VI Mostra ABD Cine Goiás ::  | Curta o Curta

VI Mostra ABD Cine Goiás

Por Guilherme Whitaker em 14/05/2008 17:16


A Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas, Seção Goiás (ABD-GO), tem o prazer de anunciar os selecionados para a VI Mostra ABD Cine Goiás, mostra competitiva paralela ao X Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), que acontece na Cidade de Goiás de 10 a 15 de junho.

A Mostra privilegia a produção do estado de Goiás, independente da metragem, tema ou gênero. Este ano, 38 obras participaram da seleção, sendo três animações, 25 documentários, um experimental e oito ficções. Entre os 14 selecionados, duas animações, 10 documentários e duas ficções, variando entre curta, média e longa-metragem, que reunidos totalizam seis horas e 12 minutos.

Selecionados da VI ABD CINE GOIÁS
A Bicicleta e o Escuro, de Cláudia Nunes (Doc. 63 min, 2007)
A Dama do Vale, de Luis Grossi (Doc. 41 min, 2008)
Assim é a Vida ou a Morte, de Celso Aparício de Sousa (Mateba) (Fic. 17 min, 2008)
Déjá Vu, de Alice Antunes (Ani. 11 min, 2007)
Ecléticos Corações, de Simone Caetano (Fic. 22 min, 2007)
Goiânia, Sinfônia da Metrópole, de Rodolfo Carvalhaes (Doc. 7 min, 2007)
Guerrilha do Araguaia - as faces ocultas da história, de Eduardo Castro (Doc. 96 min, 2007)
Impej, de Rafael de Almeida (Doc. 9 min, 2007)
Mémorias de Sombra, de Douglas Pinheiro (Doc. 13 min, 2008)
Meu batom tem um quarto, de Alyne Fratari e Leandro Martins de Oliveira (Doc. 17 min, 2007)
Mocó Jack, de Luiz Botosso e Thiago Veiga (Ani. 13 min, 2007)
Nota Prévia para um Caminho Místico no Brasil Central, de Pedro Diniz (Doc. 15 min, 2008)
O Pesadelo é Azul, de Ângelo Lima (Doc. 30 min, 2008)
Subpapéis, de Luiz Eduardo Jorge (Doc. 18, 2007).

Júri de seleção
Dando continuidade às ações da ABD-GO no ano passado, a seleção novamente foi feita fora do estado de Goiás. Desta vez, foi escolhida a afiliada da ABD Nacional no Distrito Federal, a ABCV, presidida pelo animador e editor Márcio Moraes, que compôs o júri junto os seguintes profissionais: Thaís Chaves Werneck, jornalista e roteirista; Cláudio Moraes, fotógrafo; e Jimi Figueiredo, diretor e roteirista.

Segundo Márcio Moraes, “a comissão escolheu a qualidade e a originalidade como critérios de seleção. Os membros avaliaram os filmes primeiro individualmente e depois em conjunto”.

Premiação
A premiação da VI Mostra ABD Cine Goiás é composta pelos troféus Pedra Goiana para: melhor filme (R$ 3.500); melhor Diretor (R$ 2.500); melhor Diretor de Fotografia (R$ 1.500); melhor Montador/Editor (R$ 1.500,00); melhor Roteiro (R$ 1.500); melhor Trilha Sonora (R$ 1.500); melhor Animação (R$ 1.500); melhor Ficção (R$ 1.500). Além do Prêmio Eduardo Benfica (Troféu Claquete) com R$ 1.500 para o melhor Documentário e o Prêmio Fifi Cunha (Troféu Claquete) com R$ 1.500 para o melhor Curta-Metragem, totalizando R$ 18 mil reais em prêmios. A C.A.R.A. Video Produtora também oferece 20 cópias em DVD aos cinco principais premiados.

Júri de premiação
O júri de premiação é composto por Cibele Amaral, Patrícia Mousinho, João Carlos Fragoso e Patrick de Jongh.

Cibele Amaral é roteirista e diretora do curta “Momento Trágico”, ganhador de quatro Kikitos no Festival de Gramado 2004, três Candangos no Festival de Brasília 2003, entre outros. Experiente em júris e comissões de seleção, tendo participado nas categorias de curta-metragem 35mm e 16mm no Festival de Gramado 2005, curta-metragem Fenart em João Pessoa 2006, curta-metragem 35mm no Festival de Brasilia 2006 e curta-metragem 35mm Infanto Juvenil no edital do Ministério da Cultura 2006.

Patrícia Mousinho é bióloga e educadora Ambiental, pós-graduada em Planejamento e Gerenciamento Ambiental (UERJ), Mestre em Ciência da Informação (UFRJ). Especialista em Informação, Comunicação e Educação Ambiental, há 16 anos com experiência em ONGs, empresas e academia. Atualmente escolheu a Cidade de Goiás para morar e continua conectada a diversas redes de Educação Ambiental, sendo Secretária Executiva da Rede Brasileira de Educação Ambiental (Rebea) desde novembro de 2004.

