Em setembro Festival de Curtas Entretodos ::  | Curta o Curta

Em setembro Festival de Curtas Entretodos

Por Guilherme Whitaker em 06/09/2011 09:03


De 17 a 25 de setembro acontece a quarta edição do Festival de Curtas Metragens de Direitos Humanos ENTRETODOS. Promovido pela Comissão Municipal de Direitos Humanos e pela FESP-SP, com o apoio da UNESCO e da Matilha Cultural e curadoria de Manu Sobral e Jorge Grinspum, o Festival reúne 21 curtas que serão exibidos na mostra competitiva no CineSesc e na Matilha Cultural.

Na cerimônia de abertura , que acontece no dia 20/09 às 21h no CineSesc, Cao Hamburger conversa com o público explorando a relação do cinema com os direitos humanos, entremeando a exibição de trechos de produções de sua autoria. Para os fãs do diretor de “O ano em que meus pais saíram de férias” e do ainda inédito “Xingu”, será oportunidade de rememorar a trajetória do diretor e conferir o curta metragem “O menino, a favela e as tampas de panela”, realizado no início de sua carreira, dentre outros trechos de filmes de sua autoria.

Ao longo da semana serão realizados três debates: “Cinema e Literatura” (21/09 às 21h no CineSesc), “Bioética” (22/09 às 21h no CineSesc) e um debate entre júri e os realizadores (23/09, às 22h, na Matilha Cultural).

A artista de rua Sinhá ministra oficina a céu aberto na zona leste da cidade como aquecimento para o ENTRETODOS, nos dias 17 e 18/09. Sinhá nasceu em Natal e grafita por todo canto, em "Cingapuras", marginais, barcos a deriva, barracos, muros periféricos, fabricas vazias; as suas personagens femininas. Cidade Tiradentes, onde ocorrerá a oficina, é um bairro planejado como um grande conjunto periférico e monofuncional do tipo “bairro dormitório” para deslocamento de populações atingidas pelas obras públicas (fim de favelas, construção de pontes, entre outros).

Este ano o ENTRETODOS tem sessão infantil no CineSesc. No dia 24/09, sábado, a partir das 11h, a garotada poderá assistir a seis curtas: “Esaú, o catador de histórias” (André Dias)/ “A Conquista do espaço” (Chico Deniz)/ “A fábula da corrupção” (Lisandro Santos)/ A ilha de cachalote (Christian Mariano)/ “De onde vem a água do rio?” (Mateus di Mambro)/ “Naiá e a lua” (Leandro Tadashi).

A programação itinerante do ENTRETODOS está bastante eclética e espalhada em vários pontos da cidade e além. Há atividades programadas no Cine CEDECA Mônica Paião Trevisan (Sapopemba); Perifacine (São Mateus); no Centro de Progressão Penitenciária de São Miguel Paulista (São Paulo) e na penitenciária José Parada Neto (Guarulhos); em escadões, escolhas e núcleos localizados na zona norte, proposta da Associação Cultural Fábrica de Gênios (Jardim Peri Novo), na Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA) nas unidades de Vila Maria e Vila Guilherme, proposta da FABICINE; nos bairros da Casa Verde Alta e Jardim Eliza Maria, ocupando espaços como pistas de skate e escolas; nas regiões de Penha e Perus, através do projeto Entrelinhas em Ação – crônicas urbanas X ENTRETODOS; na Casa do Zezinho (Capão Redondo, Parque Santo Antônio e Jardim Ângela); em Parelheiros, na Associação Ninho Criança Esperança; na Universidade Aberta de Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), no Parque Ibirapuera; em Paraisópolis, através do Coletivo Tá na Tela (mostra itinerante em espaços ao ar livre); na cidade de São José dos Campos, através de atividades promovidas pelo Núcleo de Ação e Pesquisa Audiovisual e pelo Instituto Magneto Cultural; na cidade de Salto, através do Cineclube CEUNSP da Faculdade de Comunicação e Artes. As atividades incluem exibições, debates, apresentações musicais, arte de rua, dentre outras.

Kleber Gomes, o Criolo, está entre nós em 2011 nesta quarta edição do Festival, dando um “Nó na orelha” no ENTRETODOS. No domingo, 25/09, às 14h a cerimônia de premiação e encerramento do Festival acontece no Parque da Aclimação. Paulistano nascido em Santo Amaro e Criado no Grajaú, Criolo mistura agressividade, humor e delicadeza, compondo e entoando gêneros diversos como samba, afrobeat, bolero, reggae, rap e romântico.

Os curtas estão reunidos em cinco blocos: Origens e Deslocamentos (curtas que expressam questões relacionadas às correntes migratórias, fronteiras geográficas, étnicas, sociais, econômicas e Identidade); Mundo Interior (curtas que tratam da espiritualidade, do pensamento metafísico, do espírito, das questões de paz e da religião); Núcleos e Nichos (curtas que expressam o universo em torno do indivíduo, a família, a comunidade e o meio ambiente); Lugar do Corpo (curtas que falam da saúde física e mental, das questões ligadas à sexualidade e ao bem estar); Cotidiano (curtas que tratam das questões relacionadas ao trabalho, à educação e à noção de cidadania).

