Paraná 1: “Visionários”, de Fernando Severo (2002). “Vó Maria”, de Tomás Mancino von der Osten (2011). “Caminhão de cavalo”, de Adriano Justino (2009). “Pastoreio”, de Alexandre Rafael Garcia (2009), “Silêncio e sombras”, de Murilo Houser (2009). “Eternamente”, de Beto Carminatti (2003). “Ovos de dinossauro na sala de estar”, de Rafael Urban (2011). Classificação 16 anos.

Guadalupe: Ponto Cine Guadalupe (Estrada Camboatá, 2300, Guadalupe – 3106-9995). Grátis.

Dom: às 13h30m, Panorama Animação 2: “Destimação”, de Ricardo Geroge de Podestá Martin (Brasil, 2012). “Um olho”, de Lorenza Manrique (México, 2012). “Zombirama”, de Ariel López V. e Nano Benayón (Argentina, 2011). “O cágado”, de Luis da Matta Almeida e Pedro Lino (Portugal, 2012). “O grande coelho”, de Atsushi Wada (França, 2012). “Novo dia”, de Svilen Dimitrov (Bulgária, 2012). “Bonde”, de Michaela Pavlatova (França, 2012). “Lenhador”, de Pawel Debski (Polônia, 2011). “Fado do Homem Crescido”, de Pedro Brito (Portugal, 2012). Classificação 14 anos. Às 18h, Experimenta 1: “Dique”, de Adalberto Oliveira (Brasil, 2012). “Monumento”, de Gregorio Graziosi (Brasil, 2012). “Corpo cidade”, de Gabriela Greeb (Brasil 2012). “Brasa”, de Sebastian Mez (Brasil. 2011). Classificação 16 anos. Às 19h30m, Experimenta 2: “Canção“, de Eponine Momenceau (França, 2011). “Este deve ser o lugar“, de Luis Arnias (EUA, 2011). “Cuauhtémoc“, de Leo Pyrata (Brasil, 2012). “Nuvem“, de Avrore (Brasil, 2012). “Zenaide“, de Mariana Porto (Brasil, 2011). “Cinzas“, de. Apichatpong Weerasethakul (Tailândia, 2012). Classificação 16 anos.

Ipanema: Oi Futuro (Rua Visconde de Pirajá, 54/3º andar, Ipanema – 3201-3000). Grátis.

Dom: às 11h30m, Foco Paraná 5: “Paisagem de meninos”, de Fernando Severo (2003). “Mais doce que uvas”, de Ana Paula Málaga e Lucía Alvarez (2007). “Memórias do meu tio”, de Alexandre Rafael Garcia e Alvaro Zeini Cruz (2011). “O muro”, de Diego Florentino (2009). “Eu não sei andar de bicicleta”, de Diego Florentino (2009). “Garoto barba”, de Christopher Faust (2010). Classificação livre.

Flamengo: Oi Futuro (Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo – 3131-3060). Grátis.

Dia 05/11 (segunda-feira)

