47.º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro ::  | Curta o Curta

47.º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Por Curta o Curta em 24/09/2014 17:10


MOSTRA COMPETITIVA DE FILMES DE CURTA-METRAGEM

Melhor filme (R$ 35.000,00) – Sem coração, de Nara Normande e Tião

Melhor filme pelo júri popular (R$ 25.000,00) – Crônicas de uma cidade inventada, de Luísa Caetano

Melhor direção (R$ 15.000,00) - Nara Normande e Tião, por Sem coração

Melhor ator (R$ 10.000,00) - Zé Dias, por Geru

Melhor atriz (R$ 10.000,00) – Maeve Jinkings, por Estátua!

Melhor roteiro (R$ 10.000,00) – Gabriela Amaral Almeida, por Estátua!

Melhor fotografia (R$ 10.000,00) – Beto Martins, por Loja de répteis

Melhor direção de arte (R$ 10.000,00) – Juliano Dornelles, por Loja de répteis

Melhor trilha sonora (R$ 10.000,00) – Piero Bianchi, Vinícius Nunes e Mateus Alves , por Loja de répteis

Melhor som (R$ 10.000,00) – Fábio Baldo, por Geru

Melhor montagem (R$ 10.000,00) - Nara Normande e Tião, por Sem coração

TROFÉU CÂMARA LEGISLATIVA DO DF - MOSTRA BRASÍLIA

Melhor longa-metragem – Branco Sai. Preto Fica, de Adirley Queirós

Melhor curta-metragem – Crônicas de uma cidade inventada, de Luísa Caetano

Melhor direção – André Luiz Oliveira, por Zirig Dum Brasília – A Arte e o Sonho de Renato Matos

Melhor ator – Marquim do Tropa, por Branco Sai. Preto Fica

Melhor atriz – Klarah Lobato, por Querido Capricórnio

Melhor roteiro – Fáuston da Silva, por Ácido Acético

Melhor fotografia – Dani Azul, por Meio Fio

Melhor montagem – Guille Martins, por Branco Sai. Preto Fica

Melhor direção de arte – Luiz Fernando Skopein, por À Mão Armada

Melhor edição de som – Guille Martins e Camila Machado, por Branco Sai. Preto Fica

Melhor captação de som direto – Francisco Craesmeyer, por Branco Sai. Preto Fica

Melhor trilha sonora – Renato Matos, por Zirig Dum Brasília – A Arte e o Sonho de Renato Matos

Melhor longa-metragem pelo júri popular – Zirig Dum Brasília – A Arte e o Sonho de Renato Matos, de André Luiz Oliveira

Melhor curta-metragem pelo júri popular – Ácido Acético, de Fáuston da Silva

PRÊMIO MARCO ANTÔNIO GUIMARÃES: Zirig Dum Brasília – A Arte e o Sonho de Renato Matos, de André Luiz Oliveira

PRÊMIO CANAL BRASIL: Sem coração, de Nara Normande e Tião

PRÊMIO EXIBIÇÃO TV BRASIL: Branco sai. Preto fica, de Adirley Queirós

PRÊMIO ABRACCINE

Melhor filme de curta-metragem: Estátua!, de Gabriela Amaral Almeida

Melhor filme de longa-metragem: Branco sai. Preto fica, de Adirley Queirós

PRÊMIO SARUÊ: Branco sai. Preto fica, de Adirley Queirós

PRÊMIO VAGALUME

Melhor filme de curta-metragem: Crônicas de uma cidade inventada, de Luísa Caetano

Melhor filme de longa-metragem: Ventos de Agosto, de Gabriel Mascaro

PRÊMIO CONTERRÂNEOS: Zirig Dum Brasília – A Arte e o Sonho de Renato Matos, de André Luiz Oliveira

Fonte: Objeto Sim


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta


[confira outras notícias]