Curta no Almoço: 10ª edição do evento está rolando na Caixa Cultural-RJ ::  | Curta o Curta

Curta no Almoço: 10ª edição do evento está rolando na Caixa Cultural-RJ

Por Guilherme Whitaker em 25/04/2012 14:07


 

E amanhã, para finalizar a décima edição do Curta no Almoço, temos o curta: "Os filmes que não fiz", de Gilberto Scarpa.

 

27/04 – 12:30; 13h; 13:30, na Caixa Cultura RJ

Sinopse: Mostra, de forma divertida e cínica, a filmografia de um diretor sem filmes.

Não perca!!

 

 

 

Edição comemorativa com os melhores filmes dos últimos 5 anos

 

O Curta no Almoço/Caixa Cultural-RJ, que faz sucesso desde 2007 no Centro do Rio, está de volta. E a 10ª edição do evento, que conta com patrocínio da Caixa, é comemorativa. De 10 a 27 de abril serão exibidos 20 curtas nacionais, em sessões de até 22 minutos, apresentadas de terça a sexta no horário do almoço. O evento oferece, ainda, duas sessões com curtas infanto-juvenis exclusivas para alunos de escolas públicas da rede estadual carioca.

A programação será, excepcionalmente, de filmes já exibidos. Afinal esta é uma edição comemorativa de 5 anos de números consistentes. Foram realizadas 9 edições: fev/07, nov/07, mar/08, mar/09, ago/09, mar/10, set/10, mar/2011 e set/2011. No total, foram exibidos 130 filmes para mais de 9.300 pessoas. O público cresceu 130% entre a primeira e a nona edição, com 522 pessoas e 1.200 pessoas presentes, respectivamente. A média diária de público passou de 75 em fevereiro de 2007 para 100 em setembro de 2011.

A programação sempre foi o principal atrativo. A oportunidade de contato do público com o curta-metragem nacional despertou o interesse pela produção e criou uma relação de identificação. Allan Gutiérrez, 24 anos, advogado, afirma que “a gente volta para o trabalho com outro humor.”

Na 10ª edição do Curta no Almoço/Caixa Cultural estão programados 7 documentários, 8 ficções e 5 animações.

Destaques dentre os documentários: Em “Eu sou como o polvo”, o diretor Sávio Leite consegue que o próprio Lourenço Mutarelli, considerado um dos melhores desenhistas brasileiros da atualidade, construa em paralelo uma auto-apresentação narrativa e uma auto-representação gráfica. Intenso. “Multiplicadores”, de Leonardo Albergaria, é uma produção muitíssimo bem cuidada que explora o caráter de integração cultural e social junto aos jovens da atividade de grafitismo. E o humor e a sensibilidade também estão presentes com os personagens Marcelo e Suzy Brasil em “Suzy Brasil: a deusa da Penha Circular”, de Renata Than.

O diretor Christian Caselli está presente com algumas animações, destaque para a brilhante “Cinco poemas concretos”, uma bem realizada transposição para a linguagem audiovisual do concretismo poético. Alexandre Bersot, outro diretor que tem grande currículo de curtas, está presente com “Justiça emplaca”, um trhiller de ação surpreendente. Outro destaque das animações é “Historietas assombradas (para crianças mal criadas)”, de Victor Hugo Borges, outro cineasta que explora a curta duração.

Dentre as ficções, “Os filmes que não fiz” é uma produção caprichada do diretor Gilberto Scarpa, uma obra para diversão que trata do principal combustível de um diretor de cinema: o sonho.

O Curta no Almoço/Caixa Cultural já se consolidou como ponto de exibição de filmes de curta-metragem no Centro do Rio. Democrático, tem como públicos-alvo adultos de ambos os sexos, sem restrição de grau de instrução nem de faixa sócio-econômica. A mostra foi criada e é produzida pela Curta o Curta desde 2007, com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Para os organizadores Marcus Mannarino e Guilherme Whitaker, a mostra prova o potencial do curta-metragem. “Claro que há a facilidade e o conforto que o espaço oferece. Mas a resposta do público a cada edição, tanto em quantidade quanto em satisfação, mostra que o curta-metragem nacional é um formato de cinema com o qual o público se identifica. A iniciativa da Caixa em apostar na proposta mostra resultados positivos. Os filmes, novos e antigos, estão chegando ao público. E o público está respondendo. E estamos levando o evento para outras praças.”

