Festival Cel.U.Cine Transmídia promove workshops e palestras gratuitas no Oi Fut ::  | Curta o Curta

Festival Cel.U.Cine Transmídia promove workshops e palestras gratuitas no Oi Fut

Por Guilherme Whitaker em 17/10/2012 09:16


O Festival de Micrometragens Cel.U.Cine, que este ano chega a sua quinta edição, inova mais uma vez com a criação do Fórum Cel.U.Cine Transmídia. Uma plataforma de discussão sobre os conteúdos audiovisuais para múltiplos meios, o fórum vai promover gratuitamente, nos dias 22, 23 e 24 de outubro, no Oi Futuro Ipanema, no Rio de Janeiro, palestras e oficinas com profissionais que são referência nas áreas de storytelling e transmídia.

O objetivo destes encontros é proporcionar o conhecimento sobre os processos de desenvolvimento de uma narrativa transmídia e sobre as técnicas de apresentação de um projeto aos profissionais do mercado audiovisual. Poderão participar do Fórum, criadores, autores de projetos, produtores, diretores, estudantes e qualquer outra pessoa que tenha um projeto ou esteja interessada em desenvolver histórias para diferentes plataformas e apresentá-las aos profissionais do mercado. Eles serão convidados a desenvolver suas ideias durante os três dias do evento e, no último dia, será realizado um pitching para a escolha de um vencedor. O contemplado entrará será contemplado com a organização de uma agenda para a participação no RioContentMarket de 2013, uma importante e consagrada janela para mercado audiovisual.

Entre os profissionais convidados estão o autor e produtor de cinema Aleksei Wrobel Abib, mestre em Literatura com especialização pela Universidade Livre de Berlim, o diretor Victor Lopes, cujo media-metragem Vênus de Fogo foi premiado no Brasil e na Itália e faz parte do acervo do MoMa de Nova York, e o curador do projeto Happenings e do Festival Multiplicidade, Batman Zavareze.

Os workshops mostrarão os projetos que estão sendo desenvolvidos em narrativas transmídia, a importância das histórias e seus conteúdos. Serão apresentados ainda cases reconhecidos pela inventividade e eficácia, e por fim, haverá uma instigante troca de informações e investidas em três plataformas distintas. “Queremos discutir e conhecer quem são os novos realizadores e qual o alcance de suas inovações no mercado”, afirma a coordenadora e também palestrante do Fórum, Carla Esmeralda.

O Fórum Cel.U.Cine Transmídia é realizado pela Associação Revista do Cinema Brasileiro em parceria com o Oi Futuro. Conta com patrocínio da Oi e da Secretaria de Estado de Cultura, através da lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, e apoio da RioFilme e do Canal Brasil.

Profissionais participantes:

Aleksei Wrobel Abib: brasileiro, autor e produtor de cinema, é mestre em Literatura, com especialização na Universidade Livre de Berlim. Entre seus principais trabalhos na escrita audiovisual estão os roteiros de A Via Láctea, longa-metragem de ficção que abriu a 46˚ Semaine Intl. de la Critique, no Festival de Cinema de Cannes; a cinebiografia A Poética Política de Montoro, sobre Franco Montoro; o documentário de longa-metragem O Último Kwarup, exibido no Festival Internacional de Documentários da Cidade do México e no É Tudo Verdade, e a novela Água na Boca, de Marcos Lazarini, da qual foi roteirista. Assina ainda roteiros de curtas-metragens premiados nacional e internacionalmente como Infinitamente Maio e O Encontro, para o qual criou o idioma “cinemês”, no qual o filme é falado. Escreveu séries documentais e ficcionais para os canais de TV Futura, RBS e CNT, e trabalhou como script doctor para filmes em regime de coprodução internacional da produtora O2 filmes. Brasil Maravilha, seu premiado curta de estreia na direção, foi exibido em mais de quarenta países, com passagem, entre outros, pelos festivais de Berlim e Rotterdam. Na área de produção executiva, foi responsável por Desenvolvimento de Projetos no Programa Ibermedia.

Bárbara Mota: é Diretora de Cultura e líder da operação brasileira na empresa Os Alquimistas, especializada em Narrativa Transmídia, onde já trabalhou com clientes como Coca-Cola, Globo, Itaú e Petrobras. É também professora de Redação e Narrativa para Gestão de Marcas na ESPM-RJ. Formada pelo Instituto de Artes e Comunicação da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Cinema e Audiovisual. Há nove anos colabora no desenvolvimento de inovações em entretenimento e educação. Trabalhou no desenvolvimento de jogos educacionais e projetos de ensino à distância na empresa Autoria. No Instituto Oi Futuro, foi responsável por estratégias de interatividade e engajamento para adolescentes, para fomentar o uso de novas mídias e tecnologias. No Almanaque da Rede, colaborou com o desenvolvimento de uma plataforma de rede social inovadora para a escrita criativa e aprendizagem.

