23 Curtas selecionado para o Festival do Rio  2006 ::  | Curta o Curta

23 Curtas selecionado para o Festival do Rio 2006

Por Guilherme Whitaker em 18/08/2006 09:41



Festival do Rio 2006
de 21 de setembro a 5 de outubro


SELECIONADOS DA PREMIÈRE BRASIL
curtas e longas

A organização do Festival do Rio selecionou 26 longas e  23 curtas dos mais diferentes estilos e tendências para participar da PREMIÈRE BRASIL 2006.

Diretores consagrados e jovens talentos disputam as mostras competitivas - Ficção e Documentário, e participam das mostras Hors Concours e Retratos.

Os selecionados:

CURTAS-METRAGENS

Hors Concours

ELETRODOMÉSTICA , de Kléber Mendonça (PE)

Competição

14 BIS, de André Ristum  (SP)  
A BALADA DAS DUAS MOCINHAS DE BOTAFOGO, de João Caetano Feyer e Fernando Valle (RJ)  
A MISS E O DINOSSAURO, de Helena Ignez (SP)  
ACOSSADA, de Karen Akerman e Karen Black (RJ)  
ALGUMA COISA ASSIM, de Esmir Filho (SP)  
BERLINBALL, de Anna Azevedo (RJ)
INÍCIO DO FIM, de Gustavo Spolidoro (RS)  
IRMÃOS COLLYER - UMA FÁBULA DO ACÚMULO, de Alfeu França (RJ)  
JOYCE, de Caroline Leone (SP)  
MATARAM MEU GATO, de Ana Rieper e Maria José Freire (RJ)
MAURO SHAMPOO – JOGADOR, CABELEREIRO E HOMEM, de Paulo Henrique Fontenelle e Leonardo Cunha (RJ)
MULTIPLICADORES, de Renato Martins e Lula Carvalho (RJ)  
O CADERNO ROSA DE LORY LAMBY, de Sung Sfai (SP)  
O SOM DA LUZ DO TROVÃO, de Petrônio Lorena e Tiago Scorza (RJ)  
QUANDO O TEMPO CAIR, de Selton Mello (RJ)  
SANTA DE CASA, de Allan Sieber (RJ)  
YANSAN, de Carlos Eduardo Nogueira (SP)  

 
LONGAS-METRAGENS DOCUMENTÁRIOS

Hors Concours
NENHUM MOTIVO EXPLICA A GUERRA, de Carlos Diegues e Rafael Dragaud  (RJ)
PIXOTE IN MEMORIAN, de Felipe Briso e Gilberto Topczewski
DIÁRIO DE NANÁ, de Paschoal Samora (SP)

Competição
À MARGEM DO CONCRETO, de Evaldo Mocarzel  (SP)
ACIDENTE, de Cao Guimarães e Pablo Lobato  (MG)
ATO DOS HOMENS, de Kiko Goifman  (SP)
CAPARAÓ, de Flavio Frederico  (SP)
CARTOLA, de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda  (RJ)
FABRICANDO TOM ZÉ, de Décio Mattos Jr. (SP)
PRO DIA NASCER FELIZ, de João Jardim (RJ)

***  
LONGAS-METRAGENS DE FICÇÃO

Hors Concours
EU ME LEMBRO, de Edgard Navarro  (BA)
MUITO GELO E DOIS DEDOS D'ÁGUA, de Daniel Filho (RJ)

Competição
ANTONIA, de Tata Amaral   (SP)
NOEL, de Ricardo van Steen (SP)
O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS, de Cao Hamburger (SP)
O CÉU DE SUELY, de Karim Aïnouz  (RJ)
O CHEIRO DO RALO, de Heitor Dhalia  (SP)
O PASSAGEIRO - SEGREDOS DE ADULTO, de Flávio Ramos Tambellini  (RJ)
PROIBIDO PROIBIR, de Jorge Duran (RJ)
QUERÔ, de Carlos Cortez  (SP)
SONHOS E DESEJOS, de Marcelo Santiago  (RJ)


********

Première Brasil Retratos
Programa não competitivo que engloba documentários sobre personagens relevantes na história do Brasil e na formação da nossa cultura.

Retratos (curtas)
ENCONTRO MARCADO COM FERNANDO SABINO,  de Bernardo Sabino, Feliciano Coelho e Marinho Antunes (RJ)
GUARÁ, LADRÃO DE ESTRELAS, de Fábio Carvalho (MG)
O SAMBA É MEU DOM, de Luiz Guimarães de Castro  (RJ) - sobre o baterista Wilson das Neves
POR ACASO GULLAR, de Maria Rezende e Rodrigo Bittencourt (RJ)
UM OLHAR SOBRE A CEGUEIRA DE NELSON RODRIGUES, de Felipe Duque e Mariana Abbade (RJ)

Retratos (longas)
EXPEDITO: EM BUSCA DE OUTROS NORTES, de Aída Marques e Beto Novaes  (RJ)
FERNANDO LEMOS, ATRÁS DA IMAGEM, de Guilherme Coelho  (RJ)
ONDE A CORUJA DORME, de Márcia Deraik e Simplício Neto  (RJ)
TRÊS IRMÃOS DE SANGUE, de Ângela Patrícia Reiniger  (RJ)
OSCAR NIEMEYER, A VIDA É UM SOPRO, de Fabiano Maciel e Sacha (RJ)
****

Os filmes selecionados para a Première Brasil concorrerão ao PRÊMIO FESTIVAL DO RIO nas seguintes categorias:

- Melhor Longa-Metragem Ficção
- Melhor Longa-Metragem Documentário
- Melhor Curta-Metragem
- Melhor Direção
- Melhor Ator
- Melhor Atriz
- Prêmio Especial do Júri
- Melhor Longa Voto Popular
- Melhor Curta Voto Popular

A escolha dos premiados (exceto voto popular) será feita por um um júri oficial, a ser divulgado posteriormente.

A Première Brasil é uma das mais concorridas do Festival do Rio e já premiou os filmes Tainá, de Tânia Lamarca e Sérgio Bloch e O Sonho de Rose - 10 anos depois, de Tetê Moraes no Festival do Rio BR de 2000;  Bellini e a Esfinge, de Roberto Santucci e Onde a terra acaba, de Sérgio Machado no Festival do Rio BR de 2001; Seja o que Deus quiser, de Murilo Salles e Ônibus 174, de José Padilha no Festival do Rio BR 2002; Narradores de Javé, de Eliane Caffé e Fala Tu, de Guilherme Coelho no Festival do Rio 2003, Contratodos de Roberto Moreira e Estamira, de Marcos Prado em 2004 e
Cidade Baixa, de Sérgio Machado e  500 ALMAS, de Joel Pizzini (juri oficial), A Máquina, de João Falcão e Do luto a luta, de Evaldo Mocarzel (juri popular).

A oitava edição do Festival do Rio vai exibir 300 filmes espalhados por por cerca de 20 salas de cinema, praia e lonas culturais, promover seminários sobre a indústria cinematográfica e trazer para a cidade convidados do cinema mundial.

O Festival do Rio 2006 tem patrocínio da Prefeitura/Secretaria Municipal das Culturas/ Riofilme e Petrobras.

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Liège Monteiro
liege@visualnet.com.br
21) 2267 3485  / 2522 6843

liliam hargreaves
21) 2266 9900 / 2266 9928
www.festivaldorio.com.br


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta

[confira outras notícias]