Seg: às 13h30m, Jovem 2: “Aldeia”, de José Buarque Ferreira (Brasil, 2012). “O cadeado”, de Leon Sampaio (Brasil, 2012). “A galinha que burlou o sistema”, de Quico Meirelles (Brasil, 2012). “Rito”, de Michael Pearce (Inglaterra, 2011). “Coração na boca”, de Vitor Isidoro Levy (Brasil, 2011). “O afinador”, de Fernando Camargo e Matheus Parizi Carvalho (Brasil, 2012). Classificação 16 anos. Às 15h30m, Foco EUA 2: “Mudança de tempo”, de Adam Welz (2011). “Cachorro”, de Jonathan Johnson (2012). “A morte e jantares”, de Lily Frances Henderson (2012). “À toa”, de Veena Rao e Ben Campbell (2011). “A última nota colorida”, de Alex Mallis (2012). “Rinoplastia”, de Desiree Akhavan (2010). “Oda”, de Beoña Colomar (2010). “Moments de Teebs”, de Paul Trillo (2011). “Fio”, de Iva Radivojevich (2011). “Você é apenas o que vejo de vez em quando”, de Donal Foreman (2008). “A vida de trabalho: Sammy Glinn no post office”, de Jen Goma e Luisa Conlon (2012). Classificação 16 anos. Às 17h30m, Competição Internacional 4: “Como queimei Simon Bolívar”, de Igor Drljaca (Bósnia-Herzegovina, 2011). “Shkurta”, de Arzana Kraja (Kosovo, 2012). “Kaatal”, de Vikrant Pawar (Índia, 2012). “Beirute 2012”, de Bane Saleh (Líbano, 2011). “41 dias”, de Ahmed Abdelaziz (Egito, 2012). Classificação 18 anos. Às 19h30m, Competição Nacional 4: “Na sua companhia”, de Marcelo Caetano (2011). “A onda traz, o vento leva”, de Gabriel Mascaro (2012). “Sendai”, de Cláudia Nunes e Erico Rassi (2012). “Mãos mortas”, de Arthur Tuoto (2012). “Amores passageiros”, de Augusto Canini (2012). Classificação 16 anos. Às 21h30m, Panorama Carioca 2: “Talvez em Lisboa”, de Felipe Rocha (2012). “Crisálida”, de Rafael Saar e Thiago Brito (2012). “La rueda”, de Eryk Rocha (2012). “Antares”, de Alexandre Gwaz (2012). “Maçã com sabor de gasolina”, de Cristina Miranda (2012). “Santas”, de Roberval Duarte (2012). Classificação 14 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Seg: às 19h30m, Foco Paraná 4: “A equação do amor”, de Fábio Allon (2012). “Parabéns pra vc”, de Anderson Simão (2011). “Meio-dia, Isabela”, de Evandro Scorsin (2011). “Meu medo”, de Murilo Hauser (2010). “Intervalo”, de Alexandre Rafael Garcia (2010). “Filme 1”, de Ana Paula Málaga e Lucía Alvarez (2008). “Coloridos”, de Christopher Faust e Evandro Scorsin (2011). “28 anos”, de Eduardo Baggio (2003). “Pequenos”, de Alexandre Rafael Garcia (2012). Classificação livre. Às 20h, Cinemaison 1: ”Guernica”, de Alain Resnais e Robert Hessens (1950). ”As estátuas também morrem”, de Alain Resnais e Chris Marker (1953). ”Toda a memória do mundo”, de Alain Resnais (1956). ”Noite e neblina”, de Alain Resnais (1955). ”O canto do estireno”, de Alain Resnais (1958). Classificação 16 anos.

Maré: Centro de Artes da Maré (Rua Bittencourt Sampaio, 181, próximo a Av. Brasil, passarela 9 – 3105-7265). Grátis.

Seg: às 18h, Cinemaison 2: "A brecha", de Abdoul Aziz Cissé (Bélgica e Senegal, 2007). ”Oumy e eu”, de Adams Sie (Bélgica e Senegal, 2006). “Papa...”, de Aïcha Thiam (Bélgica e Senegal, 2006). “Atlânticos”, de Mati Diop (França, 2009). Classificação 14 anos. Às 20h, Especial Alain Resnais: a mostra reunirá 5 documentários da década de 1950, que retratam um dos mais ricos períodos de produção do cineasta francês. “Noite e Neblina”, considerado pela crítica mundial um dos mais importantes documentários de guerra da história do cinema. “Guernica”, o bombardeamento da cidade pela aviação nazista é evocado através do afresco de Picasso. “As estátuas também morrem”, “Toda a memória do mundo”, “O canto do estireno”. Classificação 18 anos.

Centro: Cinemaison (Avenida Presidente Antônio Carlos, 58 – 3974-6644). Grátis.