Cada edição inclui ainda, na programação, duas sessões em horários especiais exclusivas para alunos do ensino fundamental de escolas públicas estaduais, com curtas infanto-juvenis.

A 11ª edição já está programada para setembro na Caixa Cultural do Rio de Janeiro.

*SERVIÇO*

*Mostra Curta no Almoço - 10ª edição
*Local: CAIXA Cultural RJ – Cinema 2
End.: Av. Almirante Barroso, 25, Centro - Rio de Janeiro
Tels: (21) 2544 4080/7666

*Data: de 10/04 até 13/04/12 | de 17/04 até 20/04/12 | de 24/04 até 27/04/12
*Horários: 12h30min, 13h e 13h30min
*INGRESSOS: R$ 2,00 | MEIA R$ 1,00***

*Classificação indicativa: 16 anos

*Acesso para portadores de necessidades especiais.

Programação da CAIXA Cultural: www.caixa.gov.br/caixacultural

*Assessoria de Imprensa*
*Caixa Econômica Federal*
CAIXA Cultural - Rio de Janeiro/RJCels: (21) 8215 0900//7892 1433
www.caixa.gov.br/caixacultural <http://www.caixa.gov.br/caixacultural>

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA
_____________________________________________________
10/04 – 12:30; 13h; 13:30
HISTORIETAS ASSOMBRADAS (PARA CRIANÇAS MAL CRIADAS)
de Victor Hugo Borges l animação | 16’ l SP | 2005
Sinopse: A história de uma vovózinha que tenta fazer sua neta bagunceira pegar no sono contando-lhe histórias assustadoras.

02. CONJUNTO RESIDENCIAL
de Adams Carvalho l animação | 5´l SP | 2005
Sinopse: Numa tediosa noite de sábado, um morador de um prédio residencial decide fixar um trampolim na janela de seu quarto. E agora todos querem experimentar as sensações.

_____________________________________________________
11/04 – 12:30; 13h; 13:30
CINEMAIÊUTICA
de Rodrigo Brum l ficção | 12’12” l SC | 2010
Sinopse: Roberto não acredita, mas André tem certeza: - Estamos num filme! André arrasta seu amigo a uma satírica viagem pela linguagem do cinema.

JUSTIÇA EMPLACA
de Alexandre Bersot l animação | 6’36” l RJ | 2006
Sinopse: Thriller de ação onde um ato violento - aparentemente inofensivo - provoca uma reação surpreendente e talvez não menos violenta.
Prêmios: 9

_____________________________________________________
12/04 – 12:30; 13h; 13:30
O PARADOXO DA ESPERA DO ÔNIBUS
de Christian Caselli l animação | 4’ l RJ | 2007
Sinopse: Um cara espera pelo ônibus. Ele virá? Quando? O que fazer? Desenho desanimado visto mais de 500 mil vezes na Internet.
Prêmios: 2

MONDEGO
de Christian Caselli l documentário | 11’ l MA | 2005
Sinopse: Uma imagem vale mais do que mil palavras. Veja isto neste documentário não-realista sobre o pintor maranhense Edson Mondego.

POEMINHA BIOLÓGICO PARA JB
de Christian Caselli l ficção | 3’30” l RJ | 2006
Sinopse: Uma homenagem a uma grande figura póstuma brasileira. Polêmico curta de Christian Caselli, o “sueco de Madureira”.

