5º edição do Festival Visões Periféricas ::  | Curta o Curta

5º edição do Festival Visões Periféricas

Por Guilherme Whitaker em 18/10/2011 12:55


A quinta edição do Festival Visões Periféricas terá abertura esta quarta (19) com um evento aberto ao público na Praça General Osório, em Ipanema. Uma homenagem especial à atriz e apresentadora Regina Casé, principalmente por ter levado à televisão aberta brasileira todo o potencial cultural das periferias, está programada para acontecer a partir das 19h. Haverá também exibição do filme Vamos Fazer Um Brinde, primeiro longa de Sabrina Rosa, premiado no Festival Cine PE, em Recife, e selecionado para a programação do Festival do Rio 2011.

O festival, criado em 2007 e que vai até o dia 26, é voltado para obras realizadas por moradores de comunidades; por quem passeia por lá; e também por quem se interessa e faz recorte peculiar sobre esses territórios. No seu primeiro ano contou com 130 inscrições, número que saltou para 610 em 2011. Somando as quatro edições anteriores, já exibiu mais de 800 curta-metragens para ao menos 15 mil espectadores.

106 filmes, sendo mais de 70 inéditos no Rio de Janeiro, estarão em exibição gratuita nas salas do Oi Futuro, em Ipanema, e do Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia. O cronograma do festival conta com 13 mostras temáticas, sendo oito de exibição e cinco competitivas, com premiação aos vencedores. Uma das mostras de competição recebe filmes estrangeiros, a “Ibero-Americana”, e já tem obras confirmadas de países como: Chile, Argentina, Espanha, Guatemala, México e Colômbia. Outras duas serão exibidas pela internet, batizadas de “Tudojuntoemisturado” e “Imagem Remix”.

Das mostras não competitivas, os temas variam. A “Periferia Animada” tem filmes voltados ao público infanto-juvenil. A categoria “Lugar Incomum” traz temas que retratam um local específico, enquanto “Singular Periferia” trata de personagens incomuns, que vivem situações inusitadas (veja a sinopse de cada mostra em anexo).

O Visões Periféricas chega a 2011 solidificando seus três pilares “inovação-mistura e tecnologia”. Com esse olhar, conseguiu revelar para o cinema nacional talentos como Gustavo Mello e Gustavo Pizzi, vencedores de 2009 com sua “Distração de Ivan”. Além deles, o festival projetou quatro dos cineastas que participaram do reconhecido documentário “5X Favela”.

O evento conta com o patrocínio da Oi e da Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, e conta com o apoio do Oi Futuro.

 

                          xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

O potencial cultural das periferias do Brasil será exposto no Rio de Janeiro, entre os dias 19 e 26 de outubro, para quem quiser ver. A 5ª edição do Festival Visões Periféricas terá a exibição de 106 filmes, sendo mais de 30 inéditos, nas salas do Oi Futuro, em Ipanema, e do Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia. Antes, porém, parte da programação será exibida nas comunidades cariocas do Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Tabajaras, Babilônia e Santa Marta. A abertura será transmitida simultaneamente ao público na Praça General Osório, em Ipanema num cinema montado a céu aberto.

O festival, criado em 2007, é voltado para obras realizadas por moradores de comunidades; por quem passeia por lá; e também por quem se interessa e faz recorte peculiar sobre esses territórios. No seu primeiro ano contou com 130 inscrições, número que saltou para 610 em 2011. Somando as quatro edições anteriores, já exibiu mais de 800 curta-metragens para ao menos 15 mil espectadores.

“Eu diria que o festival procura fazer uma reflexão sobre o conceito de periferia no mundo contemporâneo a partir de um mosaico de filmes que revelam o ser humano em toda sua diversidade. São filmes que foram selecionados por apresentarem qualidades como tema inovador, relevância social e uma abordagem estética diferenciada”, analisa Marcio Blanco, idealizador e curador do festival.

O cronograma do festival conta com 13 mostras temáticas, sendo oito de exibição e cinco competitivas, com premiação aos vencedores. Uma das mostras de competição recebe filmes estrangeiros, a “Ibero-Americana”, e já tem obras confirmadas de países como: Chile, Argentina, Espanha, Guatemala, México e Colômbia. Outras duas serão exibidas pela internet, batizadas de “Tudojuntoemisturado” e “Imagem Remix”.

Das mostras não competitivas, os temas variam. A “Periferia Animada” tem filmes voltados ao público infanto-juvenil. A categoria “Lugar Incomum” traz temas que retratam um local específico, enquanto “Singular Periferia” trata de personagens incomuns, que vivem situações inusitadas (veja a sinopse de cada mostra em anexo).

O Visões Periféricas chega a 2011 solidificando seus três pilares “inovação-mistura e tecnologia”. Com esse olhar, conseguiu revelar para o cinema nacional talentos como Gustavo Mello e Gustavo Pizzi, vencedores de 2009 com sua “Distração de Ivan”. Além deles, o festival projetou quatro dos cineastas que participaram do reconhecido documentário “5X Favela”.

SOCIAL

Paralelamente à festa cultural, o Visões Periféricas também proporciona ao público em geral oficinas relacionadas a novas tecnologias no Oi Futuro e no CCJF. A primeira confirmada será a de “Correspondente Comunitário Multimídia” e conta com 15 vagas, realizada em parceria com a ONG Viva Rio/Viva Favela. Outras oficinas serão confirmadas no decorrer da próxima semana.

“A Oi e o Visões Periféricas renovam, mais uma vez, uma parceria fundamentada no conceito do acesso à tecnologia, não só para quem produz, mas para quem consome cultura. O festival traz a união de arte e tecnologia, que está presente no DNA do Oi Futuro”, afirma Maria Arlete Gonçalves, diretora de Cultura do Oi Futuro.

Neste contexto social, a 5ª edição do evento faz uma homenagem especial à atriz e apresentadora Regina Casé, principalmente por ter levado à televisão aberta brasileira todo o potencial cultural das periferias. Além disso, a associação de periferia com tecnologia, presente no seu trabalho, vai ao encontro da proposta do festival que une audiovivual, educação e tecnologias para difundir a produção cultural desses espaços.

O Visões Periféricas é um espaço para celebrar, multiplicar imagens e sons e criar novas redes de comunicação. Veio para refletir um mundo em permanente movimento. Para tal, está presente nas principais redes sociais: Facebook, Twitter, Orkut e YouTube, além do site www.visoesperifericas.org.br.

Todos os anos o festival traz os realizadores das mostras competitivas de sala de cinema Visorama e Fronteiras Imaginárias. Eles vêm de várias partes do país e o festival oferece um espaço para o intercâmbio cultural entre eles, os realizadores cariocas e o público geral do festival. Logo após a exibição dos filmes de cada mostra o festival realiza debate com os diretores dos filmes.

---

SERVIÇO
Evento: Festival Visões Periféricas 2011 (5ª edição) – Audiovisual, Educação e Tecnologias
Local: Oi Futuro e Centro Cultural da Justiça Federal
Endereços: Oi Futuro – Rua Visconde de Pirajá, 54 Ipanema (metrô Gal. Osório) / CCJF – Av. Rio Branco, 241 (metrô Cinelândia) - Rio de Janeiro
Data: 19 a 26 de outubro
Horários: Oi Futuro – 16 às 21h / CCJF – 14:30 às 20:30h
Capacidade: Oi Futuro – 119 lugares / CCJF – 56 lugares
Entrada: Franca
Censura: verifique a classificação indicativa de cada filme no site

Informações: www.visoesperifericas.org.br
Blog: http://visoesperifericas.org.br/blog/
Facebook: http://www.facebook.com/pages/Visoes-Perifericas/118212074885158
Twitter: http://twitter.com/vperifericas
YouTube: http://www.youtube.com/vperifericas
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3114373304133580369


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta


[confira outras notícias]