Dia 06/11 (terça-feira)

Ter: às 13h30m, Jovem 1: “Voice over”, de Martin Rosete (Espanha, 2012). “Meio-dia, Isabela”, de Evandro Scorsin (Brasil, 2011). “Sabrina +1”, de Fernando Neder e Helena Borschiver (Brasil, 2011). “Festa no apartamento de Suzana”, de Christopher Faust Pereira (Brasil, 2012). “Bruce Lee jogava badminton também”, de Corrie Chen (Austrália, 2011). “Playground”, de Elad Primo (Israel, 2011). “DNA para voar”, de Fabio Benvenuti e Leonel Sant'Anna (Brasil, 2012). “O segredo do circo”, de Leyla Daruis Luis (Espanha, 2012). “Ursus", de Reinis Petersons (Latvia, 201). Classificação 14 anos. Às 15h30m, Foco EUA 3: “Quarto dos milagres”, de Andrea Pallaoro (2008). “Os órfãos”, de Cy Kuckenbaker (2006). “Dol – primeiro aniversário”, de Andrew Ahn (2011). “Montanha tempestade tigre”, de Scott Cummings (2008). “Circa 1995”, de Nick Flessa (2012). “Gemido”, de Ian Samuels (2012). “Homebody”, de Kate Marks (2012). Classificação 18 anos. Às 17h30m, Competição Internacional 5: “Viraremos petróleo”, deMihai Grecu (Romênia, 2011). “Felix”, de Anselm Belser (Alemanha, 2011). “Olá, meu nome é Olga”, de Tatiana Korol (Inglaterra, 2012). “Apneia”, de Harald Hund e Paul Horn ( Áustria, 2011). “É um dia tão bonito”, de Don Hertzfeldt (2011). Classificação 16 anos. Às 19h30m, Competição Nacional 5: “Os mortos-vivos”, de Anita Rocha da Silveira (2012). “Orwo foma”, de Karen Black e Lia Letícia (2012). “Uma, duas semanas”, de Fernando Texeira (2012). “Menino peixe”, de Eva Randolph (2012). “O duplo”, de Juliana Rojas (2012). Classificação 16 anos. Às 21h30m, Panorama Carioca 3: “Aldeia”, de José Buarque Ferreira (2012). “O gênio de Quintino”, de Johnny Ma (2011). “Coração na boca”, de Vitor Isidoro Levy (2011). “Ao meio”, de Vitor Leite (2012). “Cowboy”, de Tarcisio Lara Puiati (2011). “Não dê ouvidos a eles...”, de Leonardo Esteves (2012). Classificação 16 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Ter: às 17h, Retrospectiva Helvécio Martins: “2 Homens” (2001). “Alma nua” (2003). “Nascente” (2005). “Trecho”, de Clarissa Campolina e Helvécio Marins Jr. (2006). “Nem marcha nem chouta” (2008). Classificação 14 anos. Às 19h, Panorama Doc Brasil 2: “Da Silva”, de Patricia Travassos (2012). “A galinha que burlou o sistema”, de Quico Meirelles (2012). “A última transmissão”, de Marcelo Emmanuel dos Santos (2011). “T.A.I – trabalho autoral”, de Juliana Gregoratto (2012). “Mamulengos”, de Isabel Veiga (2012). Classificação 16 anos.

Centro: Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241, Centro – 3261-2550). Grátis.