_____________________________________________________
13/04 – 12:30; 13h; 13:30
MULTIPLICADORES
de Eduardo Leonel Albergaria l documentário | 21’ l RJ 2006
Sinopse: A arte do grafite em seu caráter de integração cultural e social junto aos jovens, além do trabalho realizado pelos diversos grupos de grafiteiros do Brasil
Prêmios: 1

_____________________________________________________
17/04 – 12:30; 13h; 13:30
OS BEIJOS QUE NÃO TE DEI
de Sérgio Ricardo Soares e Max Santos l ficção | 17’ l PE | 2005
Sinopse: Gustava e Pompílio vêem nascer a paixão segundos após serem apresentados. Porém, um romance tão puro é interrompido pelo preconceito. Folhetim histérico inspirado em fotonovelas dos anos 70.
Prêmios: 1

EU SOU COMO POLVO
de Sávio Leite l doc. experimental | 4’ l MG | 2006
Sinopse: Um pouco da memória de Lourenço Mutarelli, considerado um dos melhores desenhistas brasileiros da atualidade.
Prêmios: 5

_____________________________________________________
18/04 – 12:30; 13h; 13:30
NINGUÉM SUPORTA A GLÓRIA
de Adriano Lírio l documentário | 9’30” l RJ | 2004
Sinopse: Uma breve passagem pela vida e obra do mito e diva dos anos 70: Darlene Glória.
Prêmios: 2

A DAMA DO PEIXOTO
de Douglas Pereira Soares da Silva l ficção | 11’ l RJ | 2011
Sinopse: Ela está aqui, ela está ali, e os invisíveis são os outros.
Prêmios: 2

_____________________________________________________
19/04 – 12:30; 13h; 13:30
OBRA PRIMA
de Andréa Midori Simão l ficção | 23’23” l SP | 2009
Sinopse: Conta a história de um encontro. Lipe se sente como parece estar escrito em seu exame médico: muito inexistente. Irma busca algo que nem ela sabe o que é.
Prêmios: 5

_____________________________________________________
20/04 – 12:30; 13h; 13:30
SUZY BRAZIL: A DEUSA DA PENHA CIRCULAR
de Renata Than l documentário | 20’ l RJ | 2007
Sinopse: Suzy Brasil, drag queen que hipnotiza platéias com seus shows em boates. Marcelo, pacato professor de biologia do ensino médio. Ambos moradores da Penha Circular. Coincidência?

_____________________________________________________
24/04 – 12:30; 13h; 13:30
ALGUÉM TEM QUE HONRAR ESSA DERROTA
de Leonardo Esteves l ficção | 7’30” l RJ | 2009
Sinopse: Um filme rodado no Carnaval. Sem roteiro, sem claquete e sem fotômetro!
Prêmios: 3

O GIGANTE DO PAPELÃO
de Barbara Tavares l documentário | 12’ l RJ | 2010
Sinopse: Sergio, ou o Arquiteto do Papelão, usa materiais descartados e lixo para recriar casas, favelas e cidades inteiras. Seu trabalho propõe uma verdadeira reciclagem no olhar.
Prêmios: 2

_____________________________________________________
25/04 – 12:30; 13h; 13:30
ACHADOS E PERDIDOS
de Eduardo Leonel Albergaria l ficção | 22’ l RJ | 2003
Sinopse: Repórter de TV investiga a trajetória de uma carta de amor endereçada a uma mulher há mais de 50 anos, que foi achada nos "Achados e Perdidos" do Metrô.
Prêmios: 5

_____________________________________________________
26/04 – 12:30; 13h; 13:30
THOMAZ FARKAS, BRASILEIRO
de Walter Lima Jr. l documentário | 15’ l RJ | 2004
Sinopse: Produzido na cidade de Parati, é uma homenagem ao fotógrafo e produtor do Cinema Novo, Thomaz Farkas, um húngaro com coração brasileiro.
Prêmios: 1

CINCO POEMAS CONCRETOS
de Christian Caselli l animação | 6’40” l RJ | 2007
Sinopse: Adaptação para o audiovisual dos poemas concretos "Cinco" (de José Lino Grunewald), "Velocidade" (de Ronald Azeredo), "Cidade" (de Augusto de Campos), "Pêndulo" (de E.M. de Melo e Castro) e "O Organismo" (de Décio Pignatari).


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta

[confira outras notícias]