Festival Kinoarte de Cinema irá exibir mais de 80 filmes ::  | Curta o Curta

Festival Kinoarte de Cinema irá exibir mais de 80 filmes

Por Curta o Curta em 03/09/2013 14:44


A Mostra Londrina agora se chama Festival Kinoarte de Cinema. E a mudança no nome, que integra Londrina aos outros festivais promovidos pela Kinoarte (Instituto de Cinema de Londrina), é uma das muitas novidades da edição 2013, que será realizada de 19 a 29 de setembro nos Cinemas Cinesystem do Londrina Norte Shopping, com programação variada – recheada com os eventos paralelos de sempre – e ingressos mais baratos. 

O primeiro filme a ser exibido, na noite do dia 19, é Cine Holiúdy, longa de baixo orçamento que se tornou fenômeno de bilheteria desde que foi lançado no início de agosto em nove salas cearenses. No total, vão ser exibidos mais de 80 filmes – entre eles, quatro de terror, cujo gênero ganha destaque também com uma Oficina de Maquiagem e Efeitos (veja abaixo a programação completa).

“Assim como fazemos desde 1999, neste ano tentamos trazer o melhor do que vimos nos cinemas para Londrina. Há filmes premiados em grandes festivais como Cannes, Berlim, clássicos em versão restaurada, curtas locais e paranaenses.. enfim, filmes que o público só poderá assistir na tela grande comparecendo ao Festival”, resume o Coordenador de Programação dos Festivais Kinoarte de Cinema, Rodrigo Grota.

Depois de cinco anos consecutivos no centro da cidade, o Festival Kinoarte de Cinema chega à populosa zona norte, por conta da parceria firmada com o Cinesystem e o Londrina Norte Shopping. “Buscamos uma estrutura melhor para o Festival”, afirma o produtor executivo do evento, Argel Medeiros. “As salas do Cinesystem têm uma qualidade técnica de exibição muito grande e, com as negociações, conseguimos uma redução significativa no preço dos ingressos”, ele explica. Comercializados no ano passado a R$ 12 e R$ 6 (meia entrada), os ingressos passam a custar R$ 7 e R$ 3,50.

Outra novidade: bem em frente às salas de exibição será instalado o Lounge do festival, que abrigará, em seus 231 m2, um ponto de encontro, um espaço para workshops, uma estação de trabalho e uma loja da Kinoarte. “O Lounge será um ambiente de convivência entre os produtores locais com os de fora e também para os frequentadores que quiserem esperar entre uma sessão e outra”, diz a assistente de produção executiva, Gisele Almeida.

O Lounge será aberto uma semana antes do início do Festival. No dia 12 haverá a abertura de uma retrospectiva gráfica em comemoração aos 10 anos da Kinoarte e, também, da loja do instituto, com seus produtos – incluindo a Trilogia do Esquecimento e a Revista Taturana – e souvenirs. Para o dia 16 está programado o lançamento da segunda edição do “Imaginário Cromático”, seletiva fotográfica que reúne trabalhos de profissionais paranaenses, inscritos e convidados – o livro foi impresso com patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). Nos dias 13, 14 e 15 será realizada uma Oficina de Desenho Animado com a artista visual Thais Arcangelo.

Filmes e oficina: terror vem com tudo Apreciados por uma parcela considerável dos cinéfilos, os filmes de terror terão destaque no Festival Kinoarte de Cinema – 15ª Edição Londrina. Será exibida a audaciosa trilogia do diretor Rodrigo Aragão: Mangue Negro (2008), A Noite do Chupacabras (2011) e o recém-finalizado Mar Negro (2013), com os quais o cineasta capixaba tornou-se referência nacional no gênero. E a sessão “Clássicos” terá o legendário filme norte-americano O Exorcista (1973).

Entre os dias 20 e 22, Rodrigo Aragão dará uma Oficina de Efeitos e Maquiagem, na qual vai abordar as técnicas de maquiagem em duas e três dimensões, a fabricação de sangue e de massa moldável, os efeitos da gelatina, o uso de cosméticos artísticos e técnicos, de bases e solventes para pigmentação, além da própria história da maquiagem. 

