Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo anuncia melhores curtas ::  | Curta o Curta

Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo anuncia melhores curtas

Por Curta o Curta em 01/09/2014 12:27


Não competitivo, o Festival conta com apoiadores e patrocinadores na distribuição de prêmios e troféus aos realizadores participantes do evento
A programação vai até o dia 31 na capital paulista, seguindo em setembro para as cidades de Jundiaí (05 a 07), Ribeirão Preto (13 a 14) e São José dos Campos (18 a 21), além de Fortaleza (03 a 10)
Em cerimônia realizada na Cinemateca Brasileira na noite de sexta-feira, dia 29, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo anunciou os filmes premiados de sua 25ª edição, que teve início em 20 de agosto e segue até o dia 31, domingo, na capital paulista. Em setembro, o Festival apresenta destaques de sua programação nas cidades de Jundiaí (05 a 07), Ribeirão Preto (13 a 14) e São José dos Campos (18 a 21), no interior de São Paulo, e também em Fortaleza (03 a 10), no Ceará.
Sem caráter competitivo, o Festival de Curtas conta com apoiadores e patrocinadores na distribuição de diferentes prêmios, troféus e incentivos aos realizadores participantes do evento. Confira os vencedores deste ano e veja ao final do texto os detalhes de cada prêmio.
PREMIADOS DO 25º FESTIVAL DE CURTAS:
Prêmio Itamaraty
"Se Essa Lua Fosse Minha", de Larissa Lewandoski
Prêmio Revelação
"Se", de Ian Capillé
Prêmio Canal Brasil de Incentivo ao Curta-Metragem
"La Llamada", de Gustavo Vinagre
Prêmios SescTV para Novos Talentos (realizado por diretor estreante)
Melhor filme brasileiro - "Kyoto", de Deborah Viegas
Melhor filme internacional - "O Último", de Sergey Pikalov (Azerbaijão/Rússia)
Prêmio TV Cultura
Melhor filme do Panorama Paulista - "Guida", de Rosana Urbes
Prêmio Canal Curta! e Porta Curtas
“Efeito Casimiro”, de Clarice Saliby
“O Bom Comportamento”, de Eva Randolph
“O Táxi de Escher”, de Flavio Botelho e Aleksei Abib
Prêmio CTAv
"Sem Coração", de Nara Normande e Tião
Troféu ABD-SP
Destaque da Mostra Brasil - "A Cor do Fogo e a Cor da Cinza", de André Felix
Destaque da Mostra Latina - "O Sonâmbulo", de Lenz Claude (México)
Troféu Cachaça Cinema Clube
Melhor Filme Lunático - "Se Essa Lua Fosse Minha", de Larissa Lewandoski
Melhor Filme Mundano - "Vailamideus", de Ticiana Augusto Lima
Melhor Filme Arcaico - "Casa Forte", de Rodrigo Almeida
OS FAVORITOS DO PÚBLICO:
O público que acompanhou a programação do 25º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo pode votar e eleger os dez filmes favoritosdesta edição nas mostras brasileiras e internacionais. Os mais votados serão exibidos em sessões especiais no MIS – Museu da Imagem e do Som nos dias 30 (nacionais) e 31 de agosto (internacionais e latinos), às 17h.  
Mostra Brasil
“Ameaçados”, de Julia Mariano (PA)
“Até o Céu Leva Mais ou Menos 15 Minutos”, de Camila Battistetti (CE)
“Contos da Maré”, de Douglas Soares (RJ)
“Edifício Tatuapé Mahal”, de Carolina Markowicz e Fernanda Salloum (SP)
“Efeito Casimiro”, de Clarice Saliby (RJ)
“Geru”, de Fábio Baldo e Tico Dias (SE)
“La Llamada”, de Gustavo Vinagre (SP)
“O Caminhão do Meu Pai”, de Mauricio Osaki (SP)
“Se Essa Lua Fosse Minha”, de Larissa Lewandoski (RS)
“Sem Coração”, de Nara Normande e Tião (PE)  
Mostra Internacional e Latino-americana
"Balada para Satã", de Antonio Balseiro e Carlos Balseiro (Argentina)
“Célestine”, de Annie Gisler (Suiça)
“Completo”, de Iván D. Gaona (Colômbia)
“Deserto”, de Yoav Hornung (Israel)
“Forever Over”, de Erik Schmitt (Alemanha)
“Helium”, de Anders Walter (Dinamarca)
“Minerita”, de Raúl De la Fuente (Bolívia e Espanha)
“Noah”, de Walter Woodman e Patrick Cederberg (Canadá)
“Pai”, de Santiago Bou Grasso (Argentina e França)
“Sinfonia Nº 42”, de Reka Bucsi (Hungria)
SOBRE OS PRÊMIOS:  
* III Prêmio Itamaraty para o Curta-Metragem Brasileiro – Um prêmio novalor de R$ 20.000 (vinte mil reais) para um curta de até 15 minutos participante da “Mostra Brasil”. O Prêmio Itamaraty para o Cinema Brasileiro foi instituído pelo Ministério das Relações Exteriores em 2006. Desde 2012, em parceria com o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, foi instituído um novo prêmio especialmente para o formato. Nesta edição, o júri foi formado por Erwin van’t Hart, programador de curtas e filmes experimentais no Festival Internacional de Cinema de Roterdã, Laurence Reymond, curadora da Quinzena dos Realizadores de Cannes, e Sérgio Rizzo, jornalista e professor de cinema.
