Festival faz panorama do cinema universitário brasileiro e mundial ::  | Curta o Curta

Festival faz panorama do cinema universitário brasileiro e mundial

Por Guilherme Whitaker em 29/05/2001 12:39


Festival faz panorama do cinema universitário brasileiro e mundial
49 curtas brasileiros e 50 estrangeiros são os destaques do evento em Niterói e no Rio


Pela primeira vez na sua história, o FESTIVAL BRASILEIRO DE CINEMA UNIVERSITÁRIO terá o desafio de acontecer simultaneamente no Rio de Janeiro e em Niterói, entre 1 e 11 de junho próximos. Patrocinado pelo CCBB, e realizado por este e a UFF, o Festival tem o prazer de apresentar a sexta edição do maior e mais tradicional evento do calendário nacional de festivais voltado para o audiovisual produzido nas universidades brasileiras. O Festival ocupará durante 10 dias os dois espaços (CCBB e Centro de Artes da UFF) com o melhor da produção universitária nacional e internacional, além de mostras especiais. Também haverão oficinas e debates.

Entre os destaques do evento está a Mostra Competitiva de Curtas Brasileiros, que pretende exibir toda a produção nacional de filmes universitários em 16 e 35mm. Este ano com número recorde de filmes exibidos, 49 vindos de 9 diferentes estados.

Já na Mostra Internacional de Escolas de Cinema será possível assistir a filmes de onze países dos cinco continentes, formando um painel da produção contemporânea de escolas de cinema, entre eles Argentina, Alemanha, Bélgica, Egito, Israel, Suiça e Taiwan. Boa parte destes terão representantes presentes no Festival ao longo do evento. Os principais destaques são as duas instituições de ensino de cinema mais antigas do mundo, a Escola Nacional de Cinema da Itália e o Instituto Estatal Russo de Cinematografia, onde estudou Andrei Tarkovsky. Também são dignos de nota a primeira participação de uma escola africana no Festival, o Instituto Superior de Cinema do Egito, e um programa especial de documentários latino-americanos, a Mostra Miradas. Entre os filmes, os destaques ficam por conta de "Rochade" ("Roque"), Oscar de melhor filme de escola estrangeiro; "Masks" ("Máscaras"), Urso de Ouro de melhor animação no Festival de Berlim; "Solo por Hoy", o terceiro longa-metragem da Universidad del Cine da Argentina; e o excelente programa russo em geral.

A maior mostra do Festival em títulos exibidos e horas de programação é a Mostra Informativa de Vídeos, que reflete a intensa produção nacional de material audiovisual nas universidades. Será possível assistir a vários trabalhos premiados em festivais nacionais.

A partir da próxima semana acompanhe a cobertura especial do Curta o Curta, com muitas entrevistas, fotos e críticas dos curtas exibidos.  Não perca!


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta


[confira outras notícias]