Prêmio estímulo de Minas gera 17 novos curtas!!! ::  | Curta o Curta

Prêmio estímulo de Minas gera 17 novos curtas!!!

Por Guilherme Whitaker em 22/11/2006 16:26


CURTA MINAS LANÇA FILMES DO II PRÊMIO ESTÍMULO
AO CURTA METRAGEM E DO PRÊMIO TELEMIG CELULAR CURTA O MINUTO


A bem sucedida parceria entre a Associação Curta Minas/ABD-MG e a Telemig Celular apresentou seus primeiros frutos. Os sete curtas vencedores do II Prêmio Estímulo ao Curta Metragem e os dez filmes de um minuto produzidos por meio do primeiro Prêmio Telemig Celular Curta o Minuto foram lançados no dia 9 de novembro em uma sessão para convidados no cinema Usiminas Belas Artes. Na verdade foram duas sessões pois era grande o público (fotos abaixo).
   
   

Após a avant-première, os quatro vencedores na categoria produção e três da categoria finalização do II Prêmio Estímulo ficaram em cartaz de 10 a 16 de novembro no Usiminas Belas Artes em sessões diárias e gratuitas. No início de cada exibição foram exibidos os filmes produzidos através do primeiro Prêmio Telemig Celular Curta o Minuto.

Para o II Prêmio Estímulo ao Curta Metragem foi disponibilizado um total de R$ 540 mil em premiação. Os curtas selecionados na categoria produção receberam, cada um, R$ 70 mil brutos mais R$ 8 mil em aparelhos e créditos de telefonia celular. Aos três curtas na categoria finalização foram destinados R$ 20 mil brutos mais R$ 4 mil em aparelhos e créditos de telefonia celular.

Já para o primeiro Prêmio Telemig Celular Curta o Minuto foram disponibilizados R$ 70 mil em premiação. Cada um dos dez selecionados teve direito a R$ 4 mil brutos e R$ 3 mil em aparelho celular e créditos telefônicos para a produção dos filmes.

O investimento de mais de R$ 600 mil feito pela Telemig Celular nestes dois projetos faz parte de uma política de incentivo ao audiovisual adotada pela empresa. Além de aquecer o setor, a Telemig Celular também vai disponibilizar o conteúdo dos filmes para celular. Visualize estes e outros conteúdos patrocinados pela Telemig Celular no www.telemigcelular.com.br/artenocelular e saiba como fazer o download.

Conheça os filmes contemplados pelo II Prêmio Estímulo ao Curta Metragem:

* Igreja Revolucionária dos Corações Amargurados
Diretor: Carlos Magno Oliveira Rodrigues
Duração: 15 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Sinopse: Surge mais um templo: Igreja Revolucionária dos Corações Amargurados. Flâmulas, estandartes, um hino de louvor, um ideário libertário de fé. Nesta igreja, são os fiéis os contemplados. Recebem ao invés de pagarem dízimo. Na dinâmica cultural, o homem inventa novas formas de evitar a solidão e a culpa. Os mais abastados fazem escolhas, como uma ida a um psiquiatra ou um passeio lisérgico de alguns burgueses que farejam uma nova seita de cipó amazônico. Aos excluídos resta a casa lotérica, a aguardente ou um templo de salvação.

* Pela Noite
Diretora: Maria de Fátima Augusto
Duração: 15 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Sinopse: Documentário experimental. Retrata a tradição da gafieira em Belo Horizonte, vista sob a ótica dos freqüentadores assíduos das casas de bailes da cidade. Um mergulho na vida de trabalhadores comuns que à noite transformam-se em exímios dançarinos. Música, sedução e intermináveis historias de amor.

* Clara
Direção e roteiro: Márcia Valadares
Duração: 8 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Baseado no conto homônimo do escritor carioca Mauro Pinheiro
Sinopse: Não entendo como alguém pode se sentir atraído por uma tragédia.

* Outono
Autor: Pablo Lobato
Duração: 22 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Sinopse: Atrás do espelho, um estranho dentro de casa.

* Trecho
Direção: Clarissa Campolina e Helvécio Marins Jr.
Duração: 14 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Sinopse: O filme acompanha a caminhada de Libério pelas estradas que o levam de Belo Horizonte a Recife. Um diário imagético e sonoro remonta uma viagem realizada há oito anos e as lembranças e questionamentos do personagem se mostram transformados pelo passar do tempo, pela paisagem e pela própria experiência do filme. A solidão, o medo, o individualismo, a fraqueza e o vazio são sentimentos presentes nessa trajetória.

* Era Uma Vez...
Diretora: Gisele Werneck, Guilherme Reis e Byron O’ Neill
Duração: 15 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Sinopse: Era uma vez a noite escura e uma fada que ia ser assaltada. Ela entra no ônibus vazio em direção ao homem, seu revólver e o destino. Mas então surge o segundo assaltante...

