Saiba os 10 filmes que serão produzidos em 35mm ::  | Curta o Curta

Saiba os 10 filmes que serão produzidos em 35mm

Por Guilherme Whitaker em 06/07/2001 13:30


Petrobras Cinema

Saiba os 10 filmes que serão produzidos em 35mm
Nelson Pereira dos Santos filmará o curta "Compadre Zé Kéti"

Resultado da primeira seleção de projetos para produção de filmes de
curta-metragem em 35mm


(textos oficiais do evento)
O Programa Petrobras Cinema, criado para regulamentar, democratizar e qualificar o patrocínio da empresa para este segmento cultural, cumpre mais uma etapa de sua programação este ano.

O Petrobras Cinema destinará nessa etapa um total de R$ 400 mil para a produção de 10 curtas-metragens em 35mm, que receberão, cada um, R$ 40 mil. Nove projetos foram escolhidos dentre os 576 inscritos, e o décimo é o convite-homenagem a Nelson Pereira. Todos os projetos selecionados são obras inéditas destinadas originalmente às salas de cinema, feitas ou finalizadas em 35 mm, com duração não superior a 15 minutos.

Nelson Pereira – escolhido por unanimidade pelo Conselho Petrobras Cinema – irá realizar "Compadre Zé Kéti", curta-metragem que define como "um retrato afetivo do compositor de ’A voz do morro’ e ’Máscara negra’ ". Zé Kéti trabalhou nos dois primeiros filmes de Nelson, "Rio, 40 graus" e "Rio, Zona Norte", como músico e como intérprete, fazendo pequenos papéis. Por isso o diretor diz que seu filme será "um encontro de amigos da velha guarda, recordando os melhores momentos da criação do sambista".


Seleção
Como nos demais programas da Petrobras, são duas as instâncias decisórias que atuaram na seleção dos projetos de curtas em 35mm. A primeira é a Comissão de Seleção, formada pelo diretor Maurice Capovilla, pelos críticos Ivana Bentes e Wilson Cunha, e os profesores Tunico Amâncio, da UFF, e Vânia Debs, da USP.

A outra é o Conselho Petrobras Cinema, integrado pelos cineastas Cacá Diegues e Lúcia Murat; pelo crítico de cinema e professor da USP Ismail Xavier; pelo cineasta e professor da UFRS, Giba Assis Brasil; pelo coordenador do programa, José Carlos Avellar; por Alexandre Machado, consultor da presidência da Petrobras; Yacoff Sarkovas, da Articultura, consultor de patrocínios da Petrobras; Sergio Bandeira de Mello, gerente de patrocínios da Petrobras; e Romildo Nascimento, coordenador de patrocínios de cinema da Petrobras.

Resultado
O resultado desta primeira seleção de projetos de curtas em 35mm traz uma diversificação dos gêneros – ficção, documentário e animação –, e tanto há realizadores estreantes como já veteranos. Os nove projetos selecionados têm roteiro original, e são oriundos das cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Brasília e Vitória.

Ficção foi o gênero mais presente no universo de projetos inscritos – cerca de 71,3% – seguida dos documentários, com 20,4%, e animação, 7,4%. Cinco projetos, ou menos de um por cento, não continham essa definição.

O período de inscrições para essa seleção foi de janeiro a março desse ano, e o Petrobras Cinema disponibilizou informações pelo telefone 0800-789001 e do e-mail cinema@petrobras.com.br. O regulamento e os formulários de inscrição estavam acessíveis no site www.petrobras.com.br.



Programa inédito faz opção estratégica pelo filme de curta-metragem
para beneficiar todo o cinema brasileiro

A Petrobras é a maior empresa e a maior patrocinadora do país, e desde o ano passado vem constituindo programas que passam a substituir, aos poucos, as centenas de ações esparsas e isoladas que patrocina. Os programas dão foco, qualidade e transparência à atuação da Petrobras, democratizam o acesso a seus investimentos e estabelecem compromissos de resultado com as áreas beneficiadas.

O Petrobras Cinema é um desses programas, e tem verba anual de R$ 4 milhões para implementar as ações de produção e exibição de curtas-metragens, e apoiar ainda atividades de reflexão e que busquem o conhecimento do cinema brasileiro. Ao apoiar todas as etapas do processo que envolvem o curta, o programa está na verdade fomentando o cinema brasileiro. O curta-metragem, com seu formato ágil, extremamente adequado a experimentações e a novas mídias – principalmente a internet – torna-se ideal para a formação de novos realizadores e novos espectadores.



Principais ações do programa Petrobras Cinema

Produção


Duas seleções por ano de projetos de curtas-metragens em 35mm, destinados a salas de cinema, com duração máxima de 15 minutos. Além dos nove selecionados, um cineasta já conceituado será convidado a realizar um curta, com mesmo tempo de duração e verba dos demais escolhidos.

Duas seleções por ano de projetos de curtas-metragens em mídia digital, destinados principalmente para internet, com duração de no máximo cinco minutos. Além dos nove selecionados, um cineasta já conceituado será convidado a realizar um curta, com mesmo tempo de duração e verba dos demais escolhidos.
Exibição

Em breve será lançado o Curta Petrobras no Cinema, em que por ano serão exibidos 50 curtas-metragens brasileiros – selecionados por comissões de especialistas –, junto a longas estrangeiros em cartaz. Já firmaram parceria 36 salas em 12 cidades brasileiras. A previsão de início de exibição é julho.
Já está em curso o Curta Petrobras às Seis, que exibe, em cinco cidades, sessões diárias gratuitas de programas temáticos de curtas brasileiros.
Está em negociação com emissoras de televisão o Curta Petrobras na Tevê, para a exibição de curtas brasileiros.

Curta na Internet é uma parceria prevista com sites e portais para exibir curtas brasileiros.


Patrocínio exclusivo ao Festival Internacional de Curtas Metragens, em São Paulo, e ao Festival Curta Cinema, no Rio de Janeiro.


Reflexão e informação

Um grupo de editoras está recebendo cartas-convite para concorrer ao apoio a edição de textos críticos e históricos dedicados ao cinema brasileiro.


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta

[confira outras notícias]