Ter: às 14h, Competição Nacional 4: “Na sua companhia”, de Marcelo Caetano (2011). “A onda traz, o vento leva”, de Gabriel Mascaro (2012). “Sendai”, de Cláudia Nunes e Erico Rassi (2012). “Mãos mortas”, de Arthur Tuoto (2012). “Amores passageiros”, de Augusto Canini (2012). Classificação 16 anos. Às 16h, Competição Internacional 4: “Como queimei Simon Bolívar, de Igor Drljaca (Bósnia-Herzegovina, 2011). “Shkurta”, de Arzana Kraja (Kosovo, 2012). “Kaatal”, de Vikrant Pawar (Índia, 2012). “Beirut 2012”, de Bane Saleh (Líbano, 2011). “41 dias”, de Ahmed Abdelaziz (Egito, 2012). Classificação 18 anos. Às 18h, Foco EUA 4: “Beijo de sal”, de Fellipe Gamarano Barbosa (2006). “Homem”, de Myna Joseph (2007). “PAL/SECAM”, de Dmitry Povolotsky (2008). “Falta pop”, de Moon Molson (2006). “Segurança”, de Matthew Linnell (2007). Classificação 18 anos. Às 20h, Panorama Latino Americano 1: “Resistente”, de Salla Sorri e Renate Costa Perdomo (Paraguai, 2012). “Do outro lado”, de Hervé Pennequin (República Dominicana, 2011). “Kendo monogatari”, de Fabián Suarez (Cuba, 2012). “Noelia”, de María Aché (Argentina, 2012). “Estônia”, de Lucas Bonolo (Cuba, 2012). Classificação14 anos.

Gávea: Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476, Gávea – 3284-7400). Grátis.

Ter: às 14h, Foco Paraná 3: “Monique ao sol”, de Wellington Sari (2011). “Sobrenatural”, de Alexandre Rafael Garcia (2012). “Garota explosiva”, de Evandro Scorsin (2012). “Surf surf”, de Wellington Sari (2012). “A equação do amor”, de Fábio Allon (2012). Classificação 14 anos. Às 16h, Foco Paraná 2: “Terra incógnita“, de Beto Carminatti e Gil Baroni (2006). “Mandarim“, de Tulio Viaro (2007). “Infinitamente Maio“, de Cacau Rhoden e Marcos Jorge (2003). “A Fábrica, dir. Aly Muritiba (2011). “Colorado Esporte Clube“, de Fábion Allon (2007). “Haruo ohara“, de Rodrigo Grota (2010). Classificação 14 anos.

Guadalupe: Ponto Cine Guadalupe (Estrada Camboatá, 2300, Guadalupe – 3106-9995). Grátis.

Dia 07/08 (quarta-feira)

