VIDEO BRASIL premia 4 realizadores ::  | Curta o Curta

VIDEO BRASIL premia 4 realizadores

Por Guilherme Whitaker em 12/09/2005 09:55


ESTADO DA ARTE

15º FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTE ELETRÔNICA 

VIDEOBRASIL PREMIA QUATRO REALIZADORES


*** "Concerto para Clorofila", de Cao Guimarães, acumulou o Prêmio Estado da Arte e o Prêmio Videobrasil de Residência no Glasworks

Autores das obras "Concerto para Clorofila" e "Lo Sublime/Banal", respectivamente, os artistas Cao Guimarães (Brasil) e Graciela Taquini (Argentina) dividiram o Prêmio Estado da Arte, concedido pelo júri do 15º Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil. O Festival deu a Cao Guimarães, ainda, o Prêmio Videobrasil de Residência no Gasworks, uma bolsa de três meses na instituição londrina, que prevê a realização de uma obra áudio-visual. A critério do júri, foram concedidas também duas menções honrosas, para o vídeo "Plano-(Con)Seqüência" (Brasil, 2004), do artista Rodrigo Minelli Figueira, e para o CD-ROM "A Space of Time", do mexicano Diego Bonilla.

Em seu parecer, os membros do júri – Marcos Moraes, coordenador do Curso de Artes Plásticas da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), a artista mexicana Ximena Cuevas e o curador argentino-israelense Sergio Edelsztein – explicaram a divisão do prêmio entre os trabalhos de Cao Guimarães e Graciela Taquini: "Em ambos evidenciam-se os diferentes valores propostos pela diversidade de experiências da linguagem eletrônica. Cao Guimarães aprofunda as questões relativas ao poder evocativo da imagem, do som e do movimento, enquanto Graciela Taquini trata das questões biográficas, culturais e sobretudo gastronômicas. A escolha dos trabalhos privilegiou as posturas sensíveis, críticas e afirmativas dos compromissos individuais de seus realizadores com o estado da arte no mundo contemporâneo." Sobre as menções honrosas, o statement afirma: "Nesta mesma linha, e coerente com os valores identificados nos trabalhos premiados, o Júri destaca com uma Menção Honrosa "Plano (Con) Seqüência", de Rodrigo Minelli e "A Space of Time", de Diego Bonilla.

Em outro parecer, a Comissão de Programação do Festival, composta por Solange Farkas, Christine Mello, Eduardo de Jesus e André Brasil, justifica a escolha de Cao Guimarães para o Prêmio Videobrasil de Residência no Gasworks, que prevê a participação do artista no conhecido programa de residências internacionais do complexo de estúdios e galerias londrino, além de acesso aos equipamentos do Gasworks, verba para desenvolver uma obra e facilidades de pós-produção. "A obra de Cao Guimarães é emblemática do que o eixo Estado da Arte pretende explicitar: uma contribuição estética própria à arte eletrônica bem como uma significativa contribuição ao estado da arte contemporânea como um todo. Seu trabalho contém uma visão peculiar que atravessa e articula para o meio eletrônico elementos de linguagem advindos da fotografia, da performance, da literatura, dos ambientes instalativos, da música, do cinema experimental e do documentário." 

Saiba mais em www.videobrasil.org.br


Os premiados

Prêmio Estado da Arte
Prêmio Videobrasil de Residência no Gasworks
Cao Guimarães (Brasil)

Artista plástico, diretor e produtor de vídeos e filmes, articulista e escritor, estudou filosofia na Universidade Federal de Minas Gerais e Estudos Fotográficos na Universidade de Westminster, em Londres. É conhecido, entre outros, pelos curtas experimentais "Otto, eu sou um outro" (1998), "Sopro" (2000) e "Word/World" (2001). Como artista plástico, participou da 25ª Bienal Internacional de São Paulo (2002) e da Trienal de Arte de Barcelona (2001), entre outras. "Concerto Para Clorofila" (2004) é um exercício poético em torno de formas, cores e ritmos da natureza.

Prêmio Estado da Arte
Graciela Taquini (Argentina) 

Curadora internacional, é pioneira da produção em vídeo na Argentina e possui uma obra prolífica, de caráter experimental, para a TV. Em "Lo Sublime/Banal" (Argentina, 2004), ela prepara uma sobremesa com uma amiga e rememora o dia de 1971 em que as duas conheceram o escritor Julio Cortázar no fundo de uma pizzaria em Paris.