* Arremate
Diretor: Cláudio Costa Val
Duração: 21 minutos
Finalização: 35 mm – colorido
Sinopse: Um barbeiro recebe um telefonema chamando-o para realizar um serviço em domicílio, numa residência próxima à sua barbearia. E ele assim o faz. Junto com seu ajudante, ele vai ao encontro de quem o contratou, mas descobre que o serviço não é exatamente o que pensava. O que era para ser um trabalho simples e rotineiro, acaba se transformando num dia cheio de surpresas, com pessoas pra lá de estranhas.

Conheça os dez contemplados pelo primeiro Prêmio Telemig Celular Curta o Minuto:

* Somos Passageiros...
Direção e animação: Jefferson AV
Sinopse: Através de janelas que emolduram formas, imagens fantasmas dançam sob fotografias fugidias, onde cavam-se linhas, explodem-se cores, figuras transformadas na marcha do movimento, trilha primitiva, de sons sintéticos, batidas secas, no ritmo de uma locomotiva.

* Mudos Falam Melhor
Direção: Thiago José Santos de Alcântara
Sinopse: Para você que acha que as pessoas não te escutam, para aqueles que têm certeza de que andam ouvindo muito bem e para tanto outros que engasgam no meio da discussão, é bom pensar: os mudos falam melhor. Se espelhe no ligeiro personagem que possuía no identificador de chamadas do seu celular o número de casa identificado como Deus. Depois que o telefone é roubado e, obviamente, tal personagem liga de sua casa para o celular, você pode esperar e perguntar... Será que o ladrão atende ou não ao chamado divino? E porque não atenderia?

* Calor
Direção: Carlos Canela
Sinopse: Um homem extremamente gordo, fruto de uma sociedade apática e passiva, se vê conduzido para uma espécie de processo de “abdução eletrônica”, onde não se consegue mais distinguir o homem da máquina, o usuário do utilitário.

* Olé
Direção: Jünia Costa
Sinopse: "Olé" mostra a conquista amorosa sob uma ótica feminista, criando uma situação contrária do imaginário comum: Quem conquista quem? Quem seduz quem? Quem domina ou é dominado? Na verdade, uma sátira do cotidiano masculino que utiliza muitos mecanismos e máscaras numa situação de conquista.

* Um Dia Meio Parado
Direção: André Novais
Sinopse: Duas estátuas conversam em meio a um dia agitado no centro de Belo Horizonte, até que um “boneco do posto” aparece para incomodar a todos.

* Tananãnam
Direção: Zé Rocha
Sinopse: Através de sua visão, as reclamações de um celular muito mal humorado.

* Como Testar Seu Parceiro
Direção: Gabriela Nogueira
Sinopse: Todos buscam as melhores alternativas para melhorar os seus relacionamentos, independente da idade, sexo ou crença. Assim, este curta- metragem exemplifica através de 10 maneiras como testar o seu relacionamento, sua duração e intensidade de sentimentos.

* Minhocas
Direção: Rony Fabiano
Sinopse: Algumas minhocas estão ao lado de uma criança quando ela está com fome. Será que elas vão escapar?

* Celton o Herói de BH em 01 Minuto – Reveillon Na Pampulha
Direção : Dedé e Leleu
Sinopse: Na noite de reveillon, Celton salva o complexo arquitetônico da Pampulha de uma terrível catástrofe.

* Tecnologia
Direção: César Maurício
Sinopse: Evoluções do mundo moderno e a contraposição entre as inovações técnicas e científicas e a simplicidade da ação humana. “eu vou compor uma música eletrônica no meu violão e poderia destruir a bomba atômica com meu controle remoto”.

Sobre a Curta Minas
A Associação Curta Minas, desde a sua fundação, em 1999, é representante da Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas (ABD Nacional) em Minas Gerais. A entidade é responsável, juntamente com todas as ABDs instaladas em diversos Estados do Brasil, pela atual expansão do mercado de curtas-metragens, documentários e trabalhos audiovisuais brasileiros.

Além dos Prêmio Estímulo e Curta o Minuto, a Associação Curta Minas mantém outras atividades, como o Projeto Cineclube Curta Circuito, mostras e constantes fóruns de discussão sobre o setor audiovisual mineiro e nacional.
Através dessas ações de fomento à produção audiovisual, como o Prêmio Estímulo, a Associação Curta Minas/ABD-MG cumpre um de seus papéis institucionais: de ser referência na luta pelo desenvolvimento e reconhecimento do setor audiovisual independente no estado de Minas Gerais.

Mais infos com Noir Comunicação Total: (31) 3297-1013 / (31) 3297-1014 / (31) 9612-7229 ou através dos e-mails: noir@noir.com.br e noir@seven.com.br ou com a Assessora de Imprensa Curta Minas/ABD-MG – Daniela Fernandes(31) 9805-9625

Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]