Visões Periféricas 2009 ::  | Curta o Curta

Visões Periféricas 2009

Por Guilherme Whitaker em 20/07/2009 16:35


Quando o festival audiovisual Visões Periféricas foi criado, sua proposta era contemplar as produções realizadas nas periferias brasileiras, através de associações, ONGs, coletivos, grupos informais organizados e produtores independentes. Este ano, em sua terceira edição, o evento cresceu de proporção, ocupando novamente a Caixa Cultural, mas também outros espaços na cidade do Rio de Janeiro. E mais: abrindo espaço para uma mistura de públicos, inclusive de realizadores que não atuam ou residem nas periferias. No entanto, o conceito que o diferencia de outros festivais audiovisuais que privilegiam os vídeos realizados em comunidades populares permanece o mesmo: oferecer visibilidade aos projetos educacionais que se utilizam das novas mídias para a produção audiovisual, ou seja, fundir educação e tecnologia.
A tradicional seleção de vídeos que projetou o “Visões” no Brasil e no mundo terá algumas novidades, com destaque para as mostras competitivas: Visorama, tradicional do festival e que exibe os filmes feitos em contextos de formação em audiovisual; a Fronteiras Imaginárias que a partir deste ano tem caráter competitivo e abriu o leque para realizadores mais experientes e que não necessariamente sejam da periferia ou a tenham como tema central; e a Tamojuntoemisturado, com foco em produções realizadas exclusivamente através de câmera fotográfica, aparelho de celular e webcam. As mostras Periferia Animada e Cinema da Gema, sucesso nas edições anteriores, continuam no programa.

Na abertura do festival será exibido o filme “Pachamama”, de Erik Rocha, filho do Glauber, que lança um olhar sobre a América Latina e tem tudo a ver com o conceito do “Visões 2009”, que vai além do Brasil através da novíssima Mostra Ibero−Americana, com filmes das periferias e centros urbanos da América Latina, Portugal e Espanha. Outra novidade é a Mostra Lugar Incomum, que conta com produções do Ceará, Alagoas, Pernambuco e Rondônia.

O público que comparecer a Caixa Cultural durante os seis dias do festival terá a oportunidade de assistir gratuitamente a 125 filmes de todos os cantos do Brasil, do Amazonas a pequena Conceição das Crioulas, na Bahia, divididos em mostras temáticas competitivas ou não. A diversidade do evento é evidente também nos temas. Um exemplo é o vídeo “Escuta Gajon”, que participa da mostra Fronteiras Imaginárias e fala de uma comunidade cigana. “O realizador é cigano e vai estar com a gente no festival”, lembra a coordenadora executiva Karine Mueller.
Outro indício de que o evento cresceu é a ocupação das duas salas de cinema, e a realização da exposição fotográfica “Vidas Paralelas”, que documentou o projeto homônimo do Ministério da Saúde para formar uma rede de trabalhadores que utilizem o audiovisual na educação para a saúde familiar.

Aliás, capacitação é uma palavra-chave no Visões Periféricas, que este ano oferecerá cursos gratuitos de utilização básica das novas tecnologias, como as oficinas de VJ, Imagens Remix, e a de blog, Imaginação Digital, entre outras.

Paralelamente ao festival de vídeos, acontecerá o “Deseducando o olhar - Seminário Nacional de Educação Popular em Audiovisual”, realizado em parceria com a ONG Cidadela e o Fórum de Experiências Populares em Audiovisual (FEPA). O evento é voltado para ONGs, coletivos e educadores da rede pública que utilizam tecnologia em sala de aula, oferecendo palestras e debates entre os dias 23 e 25. A inscrição também será gratuita e os participantes receberão um CD-ROM com artigos pertinentes ao tema.

Em se tratando de um evento altamente tecnológico, o Visões Periféricas 2009 fará uma cobertura audiovisual trazendo o público para dentro da mostra também via internet. Tudo o que acontecer será compartilhado através de redes sociais como YouTube, Orkut e Twitter, além do blog www.visoesperifericas1.blogspot.com e do site www.visoesperifericas.org.br.

O encerramento acontecerá no dia 26, domingo, na CAIXA Cultural, com a entrega de prêmios das mostras competitivas, seguido de coquetel. Este ano, além de troféus, os vencedores receberão também equipamentos como câmeras fotográficas. Assim como no ano passado, após o festival, alguns vídeos serão exibidos no circuito de cineclubes da Associação de Cineclubes do Rio de Janeiro (Ascine), dando uma última oportunidade àqueles que não conseguiram assistir um ou outro filme.

A produção do Visões Periféricas 2009 é da Imaginário Digital, uma instituição que tem como objetivo principal promover e assegurar o acesso de jovens para o uso das novas tecnologias em comunicação, e conta com o patrocínio da CAIXA e da OI, e conta com o apoio do OI Futuro, além do patrocínio da Secretaria do Audiovisual (SAv) do Ministério da Cultural para a realização do seminário.

Serviço:
Festival Audiovisual Visões Periféricas 2009
De 21 a 26 de julho.
Local: Caixa Cultural – Cinemas 1 e 2
Endereço: Avenida Almirante Barroso, 25 - Centro (ao lado da estação Carioca do Metrô).
Tel.: 2544-4080
Horário: ver a programação em anexo.
ENTRADA FRANCA com distribuição de senhas 30 minutos antes da sessão.
Classificação: 16 anos.
Acesso para portadores de necessidades especiais.
Programação completa em www.visoesperifericas.org.br e www.caixa.gov.br/caixacultural
Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?rl=cpp&cmm=91537820
Twitter: http://twitter.com/vperifericas
 


Comente aqui...


Você precisa digitar algo na caixa de texto.
Não foi possível enviar seu comentário.
Informe um e-mail válido.
Você precisa informar um nome.
Você precisa digitar algo na caixa de texto.

Jornal do Curta




[confira outras notícias]