A variedade e temas abordados pelos curtas permitem reflexão sobre os direitos humanos em nosso dia a dia e contribuem para a ampliação do debate. Os trabalhos abordam guerra, tecnologias cotidianas, sincretismo, fé, identidade, ativismo, situações de família, minorias, sexualidade, agrotóxicos e muitas outras situações cotidianas.

Dentre os mais conhecidos do público, há um trabalho de Silvio Tendler na mostra competitiva - Matzeiva Mer-Khamis (Freedom) - e uma participação de Carlinhos Brown no curta Olho de Boi.

O juri do Festival (composto por Cao Hamburger, Kiko Goifman, Eugenio Bucci, Alice Miceli, Danilo Miranda, Débora Diniz, José Vicente, Mari Corrêa, Renata Falzone, Roberto Baptista Dias da Silva, Sérgio Vaz e Soninha Francine) selecionará melhor curta, melhor diretor estreante, melhor roteiro e visão social. A curadoria seleciona o melhor candidato ao prêmio mochileiro. O público pode assistir e votar nos curtas preferidos ao final das sessões, conferindo também o prêmio popular ao melhor trabalho.

O ENTRETODOS conta também com o apoio da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, da Subprefeitura de Cidade Tiradentes e da SPTuris.

Toda a programação é gratuita e pode ser acessada no site do Festival: www.entretodos.com.br

 

Confira:

17 e 18/09 – sábado e domingo

- Oficina de arte de rua ao ar livre com Sinhá, em Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo. Jovens da região participam da criação coletiva nas ruas, com o apoio da Subprefeitura de Cidade Tiradentes.

20/09 – terça feira

15h – Curtas do bloco Lugar do Corpo: “Uma” ( Alexandre Barcelos)/ “Preservativo” (Filipe Matzembacher, Márcio Reolon e Samuel Telles )/ “Irene” (Patrícia Galucci e Victor Nascimento)/ “Oma” (Michael Wahrmann) - CineSesc

17h – Curtas do bloco Mundo Interior: “Olho de Boi” (Diego Lisboa)/ “El rey del pueblo” (Juliane Cavalcante Afonso)/ “Matzeiva Juliano Mer-khamis” (Silvio Tendler)/ “Pregadores” (Leonardo Kopke e Cavi Borges) - CineSesc

20h – Curtas do bloco Cotidiano: “Temperamental” (Rodrigo Sousa & Sou sa)/ “Sucata de plástico” (Nigéria Filmes)/ “Sinal fechado” (Isaac Chueke)/ “Outlet” (Isaac Donato)/ “A dama do Peixoto” (Allan Ribeiro e Douglas Soares) - Matilha Cultural

21h – Abertura oficial com CAO HAMBURGER (“O ano em que meus pais saíram de férias”, “Xingu”, “Castelo RaTimBum”, entre outros) – conversa sobre cinema e direitos humanos, com exibição do curta metragem “O menino, a favela e as tampas de panela”, realizado por Cao no início de sua carreira - CineSesc

21/09 – quarta feira

15h – Curtas do bloco Cotidiano: “Temperamental” (Rodrigo Sousa & Sou sa)/ “Sucata de plástico” (Nigéria Filmes)/ “Sinal fechado” (Isaac Chueke)/ “Outlet” (Isaac Donato)/ “A dama do Peixoto” (Allan Ribeiro e Douglas Soares) - CineSesc

17h – Curtas do bloco Núcleos e Nichos: “Corte seco” (Matheus Vianna)/ “Cores e Botas” (Juliana Vicente)/ “Mostra-me” (Camilo Bianchini Cassoli)/ “A inventariante” (Patrícia Francisco) - CineSesc

19h – Curtas do bloco Origem e Deslocamentos: “Cellphone” (Daniel Lisboa)/ “Turismo de guerra” (Felipe Ivanicska)/ “Entrevãos” (Luísa Caetano)/ “Mancha de dendê não sai” (Felipe Barros) - CineSesc

20h – Curtas do bloco Mundo Interior: “Olho de Boi” (Diego Lisboa)/ “El rey del pueblo” ( Ju Cavalcante e Thais Borges)/ “Matzeiva Juliano Mer-khamis (Silvio Tendler)/ “Pregadores” (Leonardo Kopke e Cavi Borges) – Matilha Cultural

21h – Debate Cinema e Literatura, com a presença de Beatriz Bracher e convidados - CineSesc

22/09 – quinta feira

15h – Curtas do bloco Origem e Deslocamentos: “Cellphone” (Daniel Lisboa)/ “Turismo de guerra” (Felipe Ivanicska)/ “Entrevãos” (Luísa Caetano)/ “Mancha de dendê não sai” (Felipe Barros) - CineSesc

17h – Curtas do bloco Cotidiano: “Temperamental” (Rodrigo Sousa & Sousa)/ “Sucata de plástico” (Nigéria Filmes)/ “Sinal fechado” (Isaac Chueke)/ “Outlet” (Isaac Donato)/ “A dama do Peixoto” (Allan Ribeiro e Douglas Soares) - CineSesc

