Secretaria do Audiovisual anuncia editais 2005-2006 ::  | Curta o Curta

Secretaria do Audiovisual anuncia editais 2005-2006

Por Guilherme Whitaker em 25/10/2005 22:43


Programa de Editais de Fomento à Produção 2005-2006

Secretaria do Audiovisual vai estimular a produção de curtas com R$1.600.000,00


A Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura lançou no dia 24 de outubro, no Rio de Janeiro, o Programa de Editais de Fomento à Produção 2005-2006, que contemplará os vários setores do audiovisual. 

Estiveram presentes ao evento pelo Ministério da Cultura, além do ministro Gilberto Gil e do secretário Orlando Senna, o secretário de Políticas Culturais, Sérgio Sá Leitão, que anunciou um aumento de 70% para o orçamento da pasta em 2006; o diretor da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Manoel Rangel; o assessor especial Mário Borgneth e o representante do MinC no Rio de Janeiro, Adair Rocha. E ainda representantes de entidades e profissionais do setor, entre eles os diretores Carla Camurati, Domingos de Oliveira e Sylvio Back.

Guilherme Whitaker, editor do saite Curta o Curta, ao final do encontro, cobrou das autoridades presentes maior clareza com relação a taxação de curtas pela ANCINE. Guilherme lembrou que até 2002 os curtas eram tratados como produto cultural e desde a criação da agência o curta-metragem passou a ser taxado como se fosse um produto comercialmente já amplamente desenvolvido. Também em nome dos milhares de visitantes do site, Guilherme pediu para que tal problema fosse sanado ´pois quem faz curta independente não tem dinheiro para pagar taxas e que supostamente a ANCINE deveria tratar de cinema INDUSTRIAL e um vídeo de 5 minutos feito em casa jamais fará parte desta indústria, que por sinal no Brasil é uma industria muito mais cultural do que comercial, para o bem e para o mal do futuro de quem faz e exibe filmes curtos´.

Contando com recursos da ordem de R$ 23.903.000,00 (23 milhões e 903 mil reais), o Programa de Editais 2005-2006 vai estimular a realização de 182 projetos, distribuídos em 11 editais. A medida - que favorecerá a interação entre Cinema, Televisão e Internet, buscando alcançar a valorização de seu conteúdo - será desenvolvida em parceria com outras instituições.

Compõe essas ações a realização de dez longas-metragens de Baixo Orçamento, sendo cinco ainda este ano e outros cinco em 2006. Também haverá um edital para produção de 20 Curtas-metragens de Ficção e dez de Animação. O segmento infantil será contemplado com o Curta Criança - edital de 20 telefilmes, em parceria com a TVE Brasil, e com exibição garantida. Será realizado um concurso para o desenvolvimento de dez Roteiros de Longas metragens e para dez projetos de Jogos Eletrônicos culturais e educativos. E, ainda, serão apoiadas oito Teses Acadêmicas.

A grande novidade é a parceria com a Petrobrás que viabilizou o Documenta Brasil, uma ação de fomento à produção de documentários de longas metragens que abre perspectivas de articulação com as televisões privadas. Para este edital serão apoiados quatro projetos.

O pacote de editais inclui novas edições do Programa DocTV e do projeto Revelando os Brasis, que se consolidam como duas das principais ações estratégicas da Secretaria do Audiovisual. Em sua terceira edição o DocTV, uma parceria com a Fundação Padre Anchieta e Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abepec), viabilizará a produção de 35 documentários e vai ampliar a experiência brasileira para uma ação internacional, o DocTV Iberoamérica, viabilizando a produção de mais 15 documentários.

O Revelando os Brasis, lançado em parceria com o Instituto Marlin Azul, amplia este ano seu leque de parceiros, contando agora, também, com a Petrobrás e a Fundação Roberto Marinho, por meio do Canal Futura. Serão apoiados 40 vídeos para comunidades com até 20 mil habitantes, beneficiando cineastas estreantes de pequenos municípios - nunca antes contemplados com esse tipo de iniciativa.

O Programa de Editais 2005-2006 consolida as políticas de democratização e nacionalização do audiovisual do MinC, que nos últimos dois anos possibilitou a inclusão das diversas regiões do país nos processos de produção e criação de conteúdos brasileiros, revelando novos realizadores, além de fomentar novos nichos de mercado, como no caso da produção de games e animação.

Comemorando os 113 títulos já realizados na sua gestão - 13 a mais do que o compromisso firmado em 2003, no Festival de Gramado - de trabalhar para ver uma produção em torno de cem filmes, o ministro Gilberto Gil declarou que esse é um dos maiores investimentos que o governo federal já fez no setor.

Para o secretário do Audiovisual Orlando Senna "o problema da produção está resolvido, a meta agora é fazer as produções chegarem às telas".

O Programa de Editais 2005 e 2006 e o edital de Baixo Orçamento estarão disponíveis no site do Ministério da Cultura a partir do dia 26 de outubro e os demais editais a partir do dia 21 de novembro. Informações: concursos.sav@minc.gov.br. 

Fonte: www.cultura.gov.br
(o texto em azul foi acrescentado pelo Curta o Curta)


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]