Menção Honrosa
Diego Bonilla (México)

Mestre em Comunicação de Massas e professor de Mídias Digitais na California State University, o artista mistura mídias variadas em obras que expõem nossa relação com as estruturas de informação. O CD-ROM "A Space of Time" (México/EUA, 2004) oferece duas maneiras de ver a história de um prédio abandonado. O modo ‘Stream of Consciousness’ exibe as cenas em seqüência randômica. ‘Limbo’ ativa um jogo que tem o prédio como cenário.


Menção Honrosa
Rodrigo Minelli (Brasil)

É mestre em Sociologia da Cultura pela PUC-SP e professor da UFMG na área de vídeo e novas tecnologias. Premiado com a Bolsa Vitae de Artes em 2002, trabalhou como curador, consultor, professor e diretor de vídeo em instituições como a Rede Minas de Televisão. É um dos idealizadores do coletivo feitoamãos. "Plano-(Con)Seqüência" (Brasil, 2004) descreve um diálogo imaginário entre os poetas Sylvia Plath e Vladimir Maiakovski.


AS DECLARAÇÕES DOS JÚRIS 

Declaração do júri
O Júri de premiação do 15º Festival Internacional de Arte Eletrônica - Vídeobrasil levando em consideração a capacidade em apresentar a potencialidade da criação eletrônica, bem como a habilidade em ampliar as relações com outros campos artísticos e com a complexidade da realidade contemporânea, proposta pela mostra Panoramas do Sul, atribui o Prêmio Estado da Arte, correspondente ao primeiro dos três eixos desta edição do Festival, aos trabalhos "Concerto para clorofila", de Cao Guimarães e "Lo Sublime / Banal", de Graciela Taquini.

Em ambos evidenciam-se os diferentes valores propostos pela diversidade de experiências da linguagem eletrônica. Cao Guimarães aprofunda as questões relativas ao poder evocativo da imagem, do som e do movimento, enquanto Graciela Taquini trata das questões biográficas, culturais e sobretudo gastronômicas. A escolha, dos trabalhos, privilegiou as posturas sensíveis, críticas e afirmativas dos compromissos individuais de seus realizadores com o estado da arte no mundo contemporâneo.

Nesta mesma linha, e coerente com os valores identificados nos trabalhos premiados, o Júri destaca com uma Menção Honrosa "Plano (Con) Seqüência", de Rodrigo Minelli e "A space of Time", de Diego Bonilla.

Marcos Moraes
Sergio Edelsztein
Ximena Cuevas 


Declaração da Comissão de Seleção e Programação do Festival 

A obra de Cao Guimarães é emblemática do que o eixo “Estado da Arte” pretende explicitar: uma contribuição estética própria à arte eletrônica bem como uma significativa contribuição ao estado da arte contemporânea como um todo. 

Seu trabalho contém uma visão peculiar que atravessa e articula para o meio eletrônico elementos de linguagem advindos da fotografia, da performance, da literatura, dos ambientes instalativos, da música, do cinema experimental e do documentário.

Mantendo a coerência de um percurso poético interessado nos elementos plásticos e na temporalidade da imagem, Guimarães cria universos audiovisuais sutis e intensos, como em “Concerto para Clorofila”, trabalho apresentado nesta edição do festival.

O Prêmio Videobrasil de Residência no Gasworks, em Londres, permitirá a Cao Guimarães não apenas aprofundar e dar continuidade a suas preocupações artísticas, mas também e principalmente garantir maior visibilidade e inserção no circuito internacional, como a sua maturidade artística demanda.

André Brasil
Christine Mello
Eduardo de Jesus
Solange Oliveira Farkas

Serviço
O 15° Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil acontece de 06 a 25 de setembro de 2005 no SESC Pompéia (Rua Clélia, 93, tel: + 55 11 3871-7700, São Paulo).
O SESC Pompéia funciona de terça a domingo, das 10h às 22h. As atividades do Festival acontecem de terça a domingo, nos seguintes horários: 10h às 21h (exposições, encontros, debates, mostras de vídeo, livraria e bar); a partir de 21h (performances); e 22h (VJ Nights).

Toda a programação do Festival é gratuita, mas os ingressos para as performances e VJ Nights devem ser retirados com antecedência nas bilheterias da Rede Sesc. A disponibilidade está sujeita à lotação dos espaços (Auditório: 191 lugares; Choperia: 800 lugares; Teatro: 330 lugares; Play Gallery: 120 pessoas). 

Saiba mais em www.videobrasil.org.br


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta


[confira outras notícias]