Batman Zavareze: graduado em Comunicação Visual no Rio de Janeiro, em 1998/99 foi residente de arte na “Fabrica”, Centro de Pesquisa de Comunicação da Benetton, coordenada pelo fotógrafo e diretor de criação Oliviero Toscani. Iniciou a carreira profissional na MTV-Rio, em 1992. Desde então, trabalhou com projetos multidisciplinares ligados a imagem como exposições, shows, peças de teatro e programas broadcasting para canais televisivos brasileiros e internacionais, tais como MTV-Brasil, Multishow, GNT, Sport TV, Futura, Tv Senac, People n Arts, Discovery e Rai Due.Teve seu trabalho publicado e exposto em revistas, livros e mostras no Rio de Janeiro (CCBB/ Museu Nacional Belas Artes/ Paço Imperial/ Oi Futuro), na Itália, Alemanha, Japão, Costa Rica, Portugal, França, Suiça, China e Rússia. É curador do projeto cultural Multiplicidade, realizado regularmente, há sete anos, no Oi Futuro, com espetáculos de arte digital e música avançada através de apresentações inéditas.Desde 2010 realiza na Casa França-Brasil o projeto HAPPENINGS - ações coletivas que envolvem performances, espaço para conversação, poesia e sonoridades experimentais. Através de sua empresa 27 Mais 1 Comunicação Visual, dirige eventos que envolvam a tecnologia como forma de comunicação. Alguns de seus clientes são Coca Cola Vibe Zone, Sky Live Multimídia, desfiles de moda (SPFW – Raya de Goye, Fashion Rio – Sandpiper, Layana Thomas), peças de teatro (Marco Nanini, Marcos Palmeira, Gerald Thomas), convenções de empresas (Coca Cola, Souza Cruz, Lancôme), entre outros.

Carla Esmeralda: Especializada em consultoria para desenvolvimento de projetos culturais e programas audiovisuais desde o fim dos anos 80, foi parceira do Instituto Sundance no Brasil de 1997 a 2002, tendo planejado e organizado cinco laboratórios de roteiros do instituto no Brasil. Em 2004 os laboratórios passaram a se chamar Laboratório SEC Rio de roteiros para cinema e tiveram duas novas edições. Trabalhou na área de patrocínio ao cinema como coordenadora cultural do Unibanco (1996/97) e como gerente de projetos culturais do Banco Nacional (1992/95). Entre 1986 e 1990 foi assessora para assuntos internacionais da Direção Cultural da Embrafilme - quando foi produtora executiva da mostra Le Cinéma Brésilien, realizada em 1987 no Centre Georges Pompidou, Paris - e, depois, da Fundação do Cinema Brasileiro. Atuou como consultora para a primeira Comissão de Seleção de Projetos Interculturais das Fundações Rockefeller e MacArthur e coordenou a participação brasileira no INPUT/International Public Televison Screenning Conference, por cinco anos. Prestou consultoria ao projeto dos longas-metragens Outras estórias (1999), de Pedro Bial, Lavoura Arcaica (2001), de Luiz Fernando Carvalho, e Vida de Menina (2004), de Helena Solberg. Organizou o I Seminário Sundance/Riofilme de Marketing, Distribuição e Exibição - Fórum de Produtores no Mercosul (1999); as três edições do Brasil Documenta ­ Fórum Internacional de Documentários (2001, 2002 e 2003), para o canal GNT; e o I Programa da Secretaria do Audiovisual para o Desenvolvimento do Roteiro Cinematográfico (2001). Para televisão, prestou consultoria para o núcleo Luiz Fernando Carvalho (TV Globo) fez a consultoria estratégica para a série Música Brasileira, produção da Trama com o Multishow; e, em 2005, realizou a supervisão artística da série de telecurso Tecendo o saber, que transpõe a filosofia de Paulo Freire para a TV, projeto da Fundação Roberto Marinho. Desde 2003 dirige, em parceria com Carla Camurati, o Festival Internacional de Cinema Infantil.

