Premiados ABDEC-RJ no Festival do Rio 2006 ::  | Curta o Curta

Premiados ABDEC-RJ no Festival do Rio 2006

Por Guilherme Whitaker em 10/10/2006 08:54



Premiação da ABDEC-Rj no Festival do Rio 2006
Première Brasil




O júri da ABDeC-RJ (Associação Brasileira de Documentaristas e Curta- metragistas do Rio de Janeiro), formado por Pedro Dacosta Lyra, Dario Gularte e Frederico Cardoso, concedeu as seguintes premiações:


. Prêmio ABDeC - Mostra Competitiva Documentário

"Acidente", de Cao Guimarães e Pablo Lobato

Pelas Artes cinematográficas e audiovisuais. Por uma das mais inebriantes poéticas visuais. O Artista em situação cinema. A câmera em estado de registro. O olhar para além-da-imagem. A imagem que perfura a Tela... "Acidente" é o documentário que deixa de se apresentar como gênero cinematográfico, e transfigura-se em uma gama cada vez mais ampla de possibilidades de realizações. Da performática que se atualiza a cada instante, ao poder ficcional das personalidades e situações retratadas, o documentário se define como autêtico laboratório de cinema.


. Menção Honrosa ABDeC - Mostra Competitiva Documentário

"Caparaó", de Flávio Frederico
Pelo fundamental relato de uma heróica resistência ao regime militar, a Guerrilha do Caparaó, parte de nossa história, desconhecida e esquecida por muitos. Apresentando, de forma austera e enriquecedora, os vários pontos de vista dos acontecimentos e a trajetória dos ex-guerrilheiros, o filme se insere em um atual espaço de discussão, essencial para compreensão do mundo contemporâneo.


. Prêmio ABDeC - Mostra Competitiva Curta-Metragem

"Mauro Shampoo - Jogador, Cabelereiro e Homem", de Paulo Henrique Fontenelle e Leonardo Cunha Lima
No drible da mitologia do progresso e dos tantos eventos de um tempo linear, os últimos serão os primeiros. A verdadeira história dos "perdedores" é nossa própria história, e precisa ser revelada. Mauro Shampoo, esse artista da vida, é um vencedor, reinventando-se na personificação de um poder humano capaz de construir os destinos.


. Menção Especial ABDeC - Mostra Retratos

"Onde a Coruja Dorme", de Márcia Derraik e Simplício Neto

Pelo brilhante registro de um dos maiores mensageiros da cultura popular do Rio de Janeiro. Pela relação desenvolvida entre os

cineastas e personalidades retratadas que se revela na Tela do cinema. Bezerra da Silva com sua língua afiada no samba, cantou a alma do cotidiano dos morros e das periferias, dando voz a tantos compositores que com toda sofisticada malandragem, souberam denunciar também a hipocrisia da cidade.


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]