Qua: às 13h30m, Infantil 2: “Jus”, de Marcelo Didimo Souza Vieira (Brasil, 2012). “Um sol de jacaré”, de Rosa Berardo (Brasil, 2012). “Raptado”, de Sarah Winkenstette (Alemanha, 2011). “O fim do recreio”, de Nélio Spréa e Vinicius Mazzon (Brasil, 2012). “Creare”, de Carlos Roberto Morales Umaña (Costa rica, 2011). “Estrela”, de Dellani Lima (Brasil, 2012). Classificação livre. Às 15h30m, Foco EUA 4: “Beijo de sal”, de Fellipe Gamarano Barbosa (2006). “Homem”, de Myna Joseph (2007). “PAL/SECAM”, de Dmitry Povolotsky (2008). “Falta pop”, de Moon Molson (2006). “Segurança”, de Matthew Linnell (2007). Classificação 18 anos. Às 17h30m, Competição Internacional 6: “Luz da manhã”, de Cláudia Varejão (Portugal, 2012). ”A canção do peixe mecânico”, de Philipp Yuryev (Rússia, 2011). “Preto”, de Seppo Renvall (Finlândia, 2011). “Átomos”, de Arnaud Dufeys (Bélgica, 2012). “Sete da sorte”, de Claudia Heindel (Alemanha, 2011). Classificação18 anos. Às 19h30m, Competição Nacional 6: “O afinador”, de Fernando Camargo e Matheus Parizi Carvalho (2012). “Odete”, de Clarissa Campolina, Ivo Lopes e Luiz Pretti (2012). “Desterro”, de Claudio Marques e Marília Huges (2012). “A barra”, de Lucas Weglinski (2012). “Filme para poeta cego”, de Gustavo Vinagre (2012). Classificação 18 anos. Às 21h30m, BANDÀPARTE: “Estudos para material bruto #2”, de Paulo Camacho (2012). “Estudos para material bruto #3”, de Paulo Camacho (2012). “Outono”, de Paulo Camacho (2012). “Devoção”, de Domenico Lancelotti (2012). “Procissão”, de Domenico Lancelotti (2012). “Projeção”, de Domenico Lancelotti (2012). “[]”, de Pedro Miranda (2012). Classificação 16 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Qua: às 15h, Panorama Animação 1: “Linear”, de Amir Admoni (Brasil, 2012). “Eólico”, de Cameron Lowe e Tom Shrapnel (Inglaterra, 2012). “O Gigante”, de Igor Pitta Simões (Portugal, 2012). “Segunda mão”, de Isaac King (Canadá, 2011). “Azia”, de Laila Sonsino (Itália, 2011). “No limite”, de Dustin Rees (Suíça, 2011). “Kali o pequeno vampiro”, de Regina Pessoa (Portugal, 2012). “Ursus”, de Reinis Petersons (Letônia, 2011). “Dia estrelado”, de Nara Normande (Brasil, 2011). Classificação livre. Às 17h, Panorama Carioca 1: “A dama do Estácio”, de Eduardo Ades (2012). “Feijoada completa”, de Angelo Defanti (2012). “Seria um romance se não fosse o triste cenário urbano do Rio de Janeiro”, de Erik Gustavo e João Pedro Santos Gilas (2011). “O velho e o novo”, de Daniel Caetano (2012). “O terno do Zé”, de Fabiano Pereira Lourenço Soares (2012). Classificação 18 anos. Às 19h, Panorama Carioca 2: “Talvez em Lisboa”, de Felipe Rocha (2012). “Crisálida”, de Rafael Saar e Thiago Brito (2012). “La rueda”, de Eryk Rocha (2012). “Antares”, de Alexandre Gwaz (2012). “Maça com sabor de gasolina”, de Cristina Miranda (2012). “Santas”, de Roberval Duarte (2012). Classificação 14 anos.

Centro: Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241, Centro – 3261-2550). Grátis.

Qua: às 14h, Competição Nacional 5: “Os mortos-vivos”, de Anita Rocha da Silveira (2012). “Orwo foma”, de Karen Black e Lia Letícia (2012). “Uma, duas semanas”, de Fernando Texeira (2012). “Menino peixe”, de Eva Randolph (2012). “O duplo”, de Juliana Rojas (2012). Classificação 16 anos. Às 16h, Competição Internacional 5: “Viraremos petróleo”, deMihai Grecu (Romênia, 2011). “Felix”, de Anselm Belser (Alemanha, 2011). “Olá, meu nome é Olga”, de Tatiana Korol (Inglaterra, 2012). “Apneia”, de Harald Hund e Paul Horn ( Áustria, 2011). “É um dia tão bonito”, de Don Hertzfeldt (2011). Classificação 16 anos. Às 18h, Foco EUA 5: “A days work”, de Rajeev Dassani (2008). “Wentworth”, de R. Stephen Suettinger (2007). “Pitstop”, de Melanie McGraw (2007). “Viola – the traveling rooms of a little giants”, de Shih-Ting Hung (2008). “Bean cake”, de David Greenspan (2001). “Field of honor”, de Robert Zemeckis (1973). Classificação 14 anos. Às 20h, Panorama Latino Americano 2: “Debut e despedida”, de Julian Reboratti (Argentina, 2011). “Silvia”, de Ana Micenmacher e Javier Estrada. (Uruguai, 2011). “Reality 2.0”, de Orozco Victor (México, 2012). “A nuvem”, de Paulo Pécora (Argentina, 2011). “Nostalgia”, de Gustavo Rondón Córdova (Venezuela, 2012). Censura 14 anos.

Gávea: Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476, Gávea – 3284-7400). Grátis.