Victor Lopes: formado em cinema pela Universidade Federal Fluminense, foi professor da escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro por três anos. Em 1990, dirigiu Vênus de Fogo, média-metragem de ficção exibido pela TV Bandeirantes e Channel Four. O vídeo foi premiado no Brasil e na Itália, exibido no Channel 4 e HBO e integra o acervo do MOMA de Nova York. Dirigiu e produziu o curta-metragem de ficção Bala Perdida, lançado em 2003 e ganhador de 20 prêmios em festivais nacionais e internacionais. Seu primeiro longa-metragem, Língua - Vidas em Português, foi premiado no Brasil e em Portugal, e em 2004 inaugurou o primeiro circuito digital do Cinema Brasileiro.Em 2006, Lopes assinou quatro filmes temáticos para a vídeo-instalação permanente do Museu da Língua Portuguesa em São Paulo e parte da exposição Pelé Station, apresentada em Berlim durante a Copa do Mundo. Em 2009, lançou Eliezer Batista, O Engenheiro do Brasil, e, em 2010, finalizou Serra Pelada, documentário de longa-metragem sobre a maior corrida do ouro do século XX. Em Janeiro de 2012 lançou As Aventuras de Agamenon, O Repórter, inspirado no falso jornalista, criado pelos Cassetas Hubert e Marcelo Madureira. No momento dedica-se a novos projetos de ficção.

Projetos a serem apresentados:

  • Título: O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem
  • Categoria: projeto transmídia de documentário
  • Direção: Adriana L. Dutra, Inffinito Eventos e Produções
  • A obra é uma ampla reflexão sobre a concepção de tempo na sociedade contemporânea. O documentário apresenta e investiga as principais linhas de nossa consciência sobre o tempo, a partir das transformações promovidas pela revolução das comunicações e pelas novas tecnologias. Com a proposta de limitar o tempo de produção do filme, o tempo, além de ser o argumento, é também personagem central.
  • Título: Contatos
  • Categoria: projeto transmídia de ficção
  • Produção: Segunda-Feira Filmes
  • Você acredita que os mortos conseguem se comunicar com os vivos através de e-mails ou chamadas telefônicas? Jonas também não. Ou, pelo menos, não acreditava. Mas isso foi antes, quando ele era um cara normal: 20 e poucos anos, técnico de informática, casado com Bia, o amor de sua vida. Então um dia Bia desapareceu em uma catástrofe e Jonas nunca mais foi o mesmo. Um ano depois, atormentado por pesadelos recorrentes, ele ainda busca respostas. É quando algo estranho acontece: Bia se manifesta através da Internet. E Jonas, que sempre foi cético, é obrigado a rever suas crenças.
  • Título: História dos Alimentos
  • Categoria: Projeto Transmidia documental
  • Produção: Made For Tv
  • Trata-se de uma série de pílulas de um minuto realizadas em animação seguindo a estética da colagem, que narram de forma lúdica e informativa o lado cultural, artístico e histórico de cada um dos principais alimentos presentes em nosso cotidiano.

FÓRUM CEL.U.CINE TRANSMÍDIA

PROGRAMAÇÃO

Dia 22 de outubro, segunda-feira

9h às 10h

  • Narrativas Transmídia, com Bárbara Mota
  • Uma palestra sobre como a possibilidade de criar e exibir conteúdo audiovisual em diferentes plataformas modificou o comportamento do consumidor e lançou ao criador de histórias novos desafios.

10h às 13h30

  • A arte de contar uma boa história, com Aleksei Abib
  • Uma conversa com sobre como a definição do “ponto de vista” e do “foco narrativo” criam o eixo para a condução da sua história.

14h30 às 16h30

  • Conte-me sua história em 1 minuto, com Carla Esmeralda
  • Os autores de projetos inscritos serão convidados a apresentar suas ideias em 1 minuto. A partir desta dinâmica, serão selecionados os 10 projetos para os exercícios de técnicas de apresentação de projeto em pitching.

Dia 23 de outubro, terça-feira

17h às 19h

  • Conheça os profissionais do mercado, com Victor Lopes
  • Apresentação de 3 projetos com desenvolvimento em narrativas transmídia que foram apresentados de acordo com técnicas de pitching na segunda edição do RioContentMarket.

Os 3 projetos e seus autores:

  • CONTATOS , Alexandre Sivolella, da Segunda Feira Filmes
  • O TEMPO PERGUNTOU AO TEMPO QUANTO TEMPO O TEMPO TEM, Adriana Dutra, da Inffinito Eventos e Produções
  • HISTÓRIA DOS ALIMENTOS, Dora Lima, da Made for TV Produções

Coffee Break

19h30 às 21h

  • Exercícios para apresentação de projetos, com Victor Lopes
  • Dinâmica e treinamento dos 10 projetos selecionados para apresentação em técnicas de pitching aos profissionais do mercado

Dia 24 de outubro, quarta-feira

17h às 18h

  • Aula Magna, com Batman Zavareze

Coffee Break

19h30 às 21h

  • Posso me apresentar?, com Victor Lopes
  • Os autores/criadores apresentam os 10 projetos para uma banca de profissionais formada por executivos da Oi e profissionais do mercado audiovisual.

Fonte: Marcelle Braga


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]