Cinema já faz parte do cardápio do almoço no Centro do Rio ::  | Curta o Curta

Cinema já faz parte do cardápio do almoço no Centro do Rio

Por Guilherme Whitaker em 29/09/2009 08:39


A 5ª edição do Curta no Almoço foi encerrada no último dia 21 de agosto com mais um recorde de público. Os 1.168 ingressos contabilizados nas sessões apresentadas entre 11 e 21 de agosto representam um acréscimo de 35% de público em relação à 4 ª edição, em março deste ano. Criado e produzido pela Curta o Curta desde 2007 na Caixa Cultural do Rio de Janeiro, com patrocínio da CAIXA, o Curta no Almoço já faz parte da programação do espaço e está se incorporando ao hábito do público que demonstra interesse cada vez maior pelo formato curta-metragem. A programação, sempre inédita, é um dos grandes atrativos do evento.

Público deixa mais uma sesão da 5a edição do Curta no Almoço, na Caixa Cultural-RJ, em agosto de 20009. Foram exibidos 14 filmes nacionais, sendo 5 documentários, 5 animações e 4 ficções. Os documentários tiveram ótimo desempenho. “Muito além do chuveiro”, de Poliana Paiva, foi visto por 187 pessoas, recorde total de todas as edições. Poliana capta a espontaneidade de anti-personalidades que se expressam, se expõem e se realizam em karaokês cariocas, com muita alegria. “Justiça emplaca”, uma animação de Alexandre Bersot; e “Papo de Botequim”, de Allan Ribeiro, tiveram 158 espectadores. Este último chamou a atenção de Pedro Machado, um advogado de 27 anos: “Por me identificar com essa cultura carioca de boteco.” Na declaração, Pedro foi mais comedido que o público na sessão, que evoluiu dos risos às gargalhadas conforme os personagens iam se revelando para a câmera do diretor.

“Achados e perdidos”, uma ficção de Eduardo Leonel Albergaria, com público de 176 pessoas; e “Pelo ouvido”, ficção de Joaquim Haickel, com 158 pessoas, foram os outros filmes mais concorridos. Mas a média diária de público foi alta, com 146 pessoas. Outro recorde, superando em 35% a edição anterior.

Desde fevereiro de 2007, quando foi realizada a primeira edição, o evento já exibiu 63 filmes para um público total de quase 4.000 pessoas. O crescimento do público entre a primeira e a última edição foi de 124%. Para a Gerente de Filial da CAIXA Cultural do Rio de Janeiro, Regina de Albuquerque, o evento vem atendendo às expectativas: “É um ótimo resultado, temos muita satisfação em dar espaço aos curtas-metragens, formato menos conhecido e exibido. Os cinemas da CAIXA Cultural completaram 3 anos e a cada ano a programação se consolida no cenário cultural carioca.”

Uma pesquisa aplicada durante o evento revelou que cerca de 30% do público era composto por pessoas que já haviam assistido a alguma outra edição anterior do evento. Regina comemora: “Desde a inauguração das novas instalações da CAIXA Cultural, pretendíamos aproveitar o horário de almoço, atraindo o grande público que circula pelo centro da cidade nesse período. Quando foi proposto o projeto “Curta no Almoço”, nos pareceu perfeito para isso! O projeto mostrou que o horário pode funcionar muito bem, e vem se consolidando a cada edição.”

Além das sessões gratuitas diárias oferecidas para o público durante duas semanas, o Curta no Almoço realiza, ainda, a cada edição, duas sessões de curtas para alunos de escolas públicas. Em agosto, mais de 150 crianças assistiram a mais de 10 filmes. Para muitos deles é a primeira oportunidade de ir ao cinema. E tomam contato com filmes nacionais de qualidade.


A reedição do Curta no Almoço em 2010 já está concorrendo ao edital de ocupação dos espaços culturais da Caixa. O público não perde por esperar a nova programação. E, possivelmente, o sucesso do evento pode se estender para além do Rio de Janeiro, alcançando a Caixa Cultural do Distrito Federal.

 


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta


[confira outras notícias]