João Carlos Fragoso é engenheiro de som, formado em Engenharia Elétrica pela PUC-Rio e em Engenharia de Som e Produção Musical pela Berklee College of Music. Atuou como editor de som, engenheiro de gravação (dublagem), sonoplasta, assistente de som direto em diversos filmes e novelas, entre eles, “Meu nome não é Johnny” de Mauro Lima, “Condor” de Roberto Mader, “Paixões Proibidas” da TV Bandeirantes, Avassaladoras da Record, Maracatus de Pedro Nabuco, Assist. som direto, Se eu fosse você de Daniel Filho.

Patrick de Jongh é músico instrumentista e desginer de som, formado em Produção Musical pelo Conservatório de Roterdam, com especialização em Engenharia de Áudio no SAE de Londres e de Los Angeles, especialização em Art and Craft of Orchestration for Film and Television (California State University - MIS), especialização em Engenharia de Áudio, mix 5.1 e 7.1 para Cinema com Tom Lord Alge (Londres). Atuou como assistente de workshops, cursos e trabalhos em Los Angeles com Danny Elfman, Hans Zimmer, Howard Shore, Marco Beltrami, dentre outros. Realizou trilhas no exterior, participando da abertura do Resident Evil, junto com Marco Beltrami e Marilyn Manson, além de ter participado de projetos no Brasil.

Oficina de Som - Como Otimizar Custos, Tempo e Qualidade
A oficina da ABD-GO durante o X FICA será de som, ministrada pelo engenheiro de som Patrick de Jongh, também membro do júri de premiação. O formato do curso será teórico e prático, pois o oficineiro trará parte de seu equipamento profissional para a Cidade de Goiás. Durante as 12 horas de curso que serão ministradas de 11 a 13 de junho, Patrick direcionará o conteúdo não só aos profissionais de áudio, mas também a produtores e diretores, que se integram ao processo de construção do som no cinema.

A oficina irá tratar dos seguintes temas: Captacao de som (5.1, Super Stereo, Mono), Edição e Mixagem (como obter o melhor som mono e estereo/ como preparar DVD para TV e Comissão de Seleção de Festival / como obter o melhor custo-benefício para mixagem Dolby 5.1) e Dublagem (casos necessários e procedimentos adequados). Para um maior aproveitamento do curso, será distribuída para cada participante apostila com exemplos sobre os temas explorados.

As inscrições começam no dia 15 de maio, lembrando que as 35 vagas para Goiânia e as cinco para a Cidade de Goiás serão preenchidas por ordem de chegada. Em Goiânia, poderão ser feitas em horário comercial no Centro Cultural da C.A.R.A. Video (Rua 83, nº 361 – Setor Sul); já na Cidade de Goiás, acontecerão no escritório do FICA, junto com os outros cursos do Festival.

Solicitações da ABD-GO ao FICA
O realizador goiano com filme selecionado na ABD Cine Goiás, única mostra paralela com apoio do estado que recebe filmes com temática livre e de todos os gêneros e metragens, não possui a garantia de que poderão assistir a exibição de seus filmes e nem participar da manhã de premiações. Essa dúvida a que o realizador goiano se verá obrigado a deparar decorre do fato de a organização do Fica não disponibilizar transporte, hospedagem e alimentação, tal qual é garantido aos realizadores selecionados pela mostra principal.

Este ano, ABD-GO solicitou hospedagem para os realizadores goianos. Foi oferecida uma hospedagem para os premiados, de sexta-feira, dia 13, para sábado, dia 14, quando acontece a manhã de premiações. Entretanto, a Comissão Organizadora da ABD Cine Goiás não divulgará, em hipótese alguma, o resultado na sexta-feira, antes da premiação.

Nova solicitação foi feita, para que este benefício seja revertido em uma casa para hospedagem dos realizadores durante todo o Festival, para que acompanhem seus filmes e participem da premiação. A ABD-GO e os realizadores goianos aguardam o retorno da Agepel sobre este assunto, solicitado no dia 29 de abril deste ano.

ABD-GO: Nova Diretoria
Desde final de janeiro deste ano, a ABD-GO conta com nova diretoria, composta pelos conselheiros Ângela Torres, Ângelo Lima e Marcélio Barros; Beto Leão na presidência, Viviane Louise na vice-presidência, Carolina Paraguasssú Dayer na Secretaria-Geral, Lázaro Neves como 2º Secretário e Leandro Bezerra Cunha na tesouraria.

Dentre as ações deste ano, a ABD-GO organizará durante o mês de setembro a ABD Mostra Machado de Assis, quando a entidade completará 23 anos em Goiás e será o centenário da morte do escritor. O evento contará com obras cinematográficas adaptadas de seus livros e contos, seguidas de debate com profissionais do cinema e da literatura. Para esta Mostra, a ABD já conta com o apoio da Academia Goiana de Letras, do Sebrae-GO e da Secretaria Municipal de Cultura.


Contatos ABD-GO
Secretária-Geral: Carolina Paraguassú (62) 8119-6369 / (21) 8346-4276
carolparaguassu@gmail.com
Comissão Organizadora da Mostra ABD Cine Goiás: Luiz Felipe Mundim (62) 8453-2568 / luizmundim@gmail.com

Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]