Qua: às 14h, Foco Paraná 4: “A equação do amor”, de Fábio Allon (2012). “Parabéns pra vc”, de Anderson Simão (2011). “Meio-dia, Isabela”, de Evandro Scorsin (2011). “Meu medo”, de Murilo Hauser (2010). “Intervalo”, de Alexandre Rafael Garcia (2010). “Filme 1”, de Ana Paula Málaga e Lucía Alvarez (2008). “Coloridos”, de Christopher Faust e Evandro Scorsin (2011). “28 anos”, de Eduardo Baggio (2003). “Pequenos”, de Alexandre Rafael Garcia (2012). Classificação livre. Às 16h, Experimenta 1: “Dique”, de Adalberto Oliveira (Brasil, 2012). “Monumento”, de Gregorio Graziosi (Brasil, 2012). “Corpo cidade”, de Gabriela Greeb (Brasil 2012). “Brasa”, de Sebastian Mez (Brasil. 2011). Classificação 16 anos.

Guadalupe: Ponto Cine Guadalupe (Estrada Camboatá, 2300, Guadalupe – 3106-9995). Grátis.

Qua: às 19h30m, Foco Paraná 5: “Paisagem de meninos”, de Fernando Severo (2003). “Mais doce que uvas”, de Ana Paula Málaga e Lucía Alvarez (2007). “Memórias do meu tio”, de Alexandre Rafael Garcia e Alvaro Zeini Cruz (2011). “O muro”, de Diego Florentino (2009). “Eu não sei andar de bicicleta”, de Diego Florentino (2009). “Garoto barba”, de Christopher Faust (2010). Classificação livre.Maré:

Centro de Artes da Maré (Rua Bittencourt Sampaio, 181, próximo a Av. Brasil, passarela 9 – 3105-7265). Grátis.

Dia 08/11 (quinta-feira)

Qui: às 13h30m, Panorama Infantil 1: “Pety pode tudo“, de Anahi Borges (Brasil 2012). “Lesma e caracóis“, de Gwendoline Gamboa e Sylwia Szkiladz (Bélgica, 2011). “O mundo de Ulim e Oilut“, de Caru Alvez de Souza (Brasil, 2011). “As tardes de Tintico“, de Alejandro Garcia Caballero (México, 2012). “O reino do chocolate“, de Rafael Jardim (Brasil, 2011). “Luz câmera animação“, de Giovanna Belico Cária Guimarães (Brasil, 2012). “Paper“, de Juliana Rodrigues (Brasil, 2011). “Segunda mão“, de Isaac King (Canadá, 2011). “Antes que o verão acabe“, de Marília Nogueira (Brasil, 2012). Classificação livre. Às 17h30m, Pop Core: “História negra”, de Christoph Brunner e Stefan Brunner (Áustria, 2012). “Elvis de Nazaré”, de Rani Massalha (França, 2012). “505 G”, de Jérémy Azencott (França, 2012). “O respiro do arco”, de Enrico Maria Artale (Itália, 2011). “O céu dos coelhinhos”, de Oliver Rihs (Alemanha, 2011). Classificação 18 anos.

Centro: Odeon Petrobras (Praça Floriano 07, Cinelândia – 2240-1093). Grátis.

