Saiba como foi o primeiro debate da MFL ::  | Curta o Curta

Saiba como foi o primeiro debate da MFL

Por Guilherme Whitaker em 18/02/2005 09:08



Marcelo Ikeda e Luiz Rosemberg Filho

O primeiro debate da Mostra do Filme Livre 2005 reuniu seus dois homenageados brasileiros: Luiz Rosemberg Filho e Philippe Barcinski. Duas cabeças, duas gerações, dois estilos de cinema, duas formas de ver o mundo. Rosemberg e seu desejo de pensar o Brasil e o cinema brasileiro, o cinema político, o discurso corrosivo contra as instituições e os sistemas de poder que oprimem a liberdade individual do artista. Barcinski e o rigor de seu cinema que nos vãos de um austero racionalismo busca um exame das angústias do indivíduo num mundo opressor. A mesa circulou entre um bate-papo sobre suas experiências como cineastas e um debate sobre o cinema brasileiro hoje e suas possibilidades de expressão. Nesse ponto houve mesmo um debate, mas apenas no campo das idéias e nunca, nunca com ofensas pessoais ou grosserias. Uma esperança de diálogo num cinema brasileiro cada vez mais egocêntrico, ranzinza, povoado de donos da verdade. A generosidade dos dois realizadores transitou dos filmes em si para sua voz, para seu discurso. Um encontro possível. 
(Marcelo Ikeda)


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]