Competitivas terão 27 curtas 

As Mostras Competitivas de Curtas terão, neste ano, a exibição de 27 filmes no total – 16 na Competitiva Nacional, cinco na Paranaense e seis na Londrinense. Eles foram selecionados entre os 275 curtas inscritos por diretores de 16 Estados. Na avaliação de Nilo Mortara, um dos integrantes da Comissão de Seleção, a lista é heterogênea. Os curtas, segundo ele, abordam temas diversos como a saudade, família, violência, sexualidade: “Em relação ao ano passado, os filmes parecem ter uma tendência mais pessoal. Também tivemos uma percentagem maior de documentários”, afirma Nilo. “De qualquer forma, em todas as sessões teremos ótimas comédias, dramas, policiais e até filmes de terror, que reservam grandes emoções para o público.”

Antigas e novas sessões: mais novidades na tela Assim como em edições anteriores, o Festival de Londrina mantém tradicionais  sessões como “Clássicos” (que exibe filmes que marcaram época no cinema mundial), “Sessão da Meia-Noite” (com objetivo semelhante), “Aqui é Brasil” (filmes nacionais que sejam inéditos em Londrina) e “Première” (dedicada a bons filmes que estejam fora do circuito comercial brasileiro). 

As novidades, em 2013, são “Olhar Estrangeiro” (dedicado a filmes de fora que também tenham pouco ou nenhum espaço no circuito comercial) e “Cinematèque”, que exibirá curtas selecionados pessoalmente pelo curador da Cinemateca Francesa, Bernard Payen, que em 2012 esteve no festival londrinense apresentando curtas selecionados de Cannes.

Kinocidadão: formação de público para o cinema 

No Festival londrinense, o que não muda, entra ano, sai ano, é o objetivo de formar público para o cinema nacional. Assim, está mantido, mais uma vez, o projeto Kinocidadão, que abre as portas do cinema para estudantes da rede público de ensino. Trata-se de uma parceria da Kinoarte com a Secretaria Municipal de Educação – que define as escolas contempladas, prioritariamente as de bairros periféricos – com apoio da Viação Garcia, que transporta os alunos.

Durante cinco dias seguidos, os estudantes terão acesso gratuito a 10 sessões do filme “Brichos 2”, do paranaense Paulo Munhoz. É um longa metragem de animação que retrata a cultura brasileira através de animais da fauna nacional. “Muitas das crianças que participam do projeto vão ao cinema pela primeira vez na vida”, afirma um dos coordenadores do festival, Guilherme Peraro. “Para formar público, é importante que desde pequeno se tenha o hábito de ir ao cinema.”

No ano passado, o Kinocidadão levou 1,5 mil estudantes para diversas sessões da primeira versão de “Brichos”. A expectativa, diz Guilherme Peraro, é que neste ano Brichos 2 seja visto por duas mil crianças – a sala do Cinesystem que abrigará o evento tem 200 lugares.

***

O Festival Kinoarte de Cinema – 15ª Edição Londrina será realizado entre os dias 19 e 29 de setembro nos Cinemas Cinesystem do Londrina Norte Shopping e no Sesi Cultural. O festival é uma realização da Kinoarte (Instituto de Cinema de Londrina) com produção da Filmes do Leste, Kinopus, patrocínio da Copel e da Sanepar através da Lei Rouanet – Ministério da Cultura, da Prefeitura de Londrina via Promic, além do apoio do Governo do Estado do Paraná pelo Conta Cultura. O evento integra o projeto Festivais Kinoarte que, em Londrina, conta com o apoio cultural da RPC TV (Rede Paranaense de Comunicação), Jornal de Londrina, Cinesystem Cinemas, Londrina Norte Shopping, Sesi Cultura e Viação Garcia.

Fonte: Rogério Fischer


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]