Com a palavra, o Arquivo Nacional ::  | Curta o Curta

Com a palavra, o Arquivo Nacional

Por Guilherme Whitaker em 10/08/2006 17:01


Nota de esclarecimento do Arquivo Nacional

 


             A propósito da "Carta aberta comunicando a saída dos preservadores de filmes do Arquivo Nacional do Brasil", a Coordenação-Geral de Processamento e Preservação do Acervo vem a público prestar esclarecimentos em repúdio a esse documento, que só podemos classificar como equivocado e motivado por uma evidente falta de ética profissional.

            Em primeiro lugar, é necessário deixar claro que os signatários da referida mensagem nunca, em momento algum, foram preservadores do Arquivo Nacional e sim auxiliares técnicos que prestaram serviços a esta instituição por um prazo determinado, com o objetivo de executar tarefas sob a supervisão dos nossos técnicos especialistas, já que não possuíamos, à época, servidores em número suficiente para cumprir de maneira eficaz todas as atividades necessárias à preservação do imenso acervo sob a nossa guarda. Ao intitularem-se preservadores de filmes do Arquivo Nacional, os missivistas desconsideraram o fato de que já havia na instituição técnicos com mais de vinte anos de experiência nessa área, que muito contribuíram para o padrão de excelência com que o Arquivo Nacional hoje é visto na comunidade.

            É importante também enfatizar que todas as pessoas que assinaram a referida comunicação, enquanto prestaram serviços nesta casa, não obstante o trabalho meritório por eles realizado, sempre executaram suas tarefas sob a orientação e o acompanhamento dos técnicos do quadro de servidores efetivos do Arquivo Nacional, que lhes ofereceu as melhores condições possíveis para o cumprimento dos seus contratos de trabalho, providenciando cursos, seminários e oportunidades de atuação e aprendizado com os técnicos da casa e outros, que para isso foram convidados.

            A Coordenação de Preservação do Acervo e a Coordenação de Documentos Audiovisuais e Cartográficos, durante todo este tempo, foram responsáveis pelo aprimoramento da infra-estrutura de tratamento e preservação do acervo filmográfico. Cabe ressaltar que todas as açõesexecutadas para este aprimoramento foram realizadas por uma equipe multidisciplinar, composta por técnicos especialistas em documentação, conservadores, engenheiros, climatólogos e designers, entre outros que, em um esforço conjunto e com o apoio do corpo dirigente da casa, que obteve os recursos financeiros e administrativos necessários à consecução de tal empreitada.

           Com o sistemático crescimento do acervo e de suas responsabilidades técnicas, e preocupado em manter o padrão de excelência de suas atividades, o Arquivo Nacional há muito tempo pleiteava um concurso público que permitisse a ampliação e a estabilização de seu quadro de funcionários. Ao promover recentemente um concurso público de âmbito nacional, foram disponibilizadas vagas compatíveis com o plano de cargos da instituição, não sendo possível oferecer nenhuma vaga para técnicos com habilitação em  inema. Contudo, os técnicos aprovados neste concurso, todos profissionais com formação plena nas áreas de interesse do Arquivo Nacional, estão recebendo treinamento adequado para exercer todas as atividades exigidas pelo processamento técnico e a preservação do acervo sob a nossa guarda, não só na área de cinema, mas em todas as outras áreas que o compõem. Por estas razões, é importante lembrar que, em nenhum momento, o trabalho desenvolvido por esta casa será interrompido, pois a equipe de servidores que já atuava antes da realização do concurso, conta com especialistas que possuem, além de um vasta experiência comprovada nesta área, um excelente gabarito técnico, e a capacidade de oferecer um treinamento de alta qualidade aos servidores recentemente aprovados,
treinamento este que já está em curso. Assim, a instituição será perfeitamente capaz de manter, com a devida eficácia e competência, as inúmeras tarefas exigidas para o cumprimento da sua missão. 

            Portanto causa-nos estranheza o teor da mensagem veiculada pelo grupo signatário, que parece desconhecer tudo que hoje ocorre no Arquivo Nacional. Ao longo dos anos temos nos aperfeiçoado, investindo na capacitação dos nossos técnicos, procurando trazer para trabalhar conosco os quadros mais respeitados nas áreas de controle da informação, preservação
e acesso, promovendo cursos, seminários, palestras e tudo que possa contribuir para o aprimoramento de nosso corpo técnico e de nossas instalações.

Arquivo Nacional - Casa Civil da Presidência da República
Coordenação-Geral de Processamento e Preservação do Acervo
Praça da República, 173/sala A2-05 . Centro
Rio de Janeiro/RJ . 20211-350 . Tel  21-25161626 . Fax 21-38066184

Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta

[confira outras notícias]