19h – Curtas do bloco Lugar do Corpo: “Uma” ( Alexandre Barcelos)/ “Preservativo” (Filipe Matzembacher, Márcio Reolon e Samuel Telles )/ “Irene” (Patrícia Galucci e Victor Nascimento)/ “Oma” (Michael Wahrmann) - CineSesc

20h - Curtas do bloco Núcleos e Nichos: “Corte seco” (Matheus Vianna)/ “Cores e Botas” (Juliana Vicente)/ “Mostra-me” (Camilo Bianchini Cassoli)/ “A inventariante” (Patrícia Francisco) – Matilha Cultural

21h – Debate Bioética, com Débora Diniz, Alice Micelli e Roberto Dias, com mediação de Willian Saad - CineSesc

23/09 – sexta feira

15h – Curtas do bloco Núcleos e Nichos: “Corte seco” (Matheus Vianna)/ “Cores e Botas” (Juliana Vicente)/ “Mostra-me” (Camilo Bianchini Cassoli)/ “A inventariante” (Patrícia Francisco) - CineSesc

17h – Curtas do bloco Lugar do Corpo: “Uma” (Alexandre Barcelos)/ “Preservativo” (Filipe Matzembacher, Márcio Reolon e Samuel Telles)/ “Irene” (Patrícia Galucci e Victor Nascimento)/ “Oma” ( Michael Wahrmann) - CineSesc

19h – Curtas do bloco Mundo Interior: “Olho de Boi” (Diego Lisboa)/ “El rey del pueblo” ( Ju Cavalcante e Thais Borges)/ “Matzeiva Juliano Mer-khamis” (Silvio Tendler)/ “Pregadores” (Leonardo Kopke e Cavi Borges) - CineSesc

20h – Curtas do bloco Origem e Deslocamentos: “Cellphone” (Daniel Lisboa)/ “Turismo de guerra” (Felipe Ivanicska)/ “Entrevãos” (Luísa Caetano)/ “Mancha de dendê não sai” (Felipe Barros) – Matilha Cultural

21h - Curtas do bloco Cotidiano: “Temperamental” (Rodrigo Sou sa & Sousa)/ “Sucata de plástico” (Nigéria Filmes)/ “Sinal fechado” (Isaac Chueke)/ “Outlet” (Isaac Donato)/ “A dama do Peixoto” (Allan Ribeiro e Douglas Soares) – CineSesc

22h – Debate Júri e Realizadores, com presença de Jorge Grinspum, Eugênio Bucci e convidados – Matilha Cultural

24/09 - sábado

11h - ENTRETODOS Infantil – mostra de curtas infantis: “Esaú, o catador de histórias” (André Dias)/ “A Conquista do espaço” (Chico Deniz)/ “A fábula da corrupção” (Lisandro Santos)/ “A ilha de cachalote” (Christian Mariano)/ “De onde vem a água do rio?” (Mateus di Mambro)/ “Naiá e a lua” (Leandro Tadashi) - CineSesc

15h – Curtas do bloco Mundo Interior: “Olho de Boi” (Diego Lisboa)/ “El rey del pueblo” ( Ju Cavalcante e Thais Borges)/ “Matzeiva Juliano Mer-khamis” (Silvio Tendler)/ “Pregadores” (Leonardo Kopke e Cavi Borges) - CineSesc

17h – Curtas do bloco Origem e Deslocamentos: “Cellphone” (Daniel Lisboa)/ “Turismo de guerra” (Felipe Ivanicska)/ “Entrevãos” (Luísa Caetano)/ “Mancha de dendê não sai” (Felipe Barros) - CineSesc

19h – Curtas do bloco Núcleos e Nichos: “Corte seco” ( Matheus Vianna)/ “Cores e Botas” (Juliana Vicente)/ “Mostra-me” (Camilo Bianchini Cassoli)/ “A inventariante” (Patrícia Francisco) - CineSesc

20h – Curtas do bloco Lugar do Corpo: “Uma” (Alexandre Barcelos )/ “Preservativo” (Filipe Matzembacher, Márcio Reolon e Samuel Telles )/ “Irene” (Patrícia Galucci e Victor Nascimento)/ “Oma” (Michael Wahrmann) – Matilha Cultural

25/06 - domingo

14h – Cerimônia de premiação e Show do Criolo. Nesta quarta edição do ENTRETODOS, o talentoso compositor de composições contundentes e letras bem construídas traz versos habilidosos como MC sem necessariamente usar rimas. Prefere vocais que surpreendem pela beleza e versatilidade.Paulistano nascido em Santo Amaro e Criado no Grajaú, Criolo mistura agressividade, humor e delicadeza para criar o aguardado trabalho “Nó na Orelha”, compondo e entoando gêneros diversos como samba, afrobeat, bolero, reggae, rap e romântico – Parque da Aclimação

 

Endereços:

CineSesc - Rua Augusta, 2075 - Cerqueira César
Matilha Cultural - Rua Rego Freitas, 542 – República
Parque da Aclimação – Rua Muniz de Souza 1119 - Aclimação


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta


[confira outras notícias]