* Prêmio Revelação – Tem como objetivo incentivar os jovens talentos do audiovisual brasileiro em sua próxima produção. Para isso, o Festival estabelece parcerias com empresas do setor, que indicam um júri de jornalistas e oferecem recursos para essa nova empreitada, da gravação à finalização de um curta-metragem de até 15 minutos. Concorrem curtas realizados em cursos de cinema ou audiovisual exibidos na “Mostra Brasil”, “Panorama Paulista” e “Cinema em Curso”. A seleção também leva em conta um texto enviado pelos realizadores, expondo o argumento de seu futuro projeto. O curta-metragem viabilizado pelo Prêmio Revelação tem o compromisso de estrear no próximo Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo. Os parceiros oferecem:
- LOCALL: R$ 15.000 (quinze mil reais) em diárias de estúdio, base de produção e locação de equipamentos de luz.
- JKL: Cessão de uma semana de uma câmera Canon C300 completa com jogo de lentes fixas Cooke Panchro.
- DOT: Processamento de imagem, correção de cor, finalização em 2K e masterização em DCP.
- CINECOLOR DIGITAL: Edição de som e mixagem.
- PLAYRK30: Edição de som e composição de trilha sonora.
- CTAv: Cessão de equipamentos e serviços de filmagem.
- ASSOCIAÇÃO CULTURAL KINOFORUM: R$ 10.000 (dez mil reais) para a viabilização da próxima produção do diretor, a ser exibida no 26º Festival de Curtas de São Paulo.
* Prêmio Canal Brasil de Incentivo ao Curta-Metragem – Um prêmio de aquisição de R$ 15.000 (quinze mil reais) para um filme escolhido por um júri de jornalistas e críticos convidados pelo Canal Brasil, entre os 10 favoritos do público da “Mostra Brasil”.
* Prêmios SescTV Para Novos Talentos –  Dois prêmios de aquisição de R$ 10.000 (dez mil reais) cada para o melhor filme brasileiro realizado por um diretor estreante e melhor filme internacional realizado por um diretor estreante. A seleção é feita por um júri indicado pelo SescTV.
* Prêmio TV Cultura – Um prêmio de aquisição no valor de R$ 10.000 (dez mil reais) para o curta de maior destaque dentre os exibidos no “Panorama Paulista”, de acordo com o júri nomeado pela TV Cultura.
* Prêmio Canal Curta! e Porta Curtas – Três prêmios de aquisição no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada para os curtas de mais destaques entre os votados pelos usuários do Porta Curtas da “Mostra Brasil” e “Panorama Paulista”, de acordo com um júri nomeado pelo Canal Curta! e Porta Curtas.
*Prêmio CTAv – Cópia em DCP legendada em inglês para um filme eleito pelo CTAv (Centro Técnico Audiovisual) entre os 10 favoritos do público na Mostra Brasil.
* Troféu ABD-SP – Dois troféus oferecidos aos curtas de maior destaque da “Mostra Brasil” e  da “Mostra Latino-americana”, segundo escolha de júri indicado pela ABD (Associação Brasileira de Documentaristas).
* Troféu Cachaça Cinema Clube – Três troféus aos filmes de maior destaque entre os exibidos na “Mostra Brasil” e convite para participar da sessão Cachaça Cinema Clube, segundo escolha da organização do projeto
Criado em 1990 pela produtora Zita Carvalhosa, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo  é hoje um dos mais tradicionais e respeitados eventos dedicados ao formato do curta no mundo. Organizado pela Associação Cultural Kinoforum, o festival tem como tema neste ano “Quebrando Muros”, uma homenagem aos 25 anos da queda do Muro de Berlim, e a tantas barreiras que implodiram nesse tempo de novas comunicações.
A 25ª edição exibe gratuitamente 337 filmes de 51 países – selecionados em maio a mais de 3400 inscritos – em diversas salas de cinema e centros culturais da capital, como o dinamarquês “Helium”, vencedor do ‘Oscar’ 2014,“Leidi”, o primeiro filme colombiano a receber ‘Palma de Ouro’ em Cannes, e destaques da recente produção nacional.
A programação especial trouxe uma seleção de filmes em 3D, com a participação da realizadora francesa e especialista em 3D Josephine Derobe (que cuidou dos efeitos especiais de “Pina”, de Wim Wenders, entre outros), a mostra ‘University of Southern California’, com curtas de faculdade de grandes nomes de Hollywood formados pela instituição, e a 2ª edição do projeto “Tomada Única”, com Super-8 inéditos realizados especialmente para o evento por diretores brasileiros que marcaram os 25 anos de história do festival.

Fonte: Sofia Carvalhosa


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]