Cineport começa Mostras Competitivas e sessões infantis ::  | Curta o Curta

Cineport começa Mostras Competitivas e sessões infantis

Por Curta o Curta em 07/04/2014 17:18


O Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa (Cineport) começa nesta segunda-feira, 07, as duas Mostras Competitivas do evento. O Andorinha Curta Metragem, onde 39 filmes em curta e média metragem do Portugal, Brasil e África concorrem ao prêmio, e o Prêmio Energisade Estímulo ao Audiovisual Paraibano, onde 27 produções em curta disputam o prêmio em dinheiro de R$ 25 mil.

Ainda nesta segunda-feira, às 9h, haverá a Sessão Andorinha Criança, direcionada às crianças das escolas, através de uma parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa e do Governo do Estado da Paraíba. O filme a ser exibido será o desenho “O Menino e o Mundo” do diretor Alê de Abreu. O Filme usa vários recursos artísticos para contar a história de um menino que sofrendo com a falta do pai, deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres.

A bilheteria para o púbico abre às 16h e já às 17h o primeiro filme a ser exibido na Tenda Andorinha na sessão Guimarães Capital da Cultura da Europa será o média metragem“Torres & Cometas”, de Gonçalo Tocha, assim como o curta, “A Mesa Ferida”, de Marcos Barbosa. “A Mesa Ferida” é um filme-teatro sobre Frida Khalo e a viagem de um grupo de atores mexicanos a Portugal. Sobre o filme “Torres & Cometas”o crítico português Paulo Cunha contou: “O filme funde fórmulas de diversos “géneros” documentais, como o documentário de lugar, a autoficção ou o documentário etnográfico, mas mais do que a objetividade dos fatos própria das expedições científicas, Tocha quer sobretudo conhecer os olhares subjetivos dos habitantes locais”.

Filmes Femininos – Outra boa pedida do Festival serão os filmes que receberão o prêmio Andorinha Longa para Melhor Atriz, “Vingança de Mulher”, e Melhor Atriz Coadjuvante, “Virgem Margarida”. Os dois filmes contam trajetórias femininas e marcam interpretações fortes em dramas pungentes.

No português “Vingança de Mulher”, que será exibido às 19h na Tenda Andorinha, é contada a história de uma mulher que acaba se prostituindo para vingar o marido por ter matado quem ela amava. O filme de época é contada em meio a monólogos de Rita Durão (Melhor Atriz) e flashbacks.

“Virgem Margarida” conta outra história trágica. Durante a revolução socialista em Moçambique, em 1975, as mulheres que eram consideradas não condizentes com o regime (eram encontradas nas ruas usando batom, vestidos acima do joelho, sem documentação) eram levadas para campos de reeducação. O governo reuniu prostitutas, desempregadas e mulheres consideradas liberais para ensinar-lhes a ser uma ‘nova mulher’.  Atriz estreante Rosa Mário (Melhor Atriz Coadjuvante) faz papel de uma dançarina amiga de uma prostituta.

Cinema Português - Na Sessão do cinema contemporâneo de Portugal o filme “WertherEffect” de João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira, faz uma releitura do livro de Goethe que causou uma onda de suicídios na Europa no início da era romântica. O filme será exibido na Sala Vladimir Carvalho às 20h45.

Haverá ainda o lançamento do livro “Berceuse”, de Vania Perazzo, e “Contos Quase Romance” feito através de edital FIC/PB. O encontro com a autora será às 19h na Livraria da Usina Cultural Energisa.

Para fechar a noite a banda de forró “Os Gonzagas” se apresentam na Tenda Música a partir das 23h.

Confira abaixo a programação completa:

09:00

Andorinha Criança

Sala Vladimir Carvalho

O Menino e o Mundo, de Alê Abreu

Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

Duração 80 minutos

17:00

Sessão Guimarães Capital da Cultura da Europa

Tenda Andorinha

Torres & Cometas, de Gonçalo Tocha

Como anuncia o seu título astronômico, Tocha atinge a cidade e procura a origem de um novo reino em vestígios. Figuras de santos, monumentos, marcos históricos e música que se faz ouvir no espaço conquistado.

Duração 60 minutos

A Mesa Ferida, de Marcos Barbosa

Um grupo de atores mexicanos viaja até à cidade de Guimarães para apresentar a sua versão teatral de Frida Kahlo. Entre desentendimentos culturais e o desejo de um encontro verdadeiro, ergue-se a importância da palavra e da razão de a dizer.

Duração 23 minutos

17:00

Sessão Andorinha Curta Metragem

Sala Vladimir Carvalho

Vamos Tocar Juntos Para Ouvirmos Melhor, de Tiago Pereira (PT)

Duração 26 minutos

Sobre Viver, de Cláudia Alves (PT)

Duração 51 minutos

O canto da rocha, de Helvécio Marins Jr (PT) 

Duração 25min

19:00

Sessão Troféu Andorinha - Melhor Atriz – Rita Durão

Tenda Andorinha

A Vingança de Uma Mulher, de Rita Azevedo

Um lugar na Europa, séc. XIX. Roberto é um “boa vida”. A sua vida é levada entre o aborrecimento e as tentativas frustradas de fugir dele.

Duração 87 minutos

19:00

Sessão Andorinha Curta Metragem

Sala Vladimir Carvalho

Gambozinos, de João Nicolau (PT)

Duração 20 minutos

A Descoberta, de Ernesto Molinero (BR)

Duração 17 minutos

Tejo Mar, de Bernard Lessa (BR)

Duração 22 minutos

Solo, Mariana Gaivão (PT)

Duração 21 minutos

Carosselo, de Jorge Quintela (PT)

Duração 7 minutos

Água para Tabatô, de Paulo Carneiro (GB)

Duração 45 minutos

19:30

Lançamento de Livros

Livraria Usina Cultural Energisa

20:30

Sessão Troféu Andorinha Melhor Atriz Coadjuvante – Rosa Mário

Tenda Andorinha

Virgem Margarida, de Licínio Azevedo

1975, Moçambique. A revolução limpa as ruas, tirando as prostitutas e os bordéis da capital. As mulheres são levadas para um campo de reeducação em uma região no norte do país.

Duração 127 minutos

Assessoria 


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta

[confira outras notícias]