Cinema brasileiro - fonte de emprego e renda ::  | Curta o Curta

Cinema brasileiro - fonte de emprego e renda

Por Guilherme Whitaker em 06/05/2004 01:16


Realizado pelo STIC, na ultima segunda-feira, dia 26 de abril de 2004, no IFCS da UFRJ

Com o apoio do Cafil, Centro Acadêmico de Filosofia e do Cacs, Centro Acadêmico de Ciências Sociais da UFRJ, o STIC realizou mais uma etapa do ciclo de debates sobre as potencialidades de geração de emprego e renda em nossa atividade econômica.
Ficou claro que não se trata apenas da luta pura e simples por emprego e renda. e sim da luta pela garantia de uma identidade cultural audiovisual e pela compreensão dos governantes em identificar este setor com estratégico tanto na teoria como na prática.
Ficou evidente que a luta não se restringe a nossa categoria econômica. é de fato uma luta do povo brasileiro, por se tratar de um patrimônio cultural que necessita ser preservado, difundido e potencializado para voltar a ocupar o seu espaço natural no imaginário da população.
A convite do STIC, a deputada federal Jandira Feghali participou do debate para falar sobre a tramitação no congresso do projeto de lei de sua autoria que regulamenta a regionalização da programação na TV e no rádio. O que certamente contribuirá para a geração de postos de trabalho. A participação da deputada no debate foi providencial. Além de apoiar inteiramente a nossa luta ofereceu todo o suporte do seu gabinete para as ações que forem necessárias neste processo.
A deputada fez um relato da tramitação do projeto de lei e garantiu que as adequações necessárias serão efetuadas em comum acordo com os interessados no devido tempo e de forma construtiva para todos. mas ressaltou também que caso não ocorra a sua aprovação no senado ocorrerá um grande retrocesso nesta luta pela democratização da comunicação.
Neste sentido, o seu projeto de regionalização da programação cultural, artística e jornalística nas emissoras de rádio e televisão do brasil, deverá contar com o apoio ativo e a participação dos produtores independentes, trabalhadores e órgãos da sociedade junto ao congresso nacional, para sua aprovação urgente.
Durante o debate surgiram várias manifestações e sugestões importantes. listamos abaixo as seguintes propostas para serem discutidas e trabalhadas:

1. Cumprimento imediato da lei em vigor de exibição do curta-metragem brasileiro junto ao filme de longa metragem estrangeiro nas salas de cinema e nas televisões.
2. Para atender as necessidades de tal empreendimento, criação de uma distribuidora nacional com a verba estabelecida pela referida lei através do percentual de 5% da bilheteria nos cinemas ou da compra do filme estrangeiro pelas TVs.
3. Continuidade dos eventos promovidos pelo STIC transformando-os em forum permanente de debates e palestras.
4. Estabelecimento do programa curta - seis e meia, todas as quintas feiras com exibição de filmes no largo de São Francisco.
5. Mobilização e preparação de um grande evento no Largo de São Francisco, no mês de junho, com a participação de todas as entidades de classe ligadas às artes e à cultura, com apoio do Ministério da Cultura e das empresas de cinema, para mobilização da sociedade em prol de uma nova postura do povo brasileiro frente a dominação estrangeira dos nossos espaços de comunicação.
6. Campanha em favor da ampliação do espaço para o filme brasileiro nas TVs e por uma televisão brasileira livre da poluição promovida pelos produtos audiovisuais subsidiados pela indústria bélica, que fomentam a venda de armas, através da publicidade da violência e da propaganda do terrorismo.
7. Solicitação de apoio ao MinC, BNDES, Petrobrás e empresas privadas para desenvolvimento do projeto e sua divulgação em todo país. 

Participe. STIC

Fonte:
www.fndc.org.br  Inscreva-se para receber o e-Fórum e o Clipping FNDC enviando um e-mail em branco para fndc-brasil-subscribe@yahoogrupos.com.br


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]