Qui: às 15h, Panorama animação 2: “Destimação”, de Ricardo Geroge de Podestá Martin (Brasil, 2012). “Um olho”, de Lorenza Manrique (México, 2012). “Zombirama”, de Ariel López V. e Nano Benayón (Argentina, 2011). “O cágado”, de Luis da Matta Almeida e Pedro Lino (Portugal, 2012). “O grande coelho”, de Atsushi Wada (França, 2012). “Novo dia”, de Svilen Dimitrov (Bulgária, 2012). “Bonde”, de Michaela Pavlatova (França, 2012). “Lenhador”, de Pawel Debski (Polônia, 2011). “Fado do Homem Crescido”, de Pedro Brito (Portugal, 2012). Classificação 14 anos. Às 17h, Panorama Carioca 3: “Aldeia”, de José Buarque Ferreira (2012). “O gênio de Quintino”, de Johnny Ma (2011). “Coração na boca”, de Vitor Isidoro Levy (2011). “Ao meio”, de Vitor Leite (2012). “Cowboy”, de Tarcisio Lara Puiati (2011). “Não dê ouvidos a eles...”, de Leonardo Esteves (2012). Classificação 16 anos. Às 19h, Especial 15 anos Cavídeo: “História de borboleta”, de Marcelo Brandão (2012). “Mascarados”, de Andrea Prado (2012). “Jaula”, de André Sampaio (2012). “Duas, uma”, de Cavi Borges (2012). “Infinito”, de Izabel Abreu (2012). “Silêncio”, de Alberto Bellezia e Cid César Augusto Carriço Brandão (2012). “Eu, Sidartha”, de Walter Daguerre (2012). “Labirinto”, de Cavi Borges (2012). “Eu sou um samba”, de Raoni Seixas (2012). “Trailer o filme”, de Botika (2012). “Tornado”, de Luciano Vidigal (2012). Classificação 18 anos.

Centro: Centro Cultural da Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241, Centro – 3261-2550). Grátis.

Qui: às 14h, Competição Nacional 6: “O afinador”, de Fernando Camargo e Matheus Parizi Carvalho (2012). “Odete”, de Clarissa Campolina, Ivo Lopes e Luiz Pretti (2012). “Desterro”, de Claudio Marques e Marília Huges (2012). “A barra”, de Lucas Weglinski (2012). “Filme para poeta cego”, de Gustavo Vinagre (2012). Classificação 18 anos. Às 16h, Competição Internacional 6: “Luz da manhã”, de Cláudia Varejão (Portugal, 2012). ”A canção do peixe mecânico”, de Philipp Yuryev (Rússia, 2011). “Preto”, de Seppo Renvall (Finlândia, 2011). “Átomos”, de Arnaud Dufeys (Bélgica, 2012). “Sete da sorte”, de Claudia Heindel (Alemanha, 2011). Classificação18 anos. Às 18h, Cineclube LGBT: “Sepultus”, de Jonathas Pope Evans (EUA, 2012). “Homem completo”, de Rui Calvo (Brasil, 2012). “Os gatos dançam”, de Esther Bialas (Alemanha, 2011). “Fala comigo agora!”, de Joaquim Lino e Karina Ades (Brasil, 2012). “Indícios 2 – dois”, de Dannon Lacerda (Brasil, 2012). “Se você deixar o coração bater sem medo”, de Tamíris Spinelli (Brasil, 2012). Classificação 18 anos. Às 20h, Cinemaison 2: "A brecha", de Abdoul Aziz Cissé (Bélgica e Senegal, 2007). ”Oumy e eu”, de Adams Sie (Bélgica e Senegal, 2006). “Papa...”, de Aïcha Thiam (Bélgica e Senegal, 2006). “Atlânticos”, de Mati Diop (França, 2009). Classificação 14 anos.

Gávea: Instituto Moreira Sales (Rua Marques de S. Vicente, 476, Gávea – 3284-7400). Grátis.

Qui: às 14h, Foco Paraná 5: “Paisagem de meninos”, de Fernando Severo (2003). “Mais doce que uvas”, de Ana Paula Málaga e Lucía Alvarez (2007). “Memórias do meu tio”, de Alexandre Rafael Garcia e Alvaro Zeini Cruz (2011). “O muro”, de Diego Florentino (2009). “Eu não sei andar de bicicleta”, de Diego Florentino (2009). “Garoto barba”, de Christopher Faust (2010). Classificação livre. Às 16h, Experimenta 2: “Canção“, de Eponine Momenceau (França, 2011). “Este deve ser o lugar“, de Luis Arnias (EUA, 2011). “Cuauhtémoc“, de Leo Pyrata (Bra


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]