Catálogo Curta o Curta ganha 10 novos curtas no final de 2008 ::  | Curta o Curta

Catálogo Curta o Curta ganha 10 novos curtas no final de 2008

Por Guilherme Whitaker em 30/12/2008 08:45


As ações comerciais pró-ativas da Distribuidora Curta o Curta foram oficialmente iniciadas no segundo semestre de 2008, conforme o planejamento da empresa para 2009. Contudo, o ano se encerra com resultados positivos antecipados. O Catálogo Curta o Curta completou a marca de 100 títulos em oferta para licenciamento. Na outra ponta, 16 exibidores se cadastraram no site. Até dezembro, foram fechados 9 contratos para exibição de filmes em salas, na TV e na Internet, num total de 86 licenças de filmes negociadas.

A maior parte dos contratos fechados em 2008 é fruto de demandas espontâneas de exibidores. “Temos um longo caminho pela frente para construir no mercado a percepção de que somos a principal referência em curtas no Brasil. Mas parece que já começamos bem posicionados, pelos resultados que conquistamos neste ano”, comentou Marcus Vinicius Mannarino, sócio da empresa.

Filmes do Catálogo Curta o Curta chegam ao público via Internet, TV, em salas físicas e em escolas

“Mini Cine Tupy”, documentário de Sérgio Bloch lançado em 2002, é o filme com maior potencial de projeção alcançado em 2008. Sensível, o filme apresenta José Zagati, catador de papelão de Sítio das Madres, um assentamento na periferia de São Paulo. Zagati montou uma pequena sala de cinema na garagem de sua casa que fica cheia de crianças, todos os domingos, para assistir às sessões que projeta. A magia do cinema dá sentido e grandeza à vida do catador de papelão. O curta está disponível no portal Mundo Oi, na programação da TV Brasil e, a partir de janeiro, em 91 escolas para alunos da rede municipal da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro.

A ficção “Barbosa”, do diretor Jorge Furtado, ganhou vida renovada com o trabalho da Curta o Curta. Lançado em 1988, o curta também está disponível no portal Mundo Oi. Foi exibido em novembro, no Dia Nacional da Cultura, em programação da Firjan, no Centro do Rio e, ainda, na 3ª edição do evento Curta no Almoço, em março, na Caixa Cultural do Rio de Janeiro. O diretor, brilhantemente, brinca com o público ao contar a história de um homem que volta no tempo 38 anos depois da Copa do Mundo de 1950, para tentar impedir o gol que derrotou o Brasil, destruiu seus sonhos de infância e acabou com a carreira do goleiro Barbosa.

“Triângulo”, uma animação de Robson Lopes, está no portal Mundo Oi, na TV Brasil e também foi exibido na 3ª edição do Curta no Almoço.

Destaque, ainda, para dois filmes infantis: “O Mistério do Cachorrinho Perdido”, de Flavio Colombini, ficção de 2006; e “Peixe Frito”, animação de Ricardo de Podestá, de 2005. Ambos estão disponíveis no portal Mundo Oi, foram exibidos no Dia Nacional da Cultura, na Firjan (RJ), e fazem parte dos curtas distribuídos para 91 escolas públicas no Rio de Janeiro. “Peixe Frito” foi exibido, ainda, no Curta no Almoço, em sessão especial para alunos de escolas públicas.

Os filmes acima são alguns dos destaques das 86 licenças negociadas pela Curta o Curta para exibidores em 2008. Todos foram selecionados em diversos festivais de cinema no país, conquistando uma longa lista de prêmios e fazem parte do Catálogo Curta o Curta.

Catálogo Curta o Curta ganha reforço no final do ano

A Urca Filmes, produtora carioca com portfólio de produções de grande qualidade para cinema (Os Desafinados), TV (Tira Onda, no Multishow), publicidade (Lorea´l) e institucional (Fundação Oswaldo Cruz) é a mais nova cliente da Curta o Curta. A partir de dezembro, os exibidores contam com 6 títulos da Urca Filmes no Catálogo Curta o Curta: " Alô Tocayo", documentário que revela os cubanos em Cuba; "Achados e Perdidos", ficção dramática com Eva Todor e Simone Spoladore; "Atrocidades Maravilhosas", documentário sobre a guerrilha de artistas urbanos; "A última fábrica", plano sequência que revela a decadência da última fábrica de discos de vinil da América Latina; "Thomaz Farkas", documentário sobre fotógrafo polonês; e "Multiplicadores", documentário sobre grafiteiros, com belíssimos trabalhos e depoimentos.

Allan Ribeiro, cineasta carioca independente, oferece ao público, por meio do Catálogo Curta o Curta, 4 obras: "Papo de botequim", documentário que extrai com muito humor, gradativa e despretensiosamente, intensidade e autenticidade de ilustres desconhecidos; "Senhoras", documentário que revela a experiência e as aspirações de mulheres na terceira idade; "O brilho dos meus olhos", ficção sobre sonhos e realidade; e "Boca a boca", ficção hilária, baseada em conto de Fernando Veríssimo.

O Catálogo Curta o Curta conta, ainda, com obras de outras importantes produtoras, como por exemplo Casa de Cinema de Porto Alegre (diretores Jorge Furtado, Carlos Gerbase e Anna Luiza Azevedo), Superfilmes (Flávio Frederico), Cavídeo (Cavi Borges), WSet (Karen Akerman, Christian Caselli), Pela Madrugada (Pedro Bronz) e Otto Desenhos Animaddos (Otto Guerra).

Ele é ampliado permanentemente, com curtas selecionados e premiados em festivais de cinema e, também, com títulos que já não circulam pelo circuito por serem produções mais antigas. Mas que não merecem ficar longe do público.

Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